eleicoes araruna

Em função de episódios que, a essa altura, já denotam exacerbação de correntes políticas adversárias no município, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, desembargador Antônio de Pádua Lima Montenegro, encaminhou à Superintendência da Polícia Federal e ao Comando Geral da Polícia Militar ofício pedindo que seja montado um esquema de segurança para garantir a tranquilidade das eleições deste ano, em Araruna.

Nos dois ofícios, o desembargador Pádua disse que o pedido “objetiva que seja efetivado pleno de ação que assegure, plenamente, a segurança e a normalidade do próximo pleito eleitoral na 20a Zona Eleitoral, em Araruna, tendo em vista relevantes problemas reportados pela Juíza Eleitoral daquela circunscrição”.


Em ofício que encaminhou ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral, a juíza da 20a Zona Eleitoral, Israela Pontes de Asevedo, relatou um tumulto ocorrido no início deste mês, em função do agravamento dos ânimos entre simpatizantes políticos de coligações adversárias. Por precaução, a juíza pediu reforços policiais, “a fim de que sejam respeitadas as leis eleitorais”.

O desembargador Antonio de Pádua Lima Montenegro disse que ações destinadas a realização das eleições em clima de tranquilidade é uma prioridade de sua gestão. O desembargador, da mesma forma que tem pedido aos juízes o máximo de isenção em seus atos, tem feito apelos constantes a todos aqueles envolvidos no processo eleitoral, no sentido de que respeitem as leis e os magistrados.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here