Programa Médicos para o Brasil tem bônus aumentado pela MP 890/2019 0 65

programa medicos para o brasil aumento bonus

O Programa Mais Médicos, agora deve ser chamado de Programa Médicos para o Brasil, pois o governo Bolsonaro criou uma emenda através da Medida Provisória (MP 890/2019) e ela foi aprovada na Câmara dos Deputados na noite desta última terça-feira (26/11), seguiu para Senado Federal nesta última quarta-feira (28/11) e também foi aprovada, mesmo que com uma certa dificuldade.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O prazo limite seria esta quinta feira, já que a MP foi assinada por Jair Bolsonaro no último mês de agosto, onde durante a prorrogação após outubro, acabou rebatizando o nome do programa para “Médicos para o Brasil“.

Bolsonaro espera que dólar caia em 2020, mas Guedes diz o contrário.

Bônus nos salários dos médicos

A emenda da MP que pretende equiparar os salários dos médicos federais ativos com as outras carreiras universitárias do Ministério da Saúde é de autoria do deputado federal Dr. Luizinho (PP-RJ).

O deputado sugeriu a criação de um pagamento de Gratificação de Desempenho da Carreira da Previdência, da Saúde e do Trabalho – GDPST, que irá aumentar em 11,8%, ou seja, em R$ 1.500 os salários.

Nos cofres públicos o impacto deve ser de 14,7 milhões de reais mensais.

Equiparação de salários dos médicos

O ex-presidente do Sindicado dos Médicos do Rio, Jorge Darze, fez parte do pleito para a equiparação salarial dos médicos federais. Todos da bancada do Rio de Janeiro acabaram votando a favor.

Cerca de 6 mil médicos ativos serão beneficiados pelas mudanças. Hoje segundo informações do sindicato, os médicos federais recebem em média R$ 2.500 a menos que psicólogos, fonoaudiólogos e outras áreas semelhantes.

Porém o “bônus” será concedido por conta do desempenho individual do servidor, com base nas metas de desempenho institucional. Além disso a entidade onde o médico está vinculado, também deverá influenciar o benefício.

Ela também será paga a partir de agora, ou seja, não há possibilidade de tentar reaver valores antigos, os retroativos.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ministério da Saúde pretende reduzir em 15% as mortes de bebês e crianças 0 434

ministerio saude reducao mortes

Como o objetivo conhecer as circunstâncias de ocorrência de óbitos infantis e fetais, o Ministério da Saúde instituiu nesta quarta-feira, dia 14, o Comitê Nacional de Prevenção do Óbito Infantil e Fetal.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Dados de 2002 do ministério e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)apontam que a taxa de mortalidade infantil no Brasil era de 26,5 mortes por mil nascidos vivos. Em 56% dos casos, as mortes foram decorreram de causas perinatais.

Em relação à mortalidade fetal (crianças que morrem antes de nascer), dados do mesmo ano apontavam no Brasil uma taxa de 12,1 mortes por mil nascimentos totais, vivos e mortos. A maioria dos óbitos também decorreu de causas que poderiam ser prevenidas.

Com a criação do comitê, o ministério pretende identificar fatores de risco e propor medidas para melhorar a assistência à saúde para a reduzir a mortalidade natal e perinatal (ligada ao pré-natal e à assistência ao parto e ao recém-nascido).

Durante a cerimônia, foi lançado um manual dos comitês de prevenção do óbito infantil e fetal. Com isso, o governo pretende cumprir o Pacto pela Redução da Mortalidade Materna e Neonatal e reduzir em 15% os atuais índices de mortes de mulheres e de bebês com até 27 dias de vida até o final de 2006.

Feira da Saúde acontece em Monteiro nesta quinta-feira 0 390

feira saude monteiro

A Prefeitura Municipal de Monteiro realiza nesta quinta-feira, dia 15, a feira Vivendo Saúde na Zona Rural, com uma vasta programação em atendimento médico e atenção básica. A feira acontecerá no sítio Queimadas, abrangendo toda a população atendida pelo Programa Saúde da Família na região (PSF 05). Em Monteiro, a cobertura do PSF é de 100%.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Oftalmologia, clínica geral e eletrocardiograma fazem parte dos atendimentos médicos que a Secretaria de Saúde e Bem Estar Social preparou para o evento. Na atenção básica, haverá escovódromo, teste de glicemia capilar, verificação da pressão arterial, imunização (em crianças, adultos e idosos), medição de hipertensão e diabetes e distribuição de medicamentos.

A comunidade local também receberá dicas e informações das vigilâncias Epidemiológica, Sanitária e Ambiental, além de assistir a palestras sobre fitoterapia. Na ação social, haverá cabeleireiros e manicures.

A programação da Vivendo Saúde contará ainda com apresentações de trabalhos das secretarias de Saúde e de Educação e de projetos da Escola do Sítio Queimadas, encenação de uma peça teatral, grupo de danças, apresentação de uma quadrilha junina e animação de sanfoneiros. A feira acontecerá durante todo o dia, a partir das 8 horas.

Most Popular Topics

Editor Picks