Skip to content

1º grupo de passageiros do cruzeiro em quarentena por COVID-19 desembarca no Japão

19 de fevereiro de 2020
desembarque passageiros cruzeiro diamond princess coronavirus

O primeiro grupo de passageiros presentes no navio de cruzeiro Diamond Princess que estavam em quarentena por conta do surto de coronavírus, começam a desembarcar no Japão. O navio estava atracado em Yokohama próximo à Tóquio.

Nesta quarta-feira (19/02) terminou o período de quarentena de duas semanas. Mas todo o processo de desembarque irá levar cerca de três dias. O primeiro grupo será composto por 500 passageiros, quase todos idosos e que tiveram um resultado negativo para o vírus.

Antes do desembarque o Ministério da Saúde japonês disse que havia completado toda a rodada final de exames nos passageiros. Há cerca de 3 mil pessoas no navio e as amostras de testes foram coletadas de todos. Aqueles que foram identificados com o vírus, acabaram sendo transportados para instalações médicas.

Aqueles que tiveram contato próximo com as pessoas infectadas do navio, irão permanecer a bordo para que sejam monitoradas, mesmo que os exames tenham dado negativo.

China deve tomar mais medidas para garantir suprimentos no controle de epidemias.

Funcionários e tripulantes

Todos os funcionários e tripulantes do navio deverão serem liberados pelo operador.

Quarentena

Durante todo o período da quarentena os passageiros tiveram que passar a maior parte do tempo dentro das cabines, em uma tentativa de combater a propagação do vírus a bordo. Todos que desembarcaram nesta quarta tinham a expressão de alívio e muitos deixaram o navio acenando.

Um dos passageiros disse que parecia estar longe do Japão há muito tempo. “Só quero ir para casa e comer comida japonesa”.

Após o desembarque eles foram transportados em cerca de 10 ônibus para a Estação Yokohama e outras próximas, para que de lá fossem para casa.

O ministro de Saúde do Japão, Katsonobu Kato, informou que todos aqueles que desembarcaram não precisam mais ficar isolados e tão pouco é preciso ficar preocupado sobre eles estarem em transporte público ou durante a sua movimentação nas ruas.

Mas ainda sim eles serão monitorados por mais 14 dias.

O cruzeiro que transportava inicialmente cerca de 3700 pessoas, entre passageiros e tripulantes, contava com pessoas de mais de 50 regiões. Ele está atracado no porto de Yokohama, ao sul de Tóquio, desde o último dia 5 de fevereiro, onde o principal motivo foi o desembarque de um passageiro em Hong Kong, que teve o resultado positivo para o vírus.

Na última contagem mais de 300 passageiros estavam infectados com o coronavírus.

Todos os passageiros que tiveram o resultado negativo para o vírus após a quarentena, devem desembarcar até próxima sexta-feira.