Japão mais próximo de lançar a vacina contra COVID-19 com base em FAVIPIRAVIR 0 83

japao muito proximo de descobrir cura para coronavirus

A cura para o coronavírus Covid-19 pode estar mais próxima do que você imagina. O Japão é um dos países onde os testes estão mais avançados e inclusive há boas respostas em relação a outro medicamento já existente e que age contra o vírus do Influenza, o Favipiravir.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

As autoridades médicas chinesas já anunciaram que o país vizinho vem usando o medicamento para tratar pacientes com coronavírus.

O jornal inglês “The Guardian” informou que um funcionário do ministério de ciências e tecnologia da China chamado Zhang Xinmin, anunciou que o Fujifilm Toyama Chemical do Japão, já produziu resultados bem animadores nos casos existentes em Wuham.

Os testes foram feitos em 340 pacientes com coronavírus. Zhang cita que o tratamento tem um alto grau de segurança e que é super eficaz no tratamento do COVID-19. Quem recebeu o medicamento em Shenzhen, testou negativo para o corona quatro dias após terem sido constatados como positivos.

Aqueles que não foram tratados com a droga, apresentaram resultados piores do que os que foram.

Espanha fecha praias e proíbe banhos de mar em tentativa de impedir surto!

Exames comprovam eficácia

A grande maioria dos exames de raio X de pacientes que se trataram com a droga japonesa (Favipiravir) apresentaram uma melhoria pulmonar em 91% dos casos. Os casos foram comparados com pacientes que não foram tratados com a droga, que acabaram representando 62%.

Os médicos japoneses estão usando o medicamento em estudos clínicos de pacientes com coronavírus que apresentaram sintomas leves e moderados. A finalidade é impedir a multiplicação do vírus nestes pacientes, já que o Ministério da Saúde do Japão, informou que em casos graves a eficácia não seja tão grande.

A China, Estados Unidos, Japão e Itália estão a todo vapor no desenvolvimento de uma vacina 100% eficaz. Nesta quarta-feira (18/03) o presidente americano, Donald Trump, fará um pronunciamento muito importante a partir das 13h (horário de Brasília).

 

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atacante da Juventus testa positivo para coronavírus, casos no clube chegam a três 0 32

atacante juventus testa positivo coronavirus

A Juventus está com três casos confirmados de coronavírus no clube. O zagueiro Daniele Rugani e o meia Blaise Matuidi já estão de quarentena a alguns dias, mas neste sábado outro jogador testou positivo para Covid-19.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Não é o Cristiano Ronaldo, ele segue em companhia de sua mãe em Portugal, onde recentemente ela recebeu alta após sofrer um AVC.

O atacante é o argentino Paulo Dybala. Ele já estava com suspeitas do novo coronavírus e já estava em isolamento voluntário desde que os outros dois jogadores testaram positivo para a doença. Ele e a namorada estão em casa, mas não apresentam sintomas do vírus.

Ele publicou o caso em seu Instagram:

Hola a todos, quería comunicarles que acabamos de recibir los resultados del test del Covid-19 y tanto @orianasabatini como yo dimos positivo. Por fortuna nos encontramos en perfecto estado. Gracias por sus mensajes y un saludo a todos 💪🏼💪🏼💪🏼

“Olá a todos, gostaria de comunicar que acabei de receber os resultados do teste para a Covid-19 e tanto eu quanto Oriana (esposa) demos positivo. Por sorte nos encontramos em perfeito estado. Agradeço a todos pelas mensagens”

Ele publicou a mensagem em espanhol, italiano e em inglês.

Japão mais próximo de lançar a vacina contra COVID-19 com base em FAVIPIRAVIR.

Coronavírus na Itália

Em seu pior dia desde o início do surto, a Itália registrou nas últimas 24h, outras 793 mortes em decorrência do coronavírus. O número praticamente dobrou em relação a esta sexta-feira.

O país já contabiliza cerca de 54 mil casos de contaminação por Covid-19.

Com relação ao futebol, assim como outros pelo mundo, o campeonato Italiano está suspenso por determinação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Todos os outros jogadores da Juventus estão em suas residências aguardando o desenrolar da situação.

Hidroxicloroquina se esgota em farmácias pelo Brasil após fala de Trump 0 40

hidroxicloroquina se esgota nas farmacias para tratar coronavirus

Em seu último discurso desta quinta-feira (19/03), o presidente americano, Donald Trump, disse que remédios a base de Hidroxicloroquina, pode ter efeitos bem promissores no combate ao coronavírus. Somente este pronunciamento foi motivo para que a droga se esgotasse em farmácias pelo Brasil.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A ANVISA já se pronunciou e disse que os remédios com esta composição contam com efeitos benéficos contra malária, reumatismo, inflamação nas articulações, lúpus e outros, mas nada conclusivo em relação ao COVID-19.

Diversos portadores destas outras enfermidades podem encontrar dificuldades para encontrar a medicação de agora pra frente. Muitas farmácias estão vendendo o medicamento mesmo sem receita ou prescrição médica. Ficando sem o medicamento, as doenças desta parte da população pode se agravar e eles podem ficar ainda mais em risco.

Japão mais próximo de lançar a vacina contra COVID-19 com base em FAVIPIRAVIR.

Há pessoas que vem fazendo apelos para que as farmácias não vendam sem receita médica, para que o medicamento não se torne escasso na grande maioria das regiões.

Porém a Hidroxicloroquina não exige receita para comprar e como é um remédio bem exclusivo, são poucas as caixas em estoque, o que leva ao esgotamento nas farmácias pelo Brasil.

Efeitos colaterais

O presidente americano só citou parte das informações sobre a cloroquina, mas não informou que há sim efeitos colaterais, principalmente na automedicação e que não há estudos para indicar em qual estágio do coronavírus o remédio teria algum efeito relevante.

A automedicação representa um grave risco para à saúde.

Estudos

No Brasil, Arthur Weintraub, acessor especial do presidente, disse que há um pequeno estudo sobre a droga, nada ainda conclusivo. A Cloroquina juntamente com a Azitromicina, um antibiótico, apresentou uma eficácia no tratamento segundo as primeiras avaliações.

Na França já realizaram um estudo clínico com essa combinação em 20 pacientes e realmente houve uma redução na carga viral dos enfermos, mas por ser um número pequeno de “cobaias”, a eficácia tem resultado limitado, não indicando a evolução clínica.

Mas no caso do estudo francês, o vírus desapareceu no período de 6 dias.

Até o momento o remédio com maior eficácia no tratamento é o Favipiravir, que foi desenvolvido no Japão e em um breve estudo, mostrou resultados significativos em 340 pacientes. A China deve em breve publicar um estudo detalhado do uso do favipiravir.

Most Popular Topics

Editor Picks