Praias de Miami e Fort Lauderdale serão fechadas por causa do coronavírus 0 53

miami beach fort lauderdade fecham praias

Muitas empresas e outras instituições pelo mundo vem dispensando seus funcionários por conta da pandemia de coronavírus. E como saída para o “tédio” muitos estão optando por ficar nas praias, algo que vem preocupando as autoridades de saúde.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Em decorrência disso, regiões da Europa estão colocando policiais nas orlas e proibindo os banhos de mar. O mesmo deve ocorrer a partir desta segunda-feira (16/03) nas praias de Miami e Fort Lauderdade, ambas na Flórida, Estados Unidos.

Regiões mais populares das praias de South Beach devem ficar fechadas ao público após às 17h. A decisão foi do gerente da cidade,Jimmy Morales e do prefeito, Dan Gelber.

Espanha fecha praias e proíbe banhos de mar em tentativa de impedir surto!

Bares e outros estabelecimentos

O fechamento ao público deve se estender à bares, restaurantes e clubes, que deverão limitar os seus horários de funcionamento. É preciso que as pessoas se conscientizem sobre suas decisões de irem a bares, lojas, restaurantes ou até mesmo saírem de casa.

“Precisamos evitar que multidões se aglomerem e representem um risco à saúde pública.”

Praias pelo Brasil

Por outro lado o Brasil ainda não tem nenhuma medida para impedir multidões nas praias, principalmente no Rio de Janeiro, região que conta com uma grande porcentagem dos casos de coronavírus no Brasil.

Copacabana está completamente lotada. A população acabou deixando de lado as orientações do governador Wilson Witzel sobre evitar aglomerações nas praias. Este domingo era o último do verão 2020, mas mesmo com a referência de que haviam menos pessoas que o “habitual” nas praias da Zona Sul, todo mundo estava curtindo o dia de sol sem qualquer preocupação com a transmissão do Covid-19.

Moradores da região relatam que não adianta nada suspender as aulas, manter as crianças confinados se nos fins de semana as praias estão lotadas e durante a semana os pais precisam sair trabalhar pegando transporte coletivo.

Todo mundo acaba ficando vulnerável ao vírus e podem estar espalhando em suas rotinas de trabalho e lazer.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atacante da Juventus testa positivo para coronavírus, casos no clube chegam a três 0 33

atacante juventus testa positivo coronavirus

A Juventus está com três casos confirmados de coronavírus no clube. O zagueiro Daniele Rugani e o meia Blaise Matuidi já estão de quarentena a alguns dias, mas neste sábado outro jogador testou positivo para Covid-19.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Não é o Cristiano Ronaldo, ele segue em companhia de sua mãe em Portugal, onde recentemente ela recebeu alta após sofrer um AVC.

O atacante é o argentino Paulo Dybala. Ele já estava com suspeitas do novo coronavírus e já estava em isolamento voluntário desde que os outros dois jogadores testaram positivo para a doença. Ele e a namorada estão em casa, mas não apresentam sintomas do vírus.

Ele publicou o caso em seu Instagram:

Hola a todos, quería comunicarles que acabamos de recibir los resultados del test del Covid-19 y tanto @orianasabatini como yo dimos positivo. Por fortuna nos encontramos en perfecto estado. Gracias por sus mensajes y un saludo a todos 💪🏼💪🏼💪🏼

“Olá a todos, gostaria de comunicar que acabei de receber os resultados do teste para a Covid-19 e tanto eu quanto Oriana (esposa) demos positivo. Por sorte nos encontramos em perfeito estado. Agradeço a todos pelas mensagens”

Ele publicou a mensagem em espanhol, italiano e em inglês.

Japão mais próximo de lançar a vacina contra COVID-19 com base em FAVIPIRAVIR.

Coronavírus na Itália

Em seu pior dia desde o início do surto, a Itália registrou nas últimas 24h, outras 793 mortes em decorrência do coronavírus. O número praticamente dobrou em relação a esta sexta-feira.

O país já contabiliza cerca de 54 mil casos de contaminação por Covid-19.

Com relação ao futebol, assim como outros pelo mundo, o campeonato Italiano está suspenso por determinação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Todos os outros jogadores da Juventus estão em suas residências aguardando o desenrolar da situação.

Hidroxicloroquina se esgota em farmácias pelo Brasil após fala de Trump 0 40

hidroxicloroquina se esgota nas farmacias para tratar coronavirus

Em seu último discurso desta quinta-feira (19/03), o presidente americano, Donald Trump, disse que remédios a base de Hidroxicloroquina, pode ter efeitos bem promissores no combate ao coronavírus. Somente este pronunciamento foi motivo para que a droga se esgotasse em farmácias pelo Brasil.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A ANVISA já se pronunciou e disse que os remédios com esta composição contam com efeitos benéficos contra malária, reumatismo, inflamação nas articulações, lúpus e outros, mas nada conclusivo em relação ao COVID-19.

Diversos portadores destas outras enfermidades podem encontrar dificuldades para encontrar a medicação de agora pra frente. Muitas farmácias estão vendendo o medicamento mesmo sem receita ou prescrição médica. Ficando sem o medicamento, as doenças desta parte da população pode se agravar e eles podem ficar ainda mais em risco.

Japão mais próximo de lançar a vacina contra COVID-19 com base em FAVIPIRAVIR.

Há pessoas que vem fazendo apelos para que as farmácias não vendam sem receita médica, para que o medicamento não se torne escasso na grande maioria das regiões.

Porém a Hidroxicloroquina não exige receita para comprar e como é um remédio bem exclusivo, são poucas as caixas em estoque, o que leva ao esgotamento nas farmácias pelo Brasil.

Efeitos colaterais

O presidente americano só citou parte das informações sobre a cloroquina, mas não informou que há sim efeitos colaterais, principalmente na automedicação e que não há estudos para indicar em qual estágio do coronavírus o remédio teria algum efeito relevante.

A automedicação representa um grave risco para à saúde.

Estudos

No Brasil, Arthur Weintraub, acessor especial do presidente, disse que há um pequeno estudo sobre a droga, nada ainda conclusivo. A Cloroquina juntamente com a Azitromicina, um antibiótico, apresentou uma eficácia no tratamento segundo as primeiras avaliações.

Na França já realizaram um estudo clínico com essa combinação em 20 pacientes e realmente houve uma redução na carga viral dos enfermos, mas por ser um número pequeno de “cobaias”, a eficácia tem resultado limitado, não indicando a evolução clínica.

Mas no caso do estudo francês, o vírus desapareceu no período de 6 dias.

Até o momento o remédio com maior eficácia no tratamento é o Favipiravir, que foi desenvolvido no Japão e em um breve estudo, mostrou resultados significativos em 340 pacientes. A China deve em breve publicar um estudo detalhado do uso do favipiravir.

Most Popular Topics

Editor Picks