Skip to content

Denúncia faz Hospital Pró-Cardíaco pagar multa diária de mil reais à condomínio

14 de dezembro de 2019
hospital pro cardiaco multas

Uma multa de mil reais foi estabelecida contra o Hospital Pró Cardíaco do Rio de Janeiro. Motivo? Volume de ruído acima do máximo permitido por lei na região do Botafogo. O hospital realizou recentemente diversas obras para expandir suas alas e isso fez com que vários equipamentos de exaustão e refrigeração também fossem instalados.

O problema está no fato destes aparelhos terem sido instalados em a proteção acústica ideal, pois se tratam de aparelhos que funcionam 24h por dia, todos os dias da semana.

Esse barulho fica de frente para as fachadas de alguns dos principais condomínios na região. O maior incômodo é a noite, quando o silêncio do bairro faz o barulho propagar ainda mais para dentro dos apartamentos.

O incômodo se arrasta a anos, onde em 2014, os condôminos se viram obrigados a entrar com uma ação judicial para que o hospital desse uma solução para o caso. Inclusive um aparelho que mede decibéis foi adquirido e os ruídos atingiram 75db, onde no local seria permitido no máximo 55db.

Ação na justiça

O advogado responsável por representar os moradores do condomínio é Marcos Vinícius Menezes. Ele relata que como o barulho ultrapassa todos os limites toleráveis pelos seres humanos, não há outra solução senão a “briga” na justiça.

Em outubro deste ano foi divulgada uma decisão em primeira instância, onde o juiz constatou a irregularidade através de um perito oficial. A vitória por enquanto está direcionada aos moradores. Tanto que a multa está sendo aplicada justamente porque foi reconhecido o problema.

Em um primeiro momento o juiz deu o prazo de 30 dias para que as adequações necessárias fossem realizadas. A pena neste caso seria de R$ 100 por dia. Mas a questão não foi solucionada e o prazo chegou ao fim. Então o juiz definiu que haverá uma multa diária de R$ 1.000 até que o problema seja sanado.

Restos mortais do Hércules C-130 são encontrados.

O hospital diz que já foram tomadas diversas medidas, inclusive com o auxílio de empresas especializadas no assunto. Esse problema deve chegar ao fim nos próximos dias.