Decreto das armas de Bolsonaro pode sofrer revés com liminar de promotores 0 23

decreto das armas de bolsonaro

Promotores federais brasileiros estão processando o governo, buscando uma liminar para bloquear o decreto das armas de Bolsonaro que liberou a regulamentação de armas, de acordo com um comunicado divulgado na quarta-feira pelo Ministério Público.

O decreto das armas de Bolsonaro

Em sua ação judicial, os promotores argumentaram que o decreto das armas de Bolsonaro representava uma sobrecarga legislativa do executivo, quebrou as disposições do atual Estatuto do Desarmamento e “colocou em risco a segurança pública de todos os brasileiros”.

+Brasil busca a aprovação chinesa para cana geneticamente modificada

Os procuradores federais pediram uma liminar para suspender permanentemente os efeitos do decreto, acrescentando que a venda de armas aumentará como resultado da ordem executiva e afetará, por décadas, o número de armas em circulação no país.

+Donald Trump propõe plano meritocrático para imigração nos EUA.

Na semana passada, um decreto das armas de Bolsonaro buscou aliviar as restrições às importações de armas e aumentar a quantidade de munição que uma pessoa pode comprar. Uma ordem executiva anterior assinada por Bolsonaro havia facilitado as restrições para colecionadores, atiradores e caçadores, por exemplo, permitindo-lhes transportar armas carregadas para os clubes de tiro.

+#Tsunami da educação – protestos contra cortes por todo o país.

O último decreto de Bolsonaro foi ampliado para suspender a proibição de armas importadas se houvesse um produto similar doméstico. Também aumentou o limite de compras de munição para 5.000 cartuchos por ano para armas normais.

O decreto também permite que até 1.000 cartuchos sejam comprados anualmente para uso em armas restritas, incluindo armas de alto calibre e semiautomáticas que são limitadas a militares e policiais.

Previous ArticleNext Article
Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal TV É Brasil. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Uma verdadeira amante da cultura, arte e entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Felipe Neto faz crítica indireta a Olavo de Carvalho 0 136

Felipe Neto faz crítica indireta a Olavo de Carvalho 3

O YouTube Felipe Neto tem se mostrado surpreendentemente crítico, politizado e engajado nesses últimos tempos. Recentemente ele se envolveu em uma polêmica relacionada a ministra de Direitos Humanos do governo Bolsonaro, a Damares Alves.

Agora nesse começo de tarde o famoso youtuber teceu mais uma crítica ao momento político que o Brasil vive no momento. O alvo da vez, de forma indireta, é o “filósofo” Olavo de Carvalho.

Como se sabe, Olavo de Carvalho é um considerado uma espécie de guru desse novo governo. Suas ideias são largamente aceitas e difundidas entre os eleitores e afins favoráveis ao governo Bolsonaro.

No tweet postado por ele agora há pouco, Felipe Neto declara que Olavo de Carvalho faz uma verdadeira “lavagem cerebral”, dizendo que uma parcela da culpa da “idiocracia” vivida atualmente é de Olavo de Carvalho.

Veja abaixo o polêmico tweet:

Segundo Felipe Neto, um ex-aluno de Olavo de Carvalha explica de maneira clara e detalhada como era o curso realizado por ele e qual o clima experimentado pelas pessoas que faziam o famigerado curso online do “filósofo”.

Ele explicita como os chamados “olavetes” acreditam pertencer a uma espécie de elite intelectual, responsáveis pelo resgate da “alta cultura” e se sentem mais inteligentes que a maioria das pessoas.

A crítica de Felipe Neto reside justamente aí. Na visão do youtuber, essas são pessoas visivelmente desprovidas de intelectualidade, mas que se julgam inteligentes e essa massa seria uma das responsáveis pela eleição de Bolsonaro.

Anitta se pronuncia sobre o crime ambiental em Brumadinho e mete o pau em Bolsonaro 0 121

Anitta se pronuncia sobre o crime ambiental em Brumadinho e mete o pau em Bolsonaro 4

O crime ambiental que ocorreu recentemente em Brumadinho comoveu e mobilizou milhares de pessoas. Já está acontecendo campanhas para doação de alimentos, produtos de higiene pessoal e roupas. O assunto está bombando nas redes sociais e diversos artistas já se pronunciaram sobre o caso, como a cantora brasileira Anitta.

Quando os fãs perguntaram a ela o que ela achava do ocorrido, ela deu a seguinte resposta:

Eu acho que o ser humano não tá dando o real valor que o ambiente tem e por enquanto, infelizmente, a maioria que está se prejudicando são as pessoas de classe mais baixa, são as pessoas de menor poder aquisitivo. Só que o planeta terra é um só, todo mundo mora no planeta terra. Quem tem alto poder, quem tem baixo poder, quem não tem poder e uma hora vai ser ruim para todo mundo. Uma hora não vai ser só quem mora em área de risco que vai se ferrar, uma hora não vai ser só as pessoas carentes que vão se ferrar. E nesse momento, em que a natureza realmente cobrar essas contas, não vai importar se você é grande empresário, se você tem dinheiro, se você não tem. Então, vamo cuidar do meio ambiente, vamo prestar atenção. Não adianta nada ter o bolso cheio de dinheiro, se o planeta que a gente vive tá ai reclamando da negligência que a gente tem com eles por causa desse poder, desse dinheiro. O que vai adiantar ter todo o dinheiro no bolso e não para onde ir? Vai fazer o que com esse dinheiro?” falou em seu Stories no Instagram.

A cantora ainda criticou a proposta do presidente Jair Bolsonaro, a respeito da flexibilização das regras de mineração. Ela recordou a recente fala do presidente: “E ainda querem flexibilizar a obtenção de licenças ambientais”.

Most Popular Topics

Editor Picks