E parece que finalmente estamos chegando ao final de um dos primeiros casos polêmicos desta edição do Big Brother Brasil. Após ser eliminado do programa para prestar esclarecimentos pelas denúncias de abuso e estupro contra diversas mulheres, o acreano Vanderson foi prestar depoimento e parece que o caso está próximo de ser arquivado.

Isso porque a Polícia Civil do Acre está alegando que com o depoimento do acusado, não estão existindo provas concretas que as situações de fato ocorreram. Após a divulgação do resultado, Vanderson deu alguns depoimentos sobre o tema.

“Não fazia noção do que estava acontecendo. Fui acordado com a notícia de que teria que sair do programa, mas fui ter noção hoje pela manhã quando me contaram quais eram as acusações. Era tudo muito superficial e agressivo, principalmente nas redes sociais”, disse Vanderson.

Vanderson chegou a prestar depoimento na sede da Polícia Civil do estado do acre, estado onde reside.

Segundo a declaração da delegada responsável pelo caso do ex-BBB, a denúncia sobre estupro foi arquivada em razão do suposto crime ter acontecido quando a lei só leva em consideração casos de estupros e situações semelhantes a essa em um prazo de até seis meses.

Ou seja, todos os crimes que aconteceram que são anteriores ao ano de 2016, precisam ser enquadrados nesta antiga lei.  

“Foi questão de prazo mesmo. Hoje em dia, não depende da vontade da vítima. A polícia deve proceder a qualquer momento. Mas o fato dela foi anterior a essa mudança e por isso tomamos essa atitude”, explicou a delegada.

Vanderson ainda responde pelas acusações de agressão física e moral a outras mulheres e aguarda para ser intimado para se pronunciar sobre esses respectivos casos.

 

Caso queira entender um pouco mais sobre o assunto, você pode conferir o início das acusações sobre Vanderson clicando aqui e a notícia que demos em primeira mão sobre a expulsão do ex-BBB clicando aqui.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here