BRT do Rio inicia sistema para multar caloteiros 0 212

fiscalizacao contra calote brt rio de janeiro

A partir desta segunda-feira (22/07) o BRT (Bus Rapid Transit) do Rio de Janeiro irá começar uma forte fiscalização nas estações através de máquinas contra calotes. Diversos fiscais espalhados pelas estações do BRT irão pedir o cartão do passageiro (Riocard), onde através de uma leitura na máquina, deverão conferir o último uso do bilhete, identificando passageiros que entraram sem pagar.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A multa para quem estiver aplicando o calote no sistema, desde que identificado pela máquina será de R$ 170.

No Twitter oficial do BRT Rio foi publicado o seguinte tweet:

“… A partir da próxima segunda-feira, 22, máquinas serão utilizadas para fiscalizar a validação do cartão Riocard nas roletas de acesso. A medida é um importante mecanismo para coibir os calotes no BRT…”

Testes finais

Os últimos testes antes da fiscalização começar foram realizados nesta sexta-feira (19/07). Agentes do sistema e guardas municipais saíram em duplas e fizeram a verificação dos bilhetes dos passageiros em busca de calotes nas estações. Eles não ficaram em pontos fixos, surpreendendo ainda mais os passageiros.

Durante a fiscalização “teste” uma pessoa foi identificada sem pagar na estação do Barra Shopping. A multa é gerada no próprio cartão e pode levar o nome para os sistemas de proteção ao crédito.

Outro sistema que vem sendo testado pela BRT Rio é um de monitoramento. Através do Terminal Alvorada, agentes irão verificar por meio de câmeras quais são os passageiros que entram sem pagar, além de verificar a segurança dos equipamentos.

Fiscalização desde outubro

Apesar das fiscalizações do BRT terem sido iniciadas nesta segunda-feira (22/07) a Guarda Municipal do Rio já está fazendo a fiscalização por contra própria contra calotes desde o último mês de outubro de 2018. Todos os dias cerca de 120 agentes circulam nas estações, principalmente nos horários com maior índice de calote.

Até este mês os agentes já aplicaram quase 3300 multas referentes à fiscalização.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Primeira parcela do 13º de aposentados do INSS começa a ser paga hoje 0 222

pagamento parcela decimo terceiro inss 2019

O pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário sobre os benefícios do INSS para aposentados e pensionistas começa a partir de hoje, segunda-feira (26/08).

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O dinheiro “extra” do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é um adiantamento que ocorre desde 2006, mas que se tornou obrigatório a partir de uma MP criada por Jair Bolsonaro a partir deste ano de 2019.

Os pagamentos serão incluídos no calendário mensal de pagamentos do INSS. Os valores da primeira parcela do 13º será pago entre os dias 26 de agosto e 06 de setembro, conforme o calendário de pagamento para beneficiários que recebem até 1 salário mínimo e aqueles que recebem acima do mínimo.

Banco do Brasil começa a pagar cotas do Pasep.

Pagamentos do 13º

O INSS estima pagar cerca de R$ 21,9 bilhões a 30 milhões de beneficiários. Os recursos devem aquecer a economia no terceiro trimestre de 2019, juntamente com outros valores que estão sendo liberados pelo governo federal, como é o caso do Saque Imediato do FGTS e o PIS.

Nesta primeira parcela não haverá desconto do Imposto de Renda, se for o caso. Os valores do IR são retidos na fonte apenas a partir da segunda parcela do 13º. Nela será descontado o valor total do benefício.

Quem irá receber o 13º do INSS?

Irá receber os valores todos aqueles que receberam benefícios de:

  • Aposentadoria (qualquer natureza);
  • Pensão por morte;
  • Auxílio-doença;
  • Auxílio acidente;
  • Auxílio-reclusão;
  • Salário-maternidade.

Os valores serão pagos proporcionalmente ao período recebido. Se o cidadão é beneficiário do INSS desde o início do ano e a previsão de recebimento passe de dezembro, irá receber o valor integral. Em outros casos será preciso fazer o cálculo do período em que recebeu.

Beneficiários da Previdência que sejam avulso, autônomo, equiparado a autônomo, facultativo e empresário, também possuem o direito ao bônus.

Quem não irá receber o 13º salário do INSS?

Não tem direito aos valores do INSS, beneficiários de:

  • Amparo assistencial ao idoso e ao deficiente (BPC-LOAS);
  • Renda mensal vitalícia (RMV);
  • Amparo previdenciário rural;
  • Auxílio suplementar por acidente de trabalho;
  • Abono de permanência em serviço;
  • Pensão decorrente da Síndrome de Talidomida;
  • Servidor aposentado pela autarquia empregadora;
  • Salário família.

Quando será paga a segunda parcela do 13º do INSS?

Já a segunda parcela do 13º do INSS começará a ser paga a partir do próximo dia 25 de novembro, se estendendo até a primeira semana de dezembro.

Todos os aposentados irão receber seus valores na conta corrente aberta para o recebimento do benefício mensal. Ele poderá ser sacado nas agências, depositado automaticamente ou através da Lotérica e correspondentes oficiais do governo.

Imenso furacão do universo está ativo a mais de 300 anos 0 204

furacao de jupter ativo a mais de 300 anos

Você sabia que há um furacão em um dos planetas de nosso sistema solar que está ativo a mais de 300 anos? Sim, um furacão gigante com o diâmetro de um planeta Terra está girando e em atividade desde que há os primeiros relatos de sua observação.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Ele está localizado em Júpiter. Nesta última semana a agência espacial americana, NASA, divulgou uma imagem recente deste planeta, que está entre os gigantes gasosos do nosso Sistema Solar.

Todos os anos desde 2014 a Nasa vem divulgando imagens através de um programa que é conhecido como “O legado dos Planetas Exteriores”. Ele for criado para monitorar o funcionamento da atmosfera de Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, com fotos anuais.

O furacão de Júpiter

Até pouco tempo atrás não era possível saber o que significava uma mancha vermelha do planeta gasoso, mesmo com imagens de centenas de anos atrás. Porém recentemente graças a qualidade das imagens destes planetas, foi possível definir que a Mancha Vermelha de Júpiter é na verdade um furacão gigantesco, do tamanho da Terra, que está ativo a muito tempo.

O furacão já conta com mais de 300 anos apenas em relatos, porém estudiosos acreditam que ele está em atividade a muito mais tempo. O ponto é que ele vem encolhendo ao longo dos últimos anos. A algumas décadas acreditava-se que o seu tamanho era o suficiente para caber dois ou três planetas Terra, hoje o diâmetro apesar de ainda ser gigantesco, cabe apenas uma.

A primeira descrição de uma mancha “vermelha” no planeta que se tem relato histórico ocorreu em 1664, por Robert Hooke. No ano seguinte, o astrônomo italiano Giovanni Cassini, descreveu a mancha no hemisfério sul do planeta, reafirmando o relato sobre a “mancha”.

Furacão Mancha Vermelha de Júpiter

Mas as imagens mais nítidas dos últimos anos concluíram que o furacão inicia o seu vórtice na alta atmosfera e continua nas camadas inferiores das nuvens de Júpiter, onde cada camada conta com uma temperatura diferente e composições químicas que ainda não puderam ser exploradas.

A ponta final ou toda o “comprimento” do furacão deve ter ao menos 1.200 quilômetros segundo estudiosos. A medição não é precisa pois ainda é impossível observar abaixo das nuvens, mas o tamanho assim como tudo no planeta é algo de proporções enormes.

Impacto de asteroide na Terra, Nasa já se prepara!

Todos os anos desde 1830 esta “mancha” vem sendo monitorada por astrônomos. Os relatos concluem que ano após ano ela vem diminuindo em grandes proporções.

Mesmo diante das excelentes imagens do telescópio Hubble, não é possível conhecer o que vem causando a perda de energia do furacão. Outro apoio de exploração sobre o planeta é a sonda Juno, que atualmente está estudando o comportamento da atmosfera através da medição de temperatura.

A sonda é equipada com instrumentos que emitem micro-ondas e podem fazer medições com no máximo 10 quilômetros de profundidade, algo minúsculo diante de um planeta tão enorme.

Most Popular Topics

Editor Picks