Skip to content

BRT do Rio inicia sistema para multar caloteiros

22 de julho de 2019
fiscalizacao contra calote brt rio de janeiro

A partir desta segunda-feira (22/07) o BRT (Bus Rapid Transit) do Rio de Janeiro irá começar uma forte fiscalização nas estações através de máquinas contra calotes. Diversos fiscais espalhados pelas estações do BRT irão pedir o cartão do passageiro (Riocard), onde através de uma leitura na máquina, deverão conferir o último uso do bilhete, identificando passageiros que entraram sem pagar.

A multa para quem estiver aplicando o calote no sistema, desde que identificado pela máquina será de R$ 170.

No Twitter oficial do BRT Rio foi publicado o seguinte tweet:

“… A partir da próxima segunda-feira, 22, máquinas serão utilizadas para fiscalizar a validação do cartão Riocard nas roletas de acesso. A medida é um importante mecanismo para coibir os calotes no BRT…”

Testes finais

Os últimos testes antes da fiscalização começar foram realizados nesta sexta-feira (19/07). Agentes do sistema e guardas municipais saíram em duplas e fizeram a verificação dos bilhetes dos passageiros em busca de calotes nas estações. Eles não ficaram em pontos fixos, surpreendendo ainda mais os passageiros.

Durante a fiscalização “teste” uma pessoa foi identificada sem pagar na estação do Barra Shopping. A multa é gerada no próprio cartão e pode levar o nome para os sistemas de proteção ao crédito.

Outro sistema que vem sendo testado pela BRT Rio é um de monitoramento. Através do Terminal Alvorada, agentes irão verificar por meio de câmeras quais são os passageiros que entram sem pagar, além de verificar a segurança dos equipamentos.

Fiscalização desde outubro

Apesar das fiscalizações do BRT terem sido iniciadas nesta segunda-feira (22/07) a Guarda Municipal do Rio já está fazendo a fiscalização por contra própria contra calotes desde o último mês de outubro de 2018. Todos os dias cerca de 120 agentes circulam nas estações, principalmente nos horários com maior índice de calote.

Até este mês os agentes já aplicaram quase 3300 multas referentes à fiscalização.