Skip to content

Libertadores 2019 pode ser suspensa após problema com time Equatoriano

20 de fevereiro de 2019

A Copa Libertadores 2019 está sob ameaça. O Barcelona de Guayaquil quer a suspensão do torneio, que é a maior competição da América do Sul.

O Barcelona do Equador foi punido por escalar um jogador inscrito fora do prazo, a equipe foi eliminada da competição continental, mesmo vencendo as duas partidas contra o Defensor, do Uruguai.

O problema é que outros clubes também estão irregulares. Pelo menos é o que alega o clube e a Federação Equatoriana, que apoia a solicitação da equipe.

Segundo documento enviado à Conmebol, existem pelo menos 20 clubes que estão na mesma situação do Barcelona, e desta forma, também deveriam ser punidos.

O Defensor do Uruguai foi declarado classificado no duelo, e enfrenta na noite desta quarta-feira(20) o Atlético-MG, no primeiro jogo da segunda fase da pré-libertadores. Quem passar no duelo entre uruguaios e brasileiros, entra na fase de grupos da competição.

Confira abaixo as duas cartas enviadas pelo clube e federação do Equador aos dirigentes da Conmebol, responsável pelas competições de futebol no continente Sul Americano.

Um dos trechos da carta diz: “Com muita preocupação e surpresa, soubemos da declaração oficial da Associação Nacional de Futebol Profissional, sobre os múltiplos erros no atraso da validação dos planteis de jogadores dos clubes de várias equipes Chilenas e no nível sul-americano, que levaria ao início de vários processos disciplinares”, carta assinada pelo presidente do Barcelona, José Francisco Cevallo.

A segunda carta, enviada pela Federação Equatoriana de Futebol, também demonstra revolta com a eliminação do Barcelona, “Com grande surpresa os torcedores equatorianos, receberam o comunicado oficial da ANFP, através de que se sabe que “existem mais de 20 equipes sul-americanas participantes nestes torneios para o qual um arquivo disciplinar foi aberto para validação após o prazo”, carta assinada pelo presidente da Federação, Francisco Egas.