Pirâmide no Rio Grande do Sul cai e Polícia Federal deve prender 65 membros 0 181

esquema piramide rio grande do sul pego pela policia federal

Nesta quinta-feira (17/10) a Polícia Federal deflagrou uma operação onde o principal objetivo era prender membros de uma Pirâmide Financeira localizada no Rio Grande do Sul.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A instituição financeira ilegal fica localizada em São Leopoldo e é responsável por agir em cinco estados do Brasil, movimentando cerca de 40 milhões de reais todos os dias.

A Polícia Federal está cumprindo 10 mandados de prisão e outros 65 mandados de busca e apreensão contra os principais líderes nas cidades de Porto Alegre, Caxias do Sul, Curitiba, Canoas, São Leopoldo, onde fica o centro das operações e também em Brasília, Palmas e Bragança Paulista.

Hospital criado por Irmã Dulce deve receber doação milionária do Governo.

Prisões

Na manhã desta quinta-feira, até por volta das 9h, praticamente todos os principais suspeitos já estavam presos. Além das prisões a justiça está executando medidas para apreender veículos, valores em contas e o sequestro de bens dos “cabeças”.

Esquema pirâmide

O grupo do Rio Grande do Sul atua no mercado “paralelo”, sem qualquer autorização dos órgãos competentes. Estima-se que mais de um milhão de clientes na região fazem parte do esquema.

A pirâmide está sendo investigada pela Polícia Federal e também pela Receita Federal, desde o início deste ano de 2019.

A promessa de lucro fácil como em toda pirâmide era o que chamava a atenção de novos clientes. O grupo oferecia um retorno de 100% sobre o valor investido em no máximo seis meses. Enquanto a poupança oferece 0,4% ao ano, este esquema superava qualquer expectativa no melhor cenário econômico.

Nestes esquemas, quem entra depois acaba subsidiando o pagamento dos valores para os primeiros “investidores”. Toda pirâmide quebra após alguns meses, onde os últimos a investirem seus valores acabam perdendo tudo.

Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

Esta financeira já havia sido notificada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Na notificação ela precisava se abster das praticas não autorizadas no mercado nacional, porém o comunicado foi ignorado.

Depois da recusa, ela foi notificada através de uma ordem de parada das operações.

Então durante todo esse ano após a recusa de finalizar as operações, a Polícia Federal concluiu que além das práticas criminosas comum neste tipo de esquema, a empresa adquiria moedas virtuais do exterior e realizava a lavagem do dinheiro.

Todos os anos surgem dezenas de esquema pirâmide, a PF pede que a população fique atento nas promessas de lucro fácil. Muitos acabam vendendo casas e se envolvendo em dívidas para poder participar.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eduardo Fauzi desafia a polícia, grava vídeo e chama produtores do Porta de “Bandidos” 0 95

eduardo fauzi video youtube porta dos fundos

Nesta quarta-feira (01/01), Eduardo Fauzi, que é considerado foragido pela Polícia Civil do Rio, gravou um vídeo e o publicou no YouTube, falando sobre o caso com o Porta dos Fundos e chamando os produtores, em especial Fábio Porchat e Gregório Duvivier de “criminosos, marginais e bandidos”.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Eduardo Fauzi Richard Cerquise, de 41 anos, que é um dos suspeitos do ataque à produtora do Porta dos Fundos na última semana, está sendo considerado foragido deste esta terça-feira (31/12).

Não é certo, mas há a possibilidade de Fauzi estar parando na cidade de Florianópolis em Santa Catarina. Há uma recompensa de R$ 2 mil pela Polícia do Rio, sobre informações que contribuam para a captura do suspeito.

Taj Mahal é evitado por turistas por conta de protestos na Índia.

Vídeo no YouTube

Durante o vídeo ele aparece dentro de uma casa e comenta diversos assuntos ligados ao povo brasileiro e o cristianismo. Ele fala sobre o caso envolvendo o especial de Natal no Netflix, mas em nenhum momento fala qualquer coisa sobre ter participado no ataque à produtora.

Ele fala que o povo brasileiro é um povo pobre, humilde e que satirizar um assunto como esse é um crime de “lesa-pátria”. Em seguida chama os produtores de criminosos, marginais e bandidos. Ele fala os nomes de Porchat e Duvivier em diversos trechos do vídeo.

No fim do vídeo ele pede que os internautas divulguem suas palavras, cita o seu nome e diz que é guardador de carros. Termina pedindo oração.

Confira o vídeo:

Problema com a polícia

Eduardo já está a algum tempo na mira da polícia. Ele tem 20 anotações criminais, onde algumas delas são por lesão corporal, desacato, ameaça, extorsão, Lei Maria da Penha e outras. Há inclusive um suposto envolvimento dele com uma milícia no centro do Rio de Janeiro.

Ele já foi preso em 2013, quando deu um soco no ex-secretário de Ordem Pública, Alex Costa, durante uma entrevista. Por este caso ele também foi condenado em 2018 a quatro anos de prisão pela Justiça do Rio.

Lava Jato liga família de Lula à apartamento de luxo proveniente de contratos da OI 0 126

apartamento luxo condominio hemisphere lula

Um apartamento de luxo de 335m² localizado na zona sul de São Paulo é o mais novo indício de corrupção ligando a família Lula segundo a operação Lava Jato. Ele pode ser uma prova de que o empresário Jonas Suassuna acabou usando dinheiro de contratos com a empresa de telefonia Oi, para trazer benefícios a família de Luiz Inácio Lula da Silva.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O apartamento na zona nobre de São Paulo foi comprado por Suassuna em 2009 por R$ 1,9 milhão de entrada, mais parcelas que totalizavam R$ 3 milhões no imóvel. O mesmo acabou sendo reformado e mobiliado por mais R$ 1,6 milhão segundo a PF.

Ele está localizado no 23º andar do condomínio Hemisphere. Conta com três suítes, sendo uma master, cozinha, salas de estar e jantar, escritório e um terraço gourmet.

Então esse apartamento foi alugado por Lulinha em 2013.

Denúncia faz Hospital Pró-Cardíaco pagar multa diária de mil reais à condomínio.

Sítio em Atibaia

Suassuna é também dono de parte do sítio de Atibaia. Nesta nova investigação a PF acredita que estes imóveis foram adquiridos com dinheiro dos contratos comerciais feitos sem qualquer lógica econômica, para lavar o dinheiro de corrupção e dar uma aparência legal ás negociações.

Todas as informações obtidas nos últimos três anos sobre esses imóveis resultaram na operação Mapa da Mina, que foi deflagrada neste último dia 10 de dezembro, onde Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, é um dos principais envolvidos.

Um email enviado a Kalil em 2013 diz sobre orçamentos de produtos que foram escolhidos por Lulinha e esposa. Nele há a citação de transformar os pedidos e negociar as formas de pagamento. Ligado a este email, na residência foram encontrados diversos eletrodomésticos que tinham um valor estimado em R$ 130 mil.

As investigações seguem pela PF.

Sobre o Sítio em Atibaia, Lula teve sua pena aumentada de 12 anos e 11 meses para 17 anos, 1 mês e 10 dias. Mas ele permanece solto por conta da última decisão do STF em não manter preso quem ainda não teve a sua sentença finalizada.

Most Popular Topics

Editor Picks