ESPN faz lista dos melhores jogadores pós Pelé e causa grande discussão na rede 0 392

ESPN faz lista dos melhores jogadores pós Pelé e causa grande discussão na rede 1

O programa Bate Bola Debate, na ESPN Brasil, causou polêmica nas redes sociais durante seu programa da tarde desta sexta-feira (15). Os integrantes do programa elegeram quais foram os melhores jogadores brasileiros após a era Pelé.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A lista leva em considerações somente os jogadores que estão em atividade, ou encerraram suas carreiras depois da aposentadoria de Pelé, que é considerado o maior jogador de todos os tempos.

O único da lista que ainda está em atividade nos gramados e integra a lista criada pela ESPN, é Neymar, atualmente no Paris Saint Germain, da França.

Confira o TOP 10 jogadores pós Pelé, de acordo com o programa Bate Bola Debate.

1 – Ronaldo

2 – Romário

3 – Ronaldinho

4 – Zico

5 – Rivaldo

6 – Neymar

7 – Kaká

8 – Falcão

9 – Sócrates

10 – Careca

Dos jogadores da lista, somente cinco ganharam o prêmio de melhor do mundo, Ronaldo (3 vezes), Romário (1), Ronaldinho (2), Rivaldo (1) e Kaká (1).

A grande expectativa para um novo brasileiro levar a bola de ouro, está depositada em Neymar, que já chegou ao terceiro lugar no prêmio.

O último jogador a levar o prêmio foi o croata Luka Modric, vice campeão do mundo com a seleção da Croácia na copa de 2018.

A lista causou grande discussão no twitter, vários usuários da rede se manifestaram de forma contrária a opinião dos comentaristas do programa.

Previous ArticleNext Article
Direto do Repórter Social, amantes de internet, redação e publicidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ministro das Relações Exteriores do Irã diz que sanções estadunidenses são “fracassos” para a diplomacia 0 45

Ministro das Relações Exteriores do Irã diz que sanções estadunidenses são "fracassos" para a diplomacia 3

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, criticou a decisão dos Estados Unidos de impor sanções a ele, chamando a medida de “fracasso” da diplomacia.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A visão do chanceler iraniano sobre as sanções estadunidenses

Ministro das Relações Exteriores do Irã diz que sanções estadunidenses são "fracassos" para a diplomacia 4

Falando em uma coletiva de imprensa em Teerã na segunda-feira, Zarif lamentou que, apesar de suas chamadas para conversas, os EUA não estavam interessados ​​em diplomacia para resolver o impasse nuclear.

“Impor sanções contra um ministro das Relações Exteriores significa fracasso [em qualquer esforço nas negociações]”, disse Zarif, acrescentando que isso também significa que o lado que impõe as medidas é “negociações opostas”.

As sanções

Na quarta-feira, o Departamento do Tesouro dos EUA disse estar impondo sanções a Zarif por agir em nome do líder supremo iraniano Ali Hosseini Khamenei – que também está sujeito a sanções impostas recentemente pelos Estados Unidos.

Teerã e Washington estão presos em uma batalha de nervos desde maio de 2018, quando o presidente Donald Trump se retirou de um acordo histórico de 2015, colocando limites ao programa nuclear iraniano.

Desde então, ele reimplantou a punição de sanções ao Irã, incluindo medidas destinadas a reduzir suas exportações de petróleo a zero, como parte de uma campanha destinada a pressionar Teerã a negociar um novo acordo nuclear.

Questionado sobre relatos de que ele havia sido convidado para encontrar Trump na Casa Branca, Zarif disse que recusou a oferta apesar da ameaça de sanções.

“Disseram-me em Nova York que seria sancionada em duas semanas, a menos que eu aceitasse a oferta, que felizmente não aceitei”, disse o ministro iraniano.

A conferência de imprensa de Zarif aconteceu um dia depois de o Irã anunciar que suas forças haviam apreendido um navio estrangeiro no Golfo, suspeito de transportar combustível contrabandeado.

Foi a terceira apreensão de um navio pela Guarda Revolucionária nas últimas semanas e a mais recente demonstração de força pela força paramilitar em meio ao aumento das tensões.

Navios detidos

A imprensa iraniana informou que sete tripulantes foram detidos quando o navio foi apreendido na quarta-feira com “combustível contrabandeado” do Irã, mas não forneceu detalhes sobre a embarcação ou a nacionalidade da tripulação.

Em 18 de julho, os guardas disseram que haviam detido o MT Riah, de bandeira do Panamá, por supostos contrabando de combustível.

Um dia depois, eles anunciaram que haviam apreendido a Stena Impero, de bandeira britânica, no Estreito de Ormuz, por violar “regras marítimas internacionais”.

Em resposta a tais incidentes, os EUA têm procurado formar uma coalizão cuja missão é garantir a liberdade de navegação no Golfo.

Mas Zarif disse que Washington não conseguiu reunir apoio suficiente para a iniciativa.

“Hoje, os Estados Unidos estão sozinhos no mundo e não podem criar uma coalizão. Os países que são seus amigos têm vergonha de estar em uma coalizão com eles”, disse ele, referindo-se a relatos de que alguns países, incluindo a Alemanha, se recusaram a participar. participar da missão.

“Eles trouxeram essa situação para si mesmos, com a violação da lei, criando tensões e crises.”

Na segunda-feira, o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, reiterou que a Alemanha não se uniria à missão naval liderada pelos Estados Unidos no Estreito de Ormuz, acrescentando que Berlim favorecia uma missão européia, mas advertiu que é difícil fazer progressos nesse sentido.

“No momento, os britânicos preferem participar de uma missão americana. Não faremos isso”, disse Maas a repórteres.

Em junho, o Irã derrubou um drone de vigilância americano na passagem estratégica.

Trump chegou perto de retaliar, mas disse que ele cancelou um ataque aéreo no último momento. Washington afirmou que um navio de guerra americano derrubou um drone iraniano no estreito. O Irã nega perder qualquer aeronave na área.

Zarif, no entanto, não descartou conversas no futuro.

“Na minha opinião, as negociações e a diplomacia nunca vão acabar. A negociação sempre esteve e sempre estará na minha agenda. Mesmo em tempos de guerra, as negociações existirão.”

Fonte:Al Jazeera

Neymar e Neymar JR estão ficando nervosos com demora em saída do PSG 0 88

neymar e neymar jr estao nervosos com demora sobre futuro no psg

O jornal esportivo espanhol, Mundo Deportivo, publicou uma matéria nesta segunda-feira (29/07), onde relata que Neymar Jr e seu pai não estão nada contentes sobre as negociações para a saída do atacante do Paris Saint Germain (PSG).

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O futuro sobre Neymar já virou uma novela e a mesma segue sem um rumo certo, já que as negociações não tiveram grandes evoluções nos últimos dias, o que segundo o jornal catalão, o jogador e seu estafe (próprio pai), estão começando a “ficar nervosos” sobre a demora.

Saída do PSG sem previsão

A matéria foi publicada pelo jornalista Fernando Polo, onde relatou que Neymar esperava que a sua saída do clube francês já estivesse ao menos encaminhada nesta etapa da janela de transferências para a próxima temporada. Ela deve fechar em menos de um mês e isso começa a preocupar o jogador.

Todo mundo que está envolvido com o jogador está preocupado com a demora no avanço das negociações, sendo que já está certo que os principais interessados neste caso é o próprio PSG e o seu ex-clube o Barcelona.

O clube de Paris deixou bem claro que não tem intenção nenhuma de vender o Neymar para o Barcelona. Já o time espanhol só irá avançar com as negociações se o PSG colocar o brasileiro no mercado oficialmente e até o que se sabe, não está disposto a pagar valores, apenas negociar jogador por jogador.

Atuação no clube

Segundo o Mundo Deportivo a falta de movimento nas negociações está alterando “a turma do Ney”, mas o jogador ainda está sendo agradável dentro do clube durante as atuações na China, pois espera conquistar seu futuro através da carisma.

Mas não é possível prever até quando tudo estará calmo.

O jogador treinou em Shenzhen mas ficará de fora de último amistoso do PSG na pré-temporada, pois ainda está se recuperando de uma lesão no tornozelo.

Most Popular Topics

Editor Picks