Lexa chora na web por bloquinho cancelado e imprensa responsável se manifesta; veja 0 284

Lexa chora na web por bloquinho cancelado e imprensa responsável se manifesta; veja 1

A cantora Lexa estava super empolgada com a oportunidade de comandar um bloquinho de Carnaval, em São Paulo, neste domingo (10), porém, o evento não aconteceu. O bloquinho Sapequinha, que esperava receber 100 mil pessoas na Avenida Marques de São Vicente, foi cancelado sob acusação de falta de pagamento.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Lexa publicou uma série de Stories, no Instagram, chorando bastante e acusando a empresa Trio Mó Vidão de ter sumido seu dinheiro.

Trabalhei muito para pagar esse trio. Paguei, e a pessoa responsável sumiu com o meu dinheiro e sumiu com o trio. Vou postar as notas e os comprovantes de todos os depósitos feitos. A questão agora é que as pessoas já viram que o trio não está lá“, declarou, em lágrimas.

A empresa não deixou barato e emitiu comunicado – através de seu perfil perfil no Instagram – em que alega que os contratos com a artista não foram cumpridos e não recebeu o valor combinado de aluguel do equipamento.

Nota de Esclarecimento Trio Elétrico Mó Vidão. Somos uma empresa séria e com anos de atuação no mercado e com ótima reputação. Diante dos últimos acontecimentos envolvendo o nome do Trio e da cantora Lexa, cabe a empresa esclarecer alguns pontos. Os contratos para o aluguel dos trio elétricos não foram integralmente cumpridos para os eventos que ocorreriam em São Paulo nos dias 09 e 10 de março. Informamos ainda que, o contratante fora previamente comunicado dias antes acerca do não pagamento integral do ref. contrato e que com isso não prestaríamos o serviço. Informamos ainda que a empresa fora contratada pela GRV Logística para a prestação do serviço aos blocos, não tratando da parte contratual em nenhum momento de forma direta com os organizadores dos blocos. Comunicamos que nosso departamento jurídico já fora acionado e que serão tomadas as medidas legais cabíveis em âmbito cível e criminal contra os responsáveis. Somos uma empresa séria e sólida no mercado com diversos eventos realizados sem nenhum tipo de problema ocorrido. Lamentamos profundamente a não realização do desfile da cantora Lexa e nos colocamos a disposição para dirimir quaisquer dúvidas acerca do ocorrido. Atenciosamente“.

A artista, no entanto, não ficou sem se apresentar. Após tomar conhecimento da história, a cantora Preta Gil a convidou para se apresentar em seu trio, no Ibirapuera. “A Preta me ligou e falou: ‘Lexa vem para cá agora, vem para o meu trio agora. Traz seus convidados'”, contou Lexa.

VEJA A PUBLICAÇÃO DA NOTA OFICIAL:

View this post on Instagram

Nota de Esclarecimento Trio Elétrico Mó Vidão Somos uma empresa séria e com anos de atuação no mercado e com ótima reputação. Diante dos últimos acontecimentos envolvendo o nome do Trio e da cantora @lexa, cabe a empresa esclarecer alguns pontos. Os contratos para o aluguel dos trio elétricos não foram integralmente cumprido para os eventos que ocorreriam em São Paulo nos dias 09 e 10 de março. Informamos ainda que, o o contratante fora previamente comunicado dias antes acerca do não pagamento integral do ref. contrato e que com isso não prestaríamos o serviço. Informamos ainda que a empresa fora contratada pela GRV Logística para a prestação do serviço aos blocos, não tratando da parte contratual em nenhum momento de forna direta com os organizadores dos blocos. Comunicamos que nosso departamento juridico já fora acionado e que serão tomadas as medidas legais cabíveis em âmbito cível e criminal contra os responsáveis. Somos uma empresa séria e sólida no mercado com diversos eventos realizados sem nenhum tipo de problema ocorrido. Lamentamos profundamente a não realização do desfile da cantora @lexa e nos colocamos a disposição para dirimir quaisquer dúvidas acerca do ocorrido. Atenciosamente, Trio Elétrico Mó Vidão

A post shared by Trio Elétrico Movidão (@triomovidao) on

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo esportivo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale. Contato: petersongneves@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BRT do Rio inicia sistema para multar caloteiros 0 88

fiscalizacao contra calote brt rio de janeiro

A partir desta segunda-feira (22/07) o BRT (Bus Rapid Transit) do Rio de Janeiro irá começar uma forte fiscalização nas estações através de máquinas contra calotes. Diversos fiscais espalhados pelas estações do BRT irão pedir o cartão do passageiro (Riocard), onde através de uma leitura na máquina, deverão conferir o último uso do bilhete, identificando passageiros que entraram sem pagar.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A multa para quem estiver aplicando o calote no sistema, desde que identificado pela máquina será de R$ 170.

No Twitter oficial do BRT Rio foi publicado o seguinte tweet:

“… A partir da próxima segunda-feira, 22, máquinas serão utilizadas para fiscalizar a validação do cartão Riocard nas roletas de acesso. A medida é um importante mecanismo para coibir os calotes no BRT…”

Testes finais

Os últimos testes antes da fiscalização começar foram realizados nesta sexta-feira (19/07). Agentes do sistema e guardas municipais saíram em duplas e fizeram a verificação dos bilhetes dos passageiros em busca de calotes nas estações. Eles não ficaram em pontos fixos, surpreendendo ainda mais os passageiros.

Durante a fiscalização “teste” uma pessoa foi identificada sem pagar na estação do Barra Shopping. A multa é gerada no próprio cartão e pode levar o nome para os sistemas de proteção ao crédito.

Outro sistema que vem sendo testado pela BRT Rio é um de monitoramento. Através do Terminal Alvorada, agentes irão verificar por meio de câmeras quais são os passageiros que entram sem pagar, além de verificar a segurança dos equipamentos.

Fiscalização desde outubro

Apesar das fiscalizações do BRT terem sido iniciadas nesta segunda-feira (22/07) a Guarda Municipal do Rio já está fazendo a fiscalização por contra própria contra calotes desde o último mês de outubro de 2018. Todos os dias cerca de 120 agentes circulam nas estações, principalmente nos horários com maior índice de calote.

Até este mês os agentes já aplicaram quase 3300 multas referentes à fiscalização.

Vulcão Ubinas fica ativo no Peru e 30 mil moradores são evacuados 0 104

vulcao ubinas em atividade

O vulcão Ubinas localizado no país do Peru iniciou suas atividades desde a última quinta-feira (18/07). E por conta do perigo que suas atividades representam para a região o governo peruano decretou estado e emergência neste domingo para sete distritos da região sul do país.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

De quinta-feira até este domingo cerca de 30 mil pessoas tiveram que deixar as suas casas. As regiões que tiveram as casas evacuadas foram Moquegua, Arequipa, Tacna e Puno. Nelas as cinzas do vulcão cobriram 617 escolas e 20 unidades de saúde.

O balanço acabou de ser divulgado pelo Centro de Operações de Emergência Nacional (Coen), onde neste domingo informou que o maior número de desabrigados está localizado na região de Puno, fronteira com a Bolívia. Por lá já foram evacuadas 19 mil pessoas de suas casas.

A segunda região mais atingida foi Moquegua, que já passa dos 9 mil desalojados.

Estado de emergência no Peru

O governo peruano decretou estado de emergência neste domingo para poder acelerar a retirada da população que está próxima ao vulcão ativo Ubinas, iniciando o ponto de ajuda aos que estão sendo afetados.

As atividades do Ubinas se intensificaram deste a última quinta-feira, quando o vulcão lançou ao ar uma fumaça com mais de cinco quilômetros de altura. Então o vento acabou dispersando as cinzas e há relatos de que elas chegara a atingir a Bolívia.

Um especialista do Instituto Geológico de Mineração e Metalurgia (Ingemmet), Jersy Mariño, informou que a erupção do vulcão Ubinas é moderada. O vulcão é bem ativo na região, sendo comum que tenha atividades a cada cinco anos.

A recomendação é que a população próxima deixe suas residências e ao se locomover utilize máscaras para não respirar as impurezas da fumaça tóxica.

Ele é apenas um dos oito vulcões localizados no sul do Peru. Já o país todo conta com 16 vulcões, onde os principais são:

  • Misti;
  • Sabancaya;
  • Nevado Coropuna;
  • Ampato;
  • Huaynaputina;
  • Jenchaña;
  • Chachani.

Most Popular Topics

Editor Picks