Wilsinho, chefe no roubo de cargas pelo Brasil é preso no ES 0 51

Wilsinho, chefe no roubo de cargas pelo Brasil é preso no ES 1

O fim deste sábado (08/09) foi um dia de muita alegria para muitos caminhoneiros que tiveram os seus intrumentos de trabalho tirados através das mãos de bandidos. Wilsinho, como era conhecido Wilson da Rocha Marques, foi preso em Cariacica, no estado do Espírito Santo.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Ele era nada menos do que o chefe de um grupo especializado em roubos de carretas com atuação principalmente no sudeste, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e o próprio Espírito Santo.

Wilsinho foi pego graças a uma ação integrada entre a Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas do Rio de Janeiro (PCERJ) e a Divisão Patrimonial da Polícia Civil do Espírito Santo. Informações foram cruzadas e a polícia conseguiu prender o chefe da quadrilha em sua própria residência.

Utilização dos bens do tráfico sobem 44% em relação a mesmo período de 2018!

Quem era Wilsinho

Ele tinha treze mandados de prisão expedidos, somando Minas Gerais e o Rio de Janeiro. Sua função era estar à frente de um grupo que era concentrado e especializado em roubos de carretas nas rodovias. O caminhão não importava muito, mas o foco era cargas com alto valor.

Além disso ele sequestrava os motoristas, causando ainda mais transtornos para empresas e familiares.

Wilsinho já foi preso em 2009, mas acabou fugindo da Delegacia de Sapucaia, quando foi resgatado pelo mesmo grupo. Desde então a polícia vem fazendo uma série de investigações para cerca-lo e 11 anos depois conseguiu sua prisão.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lava Jato liga família de Lula à apartamento de luxo proveniente de contratos da OI 0 160

apartamento luxo condominio hemisphere lula

Um apartamento de luxo de 335m² localizado na zona sul de São Paulo é o mais novo indício de corrupção ligando a família Lula segundo a operação Lava Jato. Ele pode ser uma prova de que o empresário Jonas Suassuna acabou usando dinheiro de contratos com a empresa de telefonia Oi, para trazer benefícios a família de Luiz Inácio Lula da Silva.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O apartamento na zona nobre de São Paulo foi comprado por Suassuna em 2009 por R$ 1,9 milhão de entrada, mais parcelas que totalizavam R$ 3 milhões no imóvel. O mesmo acabou sendo reformado e mobiliado por mais R$ 1,6 milhão segundo a PF.

Ele está localizado no 23º andar do condomínio Hemisphere. Conta com três suítes, sendo uma master, cozinha, salas de estar e jantar, escritório e um terraço gourmet.

Então esse apartamento foi alugado por Lulinha em 2013.

Denúncia faz Hospital Pró-Cardíaco pagar multa diária de mil reais à condomínio.

Sítio em Atibaia

Suassuna é também dono de parte do sítio de Atibaia. Nesta nova investigação a PF acredita que estes imóveis foram adquiridos com dinheiro dos contratos comerciais feitos sem qualquer lógica econômica, para lavar o dinheiro de corrupção e dar uma aparência legal ás negociações.

Todas as informações obtidas nos últimos três anos sobre esses imóveis resultaram na operação Mapa da Mina, que foi deflagrada neste último dia 10 de dezembro, onde Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, é um dos principais envolvidos.

Um email enviado a Kalil em 2013 diz sobre orçamentos de produtos que foram escolhidos por Lulinha e esposa. Nele há a citação de transformar os pedidos e negociar as formas de pagamento. Ligado a este email, na residência foram encontrados diversos eletrodomésticos que tinham um valor estimado em R$ 130 mil.

As investigações seguem pela PF.

Sobre o Sítio em Atibaia, Lula teve sua pena aumentada de 12 anos e 11 meses para 17 anos, 1 mês e 10 dias. Mas ele permanece solto por conta da última decisão do STF em não manter preso quem ainda não teve a sua sentença finalizada.

45 mil litros de combustível são apreendidos pela PRF em Seropédica 0 142

45 mil litros combustivel preso pela prf

Uma apreensão considerada grande de combustíveis foi feita pela Polícia Rodoviária Federal na manhã deste último dia de novembro (30/11). A PRF parou três carretas carregadas com etanol e encontrou irregularidades nas notas fiscais.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A carga foi apreendida durante uma blitz que os agentes federais realizavam no quilômetro 208 da via Dutra. Este quilômetro fica localizado na cidade de Seropédica, na região metropolitana do Rio de Janeiro.

As carretas estavam carregadas de etanol e durante o flagrante foi constatado a irregularidade nas notas fiscais dos três veículos. Elas foram apreendidas juntas pois seguiam em comboio para a capital, Rio de Janeiro.

Museu Grünes Gewölbe é invadido por ladrões na Alemanha e bilhões são levados.

45 mil litros de combustível irregular

Os policiais abordaram os motoristas e solicitaram as notas fiscais das mercadorias. Então elas foram consultadas nos sistemas de segurança da PRF e então foi constatado irregularidades tributárias nos documentos. Todos os veículos eram responsáveis pelo transporte de 45 mil litros de etanol pronto para uso.

Após constatar as irregularidades, a questão foi encaminhada para o Posto Fiscal da Secretaria de Fazenda Estadual (SEFAZ), que é localizada em Nhangapi, na região de Itatiaia, Rio de Janeiro.

Os motoristas estão prestando depoimento para a polícia rodoviária, mas devem ser liberados nas próximas horas.

Imagem divulgação: Extra.com

Most Popular Topics

Editor Picks