Wilsinho, chefe no roubo de cargas pelo Brasil é preso no ES 0 140

Wilsinho, chefe no roubo de cargas pelo Brasil é preso no ES 2

O fim deste sábado (08/09) foi um dia de muita alegria para muitos caminhoneiros que tiveram os seus intrumentos de trabalho tirados através das mãos de bandidos. Wilsinho, como era conhecido Wilson da Rocha Marques, foi preso em Cariacica, no estado do Espírito Santo.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Ele era nada menos do que o chefe de um grupo especializado em roubos de carretas com atuação principalmente no sudeste, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e o próprio Espírito Santo.

Wilsinho foi pego graças a uma ação integrada entre a Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas do Rio de Janeiro (PCERJ) e a Divisão Patrimonial da Polícia Civil do Espírito Santo. Informações foram cruzadas e a polícia conseguiu prender o chefe da quadrilha em sua própria residência.

Utilização dos bens do tráfico sobem 44% em relação a mesmo período de 2018!

Quem era Wilsinho

Ele tinha treze mandados de prisão expedidos, somando Minas Gerais e o Rio de Janeiro. Sua função era estar à frente de um grupo que era concentrado e especializado em roubos de carretas nas rodovias. O caminhão não importava muito, mas o foco era cargas com alto valor.

Além disso ele sequestrava os motoristas, causando ainda mais transtornos para empresas e familiares.

Wilsinho já foi preso em 2009, mas acabou fugindo da Delegacia de Sapucaia, quando foi resgatado pelo mesmo grupo. Desde então a polícia vem fazendo uma série de investigações para cerca-lo e 11 anos depois conseguiu sua prisão.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Barbara Lomba é transferida de caso Flordelis, quem assume é Allan Duarte 0 235

barbara lomba transferida caso flordelis

É no mínimo curioso o fato de no mesmo dia em que o caso Flordelis avança com a descoberta do uso do celular de Anderson na casa de Yvelise de Oliveira e do senador Arolde de Oliveira (PSD), mesmo partido de Flordelis, a delegada Barbara Lomba ser transferida de sua jurisdição.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Ela não estará mais à frente das investigações sobre a morte do pastor Anderson do Carmo, o marido da deputada federal Flordelis do PSD. Ele foi assassinado a tiros na madrugada do dia 16 de junho de 2019, quando estava na garagem de sua casa em Pendotiba, região de Niterói.

Barbara Lomba deixa a Delegacia de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo e deverá assumir a 11ª DP da Rocinha. O responsável por assumir esse e outros casos da DP será Allan Duarte Lacerda, que era delegado na 127ª DP de Búzios.

Mas ele era um dos braços direitos de Bárbara quando nos primeiros meses de 2019 acabou sendo transferido.

Celular de Anderson

A transferência de Lomba aconteceu após a TV Globo ter divulgado uma matéria onde o celular de Anderson, que havia sumido desde o dia de sua morte, havia sido acionado na casa de Yvelise de Oliveira, esposa do senador Arolde de Oliveira (PSD), que é também o presidente do Grupo MK, responsável por produzir os discos gospel de Flordelis.

Após a divulgação do caso, ambos se disseram muito perplexos com o caso, citando inclusive que “cabe o ônus da prova a quem acusa”.

Eles citam que nunca poderiam imaginar um ataque desta natureza, onde estão achando que pode ter sido uma clonagem. Citam também a frase “Quem não deve, não teme” e dizem que irão verificar quais são as possibilidades para provar a inocência a partir desta quarta-feira (22/01).

Luana Risério tem GPS implantado sob a pele a pedido de Scarpa 0 272

chiquinho scarpa instala gps em namorada luana

A corretora Luana Risério é nada menos do que a namorada de Chiquinho Scarpa. E nesta semana o namoro deu mais um passo, ela fez a instalação de um microchip de GPS para que possa ser localizada em qualquer lugar do mundo pelo conde.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Muitos estão criticando a decisão, onde a principal “justificativa” para poder monitorar a moça de 35 anos é poder localiza-la dentro do palacete de R$ 63 milhões em São Paulo. Ele já disse que há cômodos em que não pisa a mais de um ano, pois o imóvel é enorme. “Diversas vezes perdi minha namorada dentro de casa”.

Chiquinho Scarpa que é conhecido por assuntos polêmicos, como a vez que iria enterrar o seu carro de luxo no quintal ou a fala de que já dormiu com mais de 7 mil mulheres, hoje está com 68 anos.

Anitta e Pedro Calais do Lagum devem fazer parceria para 2020.

Este microchip apesar de parecer absurdo não é algo que apenas o conde usa em sua mulher, há diversos outros empresários no Brasil e no mundo que usam o chip como uma saída de segurança. Ele tem produção em uma empresa americana e custa em média R$ 30 mil.

Mas além do chip, Scarpa também tem acesso a um aplicativo de localização que foi instalado no celular de Luana. Esse app está em seu aparelho desde que mudou-se de Goiânia para São Paulo, quando passou a morar com ele a cerca de um ano.

Luana Risério diz que encara isso como uma preocupação e não como uma invasão de privacidade ou qualquer outro problema.

Most Popular Topics

Editor Picks