Fátima Bernardes se manifesta após temporal no Rio de Janeiro: ‘Muito triste’ 0 243

Fátima Bernardes se manifesta após temporal no Rio de Janeiro: 'Muito triste' 1
Fátima Bernardes (Foto: Reprodução/ Globo)
Fátima Bernardes (Foto: Reprodução/ Globo)

A apresentadora do Encontro na Globo Fátima Bernardes se manifestou nas redes sociais sobre o temporal que atingiu o Rio de Janeiro.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Triste com o que aconteceu. Minha solidariedade às famílias das vítimas desse temporal”, escreveu ela nesta quinta (07) na legenda de uma foto de um ônibus soterrado após a chuva que castigou a Cidade Maravilhosa.

Nos comentários, as pessoas deram diversas opiniões. “É lamentável mesmo Fafá, só Deus pra confortar essas famílias e cuidar dessa cidade linda que é o RJ…beijos”, escreveu um. “Daqui a pouco o povo esquece, vem o carnaval”, declarou outra.

Construir nas encostas, deveria ser proibido, pois além de mexer com as matas, o barrancos ficam mais vulneráveis, a água escorre, sai levando tudo, sem falar no risco que as pessoas que constroem lá, todos os anos vejo este filme, mas as autoridades não impedem com leis rígidas, e assim todos os anos vão despencando tudo, acho que as pessoas destes lugares não pensam que tem inverno, e a natureza tem que ser respeitadas”, falou uma terceira.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto coloca como opcional aulas em Auto Escola para tirar CNH 0 79

autoescola nao obrigatoria

Uma ótima notícia para o cidadão brasileiro que pretende em um futuro próximo tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e nem tão boa para as auto escolas do Brasil. Um Projeto de Lei (PL) começou a tramitar no Congresso Nacional, cujo a finalidade é justamente colocar um fim na obrigatoriedade da realização de aulas em autoescolas.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O processo de habilitação continuará sendo feito com exames físicos, psicológicos, teóricos e práticos, mas sem a necessidade de ir até uma autoescola, desde que o candidato se sinta apto para os testes.

O candidato à CNH, passará a ter o direito de escolha entre aprender através do Centro de Formação de Condutores (CFC) ou de forma totalmente autônoma. Esta notícia chega pouco tempo depois do fim da obrigatoriedade do uso de simuladores em autoescolas e a redução do total de aulas práticas obrigatórias.

Proposta na Câmara dos Deputados

O autor desta PL é o deputado General Peternelli (PSL/SP) e ele explica que as aulas práticas de direção poderiam ser aplicadas por qualquer condutor habilitado a no mínimo três anos em categoria equivalente a pretendida pelo candidato.

Esta prática se assemelha a formação de condutores da década de 80, onde não era necessário autoescola, apenas realizar os testes junto ao Detran de cada estado.

O deputado ainda cita que em muitos países, como os Estados Unidos, as autoescolas existem, mas elas não são obrigatórias, reduzindo muito os custos para o cidadão que pretende tirar a sua CNH.

As provas são aplicadas normalmente no Detran, assim como acontece hoje pelos Centros de Formação de Condutores. Se aprovado em todas as etapas, ele terá o direito de receber a sua CNH, se não, será reprovado como já acontece hoje.

O deputado federal cita que o objetivo de seu Projeto de Lei é desburocratizar o processo e principalmente reduzir os custos da primeira habilitação. Ele cita que hoje este processo além de ser demorado, principalmente durante as aulas práticas, pois depende de horários e professores disponíveis, ainda torna-o muito caro.

Hoje dependendo da quantidade de aulas práticas o mínimo que um candidato irá pagar por um processo de habilitação é de R$ 2800. Este número não condiz com a realidade da maioria dos brasileiros, principalmente jovens. A PL chegará para facilitar o acesso de milhares de condutores pelo Brasil.

O Projeto de Lei da CNH foi apresentado no último dia 26 de junho à Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, mas é só o início, ainda precisa passar por uma votação. O projeto ainda não conta com data para ser discutido e votado.

Criador do Ford Mustang, Lee Iacocca, morre aos 94 anos 0 79

Criador do Ford Mustang, Lee Iacocca, morre aos 94 anos 2

Na noite desta terça-feira (02/07) o criador do lendário esportivo Ford Mustang, Lee Iacocca, faleceu nos Estados Unidos aos seus 94 anos. Ele morreu em casa, na cidade de Bel Air, Califórnia, por conta de complicações após sofrer por anos com Parkinson.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Ele é um dos nomes mais importantes da indústria automobilística pois além de inventar o Mustang, foi o principal responsável por reerguer a Chrysler, uma das maiores montadoras americanas da década de 80, que estava próxima de falir.

Iacocca foi quem dirigiu a Ford Motors, a Chrysler e também ajudou a moldar Detroit (EUA) como a cidade americana dos automóveis.

O engenheiro nasceu em 1924 na cidade de Allentown, Pennsylvania, EUA. Era filho de imigrantes italianos.

História de Lee Iacocca na Ford

Ele passou a trabalhar na Ford como engenheiro em 1946, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial. Ele cursou engenharia industrial na famosa Universidade de Princenton.

Pouco tempo depois de estar na equipe de engenheiros, ele acabou “desistindo” da profissão e pediu para ser transferido para a divisão de vendas da Ford. Então nos 10 anos seguintes, focou em vendas na região da Filadélfia, quando em 1956 ajudou a criar e executar uma campanha de marketing que foi um sucesso.

O sucesso desta campanha foi tanta que o então vice presidente da Ford, Robert S. McNamara, onde passou a conviver com a área executiva, se tornando um ótimo profissional. Pouco tempo depois, em 1960, ele veio a substituir o próprio McNamara na vice-presidência da montadora.

Foi então que na vice presidência que Iaccoca desenvolveu e fez o lançamento do Ford Mustang em 1964. Entrando para a história mundial.

ford mustang iacocca

McNamara se tornou o chefe do Pentágono e sucessivamente diretor do Banco Mundial.

História de Lee Iacocca na Chrysler

Após anos de sucesso na Ford, Lee Iacocca foi demitido em 1987, pelo neto do fundador da empresa, Henry Ford II. Depois de deixar a marca, ele foi parar na liderança da Chrysler, que estava em uma profunda crise, as portas para fechar.

Não levou muito tempo e Lee conseguiu recuperar a montadora e criar diversos “moldes” que ainda fazem sucesso na Chrysler.

Então em 1992 ele aposentou e deixou de comandar a Chrysler. Ele começou a investir sua fortuna em azeite, bicicletas elétricas e em diversas pesquisas sobre diabetes e Parkinson.

Teve um livro chamado “Iacocca: uma autobiografia” em 1984, que vendeu 6,5 milhões de cópias, se tornando um best seller.

Most Popular Topics

Editor Picks