Putin declara que Rússia também desenvolverá armas nucleares se Trump o fizer 0 291

Putin declara que Rússia também desenvolverá armas nucleares se Trump o fizer 1

O presidente russo, Vladimir Putin, alertou na segunda-feira que a Rússia será forçada a começar a desenvolver mísseis nucleares de curta e média faixa terrestre se os Estados Unidos começarem a fazê-lo após o fim de um tratado de controle de armas nucleares.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O tratado de forças nucleares

Putin declara que Rússia também desenvolverá armas nucleares se Trump o fizer 2

Os Estados Unidos formalmente deixaram o tratado de Forças Nucleares Intermediárias (INF) com a Rússia na sexta-feira depois de determinarem que Moscou estava violando o tratado, uma acusação que o Kremlin negou.

Na segunda-feira, Putin culpou os Estados Unidos pelo fracasso do tratado, mas disse que é essencial que Moscou e Washington retomem as negociações de controle de armas para evitar o que ele descreveu como uma corrida armamentista “irrestrita”.

Mais sobre a Rússia:Duas empresas turcas saíram do consórcio de usinas nucleares russas

Duas das três empresas turcas que participaram da construção da primeira usina nuclear da Turquia se retiraram do acordo, disseram duas fontes de energia à Reuters na terça-feira, em um possível revés para o projeto.

A russa Rosatom, que lidera o projeto, disse em junho que venderá 49 por cento da Akkuyu Nukleer AS, que construirá e operará a usina, a um consórcio formado por três empresas: Kolin Insaat, Kalyon Insaat e Cengiz Holding.

No entanto, o acordo final nunca foi assinado.

As duas fontes disseram à Reuters que o projeto Akkuyu, no sul da Turquia, teria pelo menos um parceiro turco. Eles disseram que a Rússia está atualmente em conversações com empresas de energia turcas e com o produtor estatal de eletricidade EUAS para se juntar ao consórcio.

As três empresas turcas se recusaram a comentar a questão quando contatadas pela Reuters e a Rosatom não respondeu a um pedido de comentários.

A Rússia suspendeu o projeto depois que a Turquia derrubou um avião de guerra russo sobre a Síria no final de 2015, levando as relações entre os dois países ao pior desde a Guerra Fria. O projeto foi retomado em junho de 2016, depois que as relações foram normalizadas.

Durante uma coletiva de imprensa com o presidente turco, Tayyip Erdogan, em novembro, o presidente russo, Vladimir Putin, disse que os países planejam lançar o primeiro reator em Akkuyu, em 2023, e que a construção começará em um futuro próximo.

O jornal Hurriyet informou na terça-feira que um membro do conselho de Kolin Insaat disse que é improvável que a usina esteja operacional até 2023.

A usina nuclear deverá ter uma capacidade de produção de 4.800 megawatts e custará US $ 20 bilhões para ser construída.

Previous ArticleNext Article
Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal TV É Brasil. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Uma verdadeira amante da cultura, arte e entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

45 mil litros de combustível são apreendidos pela PRF em Seropédica 0 109

45 mil litros combustivel preso pela prf

Uma apreensão considerada grande de combustíveis foi feita pela Polícia Rodoviária Federal na manhã deste último dia de novembro (30/11). A PRF parou três carretas carregadas com etanol e encontrou irregularidades nas notas fiscais.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A carga foi apreendida durante uma blitz que os agentes federais realizavam no quilômetro 208 da via Dutra. Este quilômetro fica localizado na cidade de Seropédica, na região metropolitana do Rio de Janeiro.

As carretas estavam carregadas de etanol e durante o flagrante foi constatado a irregularidade nas notas fiscais dos três veículos. Elas foram apreendidas juntas pois seguiam em comboio para a capital, Rio de Janeiro.

Museu Grünes Gewölbe é invadido por ladrões na Alemanha e bilhões são levados.

45 mil litros de combustível irregular

Os policiais abordaram os motoristas e solicitaram as notas fiscais das mercadorias. Então elas foram consultadas nos sistemas de segurança da PRF e então foi constatado irregularidades tributárias nos documentos. Todos os veículos eram responsáveis pelo transporte de 45 mil litros de etanol pronto para uso.

Após constatar as irregularidades, a questão foi encaminhada para o Posto Fiscal da Secretaria de Fazenda Estadual (SEFAZ), que é localizada em Nhangapi, na região de Itatiaia, Rio de Janeiro.

Os motoristas estão prestando depoimento para a polícia rodoviária, mas devem ser liberados nas próximas horas.

Imagem divulgação: Extra.com

Ex diretor do Detran no Paraná é preso em operação da Gaeco 0 132

preso ex diretor do detran pela gaeco

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, a Gaeco, prendeu na manhã desta quarta feira através da operação Taxa Alta, o ex-diretor-geral do Detran no Paraná, Marcello Panizzi.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Marcello era atualmente o diretor-geral da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP). Ele era um dos cinco alvos da Gaeco nesta operação, onde foram emitidos os mandados de prisão preventiva para Curitiba, Maringá e Brasília.

Esta operação é focada na investigação de irregularidades em um edital do Detran com a finalidade de credenciar empresas responsáveis pelo registro de financiamentos de veículos no Paraná.

Agora a cota para compras no Paraguai será de US$ 500 e US$ 1000.

Os policiais da Gaeco chegaram a casa de Panizzi, que fica localizada no bairro São Lourenço, em Curitiba, logo pela manhã. Além da prisão, os policiais também estavam executando um mandado de busca e apreensão.

Outros que receberam a visita dos policiais nesta quarta foram três servidores comissionados da época do edital e um ex-assessor da Governadoria do Estado do Paraná.

Operação Taxa Alta

Esta operação está responsável por apurar o suposto direcionamento dos credenciamentos do edital de 2018 pelo Departamento de Trânsito do Paraná. Os registros de contratos eram feitos eletronicamente, onde haviam cláusulas restritivas à venda, como reserva de domínio, penhor, alienação fiduciária ou arrendamento.

Todo o processo foi manipulado para beneficiar uma das vencedoras. A empresa que venceu a licitação, faturou entre novembro de 2018 e junho de 2019, nada menos do que R$ 77 milhões. Ela pediu seu credenciamento para o serviço um dia após a publicação do edital e por um grande período praticamente monopolizou toda a operação.

Antes do credenciamento desta empresa, o preço cobrado dos donos de automóveis no Paraná eram de R$ 143. Após a inclusão da vencedora do edital para assumir a documentação dos financiamentos, o preço pelo serviço subiu para R$ 350.

Most Popular Topics

Editor Picks