Ministro das Relações Exteriores do Irã diz que sanções estadunidenses são “fracassos” para a diplomacia 0 389

Ministro das Relações Exteriores do Irã diz que sanções estadunidenses são "fracassos" para a diplomacia 2

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, criticou a decisão dos Estados Unidos de impor sanções a ele, chamando a medida de “fracasso” da diplomacia.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A visão do chanceler iraniano sobre as sanções estadunidenses

Ministro das Relações Exteriores do Irã diz que sanções estadunidenses são "fracassos" para a diplomacia 3

Falando em uma coletiva de imprensa em Teerã na segunda-feira, Zarif lamentou que, apesar de suas chamadas para conversas, os EUA não estavam interessados ​​em diplomacia para resolver o impasse nuclear.

“Impor sanções contra um ministro das Relações Exteriores significa fracasso [em qualquer esforço nas negociações]”, disse Zarif, acrescentando que isso também significa que o lado que impõe as medidas é “negociações opostas”.

As sanções

Na quarta-feira, o Departamento do Tesouro dos EUA disse estar impondo sanções a Zarif por agir em nome do líder supremo iraniano Ali Hosseini Khamenei – que também está sujeito a sanções impostas recentemente pelos Estados Unidos.

Teerã e Washington estão presos em uma batalha de nervos desde maio de 2018, quando o presidente Donald Trump se retirou de um acordo histórico de 2015, colocando limites ao programa nuclear iraniano.

Desde então, ele reimplantou a punição de sanções ao Irã, incluindo medidas destinadas a reduzir suas exportações de petróleo a zero, como parte de uma campanha destinada a pressionar Teerã a negociar um novo acordo nuclear.

Questionado sobre relatos de que ele havia sido convidado para encontrar Trump na Casa Branca, Zarif disse que recusou a oferta apesar da ameaça de sanções.

“Disseram-me em Nova York que seria sancionada em duas semanas, a menos que eu aceitasse a oferta, que felizmente não aceitei”, disse o ministro iraniano.

A conferência de imprensa de Zarif aconteceu um dia depois de o Irã anunciar que suas forças haviam apreendido um navio estrangeiro no Golfo, suspeito de transportar combustível contrabandeado.

Foi a terceira apreensão de um navio pela Guarda Revolucionária nas últimas semanas e a mais recente demonstração de força pela força paramilitar em meio ao aumento das tensões.

Navios detidos

A imprensa iraniana informou que sete tripulantes foram detidos quando o navio foi apreendido na quarta-feira com “combustível contrabandeado” do Irã, mas não forneceu detalhes sobre a embarcação ou a nacionalidade da tripulação.

Em 18 de julho, os guardas disseram que haviam detido o MT Riah, de bandeira do Panamá, por supostos contrabando de combustível.

Um dia depois, eles anunciaram que haviam apreendido a Stena Impero, de bandeira britânica, no Estreito de Ormuz, por violar “regras marítimas internacionais”.

Em resposta a tais incidentes, os EUA têm procurado formar uma coalizão cuja missão é garantir a liberdade de navegação no Golfo.

Mas Zarif disse que Washington não conseguiu reunir apoio suficiente para a iniciativa.

“Hoje, os Estados Unidos estão sozinhos no mundo e não podem criar uma coalizão. Os países que são seus amigos têm vergonha de estar em uma coalizão com eles”, disse ele, referindo-se a relatos de que alguns países, incluindo a Alemanha, se recusaram a participar. participar da missão.

“Eles trouxeram essa situação para si mesmos, com a violação da lei, criando tensões e crises.”

Na segunda-feira, o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, reiterou que a Alemanha não se uniria à missão naval liderada pelos Estados Unidos no Estreito de Ormuz, acrescentando que Berlim favorecia uma missão européia, mas advertiu que é difícil fazer progressos nesse sentido.

“No momento, os britânicos preferem participar de uma missão americana. Não faremos isso”, disse Maas a repórteres.

Em junho, o Irã derrubou um drone de vigilância americano na passagem estratégica.

Trump chegou perto de retaliar, mas disse que ele cancelou um ataque aéreo no último momento. Washington afirmou que um navio de guerra americano derrubou um drone iraniano no estreito. O Irã nega perder qualquer aeronave na área.

Zarif, no entanto, não descartou conversas no futuro.

“Na minha opinião, as negociações e a diplomacia nunca vão acabar. A negociação sempre esteve e sempre estará na minha agenda. Mesmo em tempos de guerra, as negociações existirão.”

Fonte:Al Jazeera

Previous ArticleNext Article
Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal TV É Brasil. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Uma verdadeira amante da cultura, arte e entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mesmo com apelo de Eduardo Bolsonaro, Vicente Santini é demitido novamente 0 121

bolsonaro demiti vicente santini

O presidente Jair Bolsonaro não concordou com o apelo de Eduardo Bolsonaro para arrumar uma outra vaga no governo para Vicente Santini, que havia sido demitido por usar um avião da FAB para fins particulares.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Em um dia ele havia sido exonerado do cargo de secretário-executivo da Casa Civil e nesta quinta-feira (30/01) ele acabou sendo exonerado do cargo de assessor especial de relacionamento externo.

Santini é amigo pessoal da família Bolsonaro e a sua permanência em algum cargo do governo foi um pedido pessoal dos filhos Eduardo Bolsonaro e Carlos Bolsonaro. Mas o presidente entende que após a audácia do servidor e outros dois, de usar um jato da Força Aérea Brasileira (FAB) para uma viagem à Índia, foi algo sem o menor cabimento.

Para Leonardo Rolim INSS Digital irá suprir a demanda de servidores que faltam.

Como no dia seguinte Santini já tinha outro cargo no governo, a situação ficou ainda mais polêmica, o que levou o presidente a resolver a situação hoje mesmo.

Outras exonerações e mudanças

Em seu Twitter nesta quinta-feira, o presidente disse que vai exonerar o interino da Casa Civil, Fernando Moura, que havia sido nomeado para o cargo de Santini.

Outra novidade é a inclusão do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) hoje na Casa Civil, para o Ministério da Economia.

No “Dia da Privacidade” nova ferramenta do Facebook promete acabar com publicidade indesejada 0 146

facebook dia da privacidade nova ferramenta

Nesta terça-feira (28/01), a organização Facebook anunciou uma nova atualização que deixou animado os usuários ainda presentes na sua rede social principal. A atualização está relacionada as regras de privacidade das contas, onde o usuário poderá ter mais controle sobre suas informações, dados e também publicações.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A novidade a princípio é apenas para o Facebook, mas provavelmente deverá se estender também para o WhatsApp e Instagram nos próximos dias.

A empresa também disponibilizou uma ferramenta para que o usuário tenha o direito de escolha para desvincular certos dados da conta, com a finalidade de evitar o direcionamento de anúncios publicitários, o que acaba incomodando a muitos.

Hoje é “comemorado” o “Dia da Privacidade”, o que levou a empresa a escolher esta data para anunciar as novas funcionalidades.

São mais de 2 bilhões de contas ativas em todo o mundo e é preciso ter cuidado com a privacidade de seus usuários.

Nova patente da Apple promete melhorar imersão virtual com sensores nos dedos.

Nova Ferramenta

A ferramenta se chama “Verificação de Privacidade”. Nela o usuário poderá ajustar para quem seus posts e informações de perfil poderão ser exibidas. É possível também fortalecer a segurança da conta com alertas de login, revisão de informações compartilhadas com aplicativos que você mesmo permitiu e outras.

Algumas já estavam presentes na versão anterior, mas agora a plataforma estará facilitando o acesso e instruções.

Fora do Facebook

Outra ferramenta é a “Fora do Facebook”. Nela o usuário poderá ver um resumo de todas as informações comerciais que estejam vinculadas à sua conta e deixar como está ou desvinculá-las. Esta é a ferramenta para evitar o direcionamento de anúncios publicitários com base em suas pesquisas.

A demora para o lançamento deste sistema foi justamente a necessidade de reconstruir parte da programação na plataforma, sem que a mesma afetasse os usuários.

Logins externos

Hoje também foi lançado a ferramenta “Facebook Login”, onde o usuário poderá acessar outros serviços e aplicativos usando a sua conta no Facebook. Sempre que o usuário entrar em um aplicativo de terceiros, um alerta será emitido em sua conta.

Esta ferramenta irá ajudar a saber quando e como a sua conta está sendo usada e se há permissão para o mesmo. É possível também editar as configurações de acesso a estes sistemas.

Most Popular Topics

Editor Picks