Arlindinho se manifesta após sofrer duros ataques por conta da sua religião: ‘Exu não é do mal’ 0 208

Arlindinho se manifesta após sofrer duros ataques por conta da sua religião: 'Exu não é do mal' 1
Arlindinho (Foto: Reprodução/ Instagram)
Arlindinho (Foto: Reprodução/ Instagram)

O cantor Arlindinho, que é filho de Arlindo Cruz, resolveu se manifestar após sofrer uma série de ataques preconceituosos contra sua religião, que é de matriz africana.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

“Lendo alguns comentários preconceituosos e maldosos sobre a minha religião, decidi abraçar esse papo e mandar uma mensagem direta em defesa do nosso povo do Bem… Na minha, na sua, e em qualquer religião existe o bem e o mal… Amém, Axé ou a saudação que quiser!”, declarou o artista na legenda de foto publicada hoje (04).

Além disso, ele passou a mensagem também através da camiseta que está usando na foto, que diz: “Exu não é do mal, a maldade é humana”. Nos comentários, a maioria apoiou o rapaz. “Maldade sempre no coração do bicho homem”, declarou uma seguidora. “Axé irmão! Que Deus e oxalá perdoe essas pessoas ruins”, apoiou outro. “Quem vem aos seus não degenera, axé irmão”, falou um terceiro.

Vale dizer que Arlindo Cruz recebe o apoio dos familiares e de uma equipe de profissionais para tentar se recuperar das sequelas deixadas por um AVC hemorrágico que sofreu há um ano e sete meses. O cantor tem obtido melhoras e esta semana apareceu em vídeo publicado por seu filho já tentando se alimentar sozinho.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gilmar Mendes pretende libertar Lula nesta terça-feira 11/06 0 58

gilmar mendes solta lula

Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), conhecido por estar envolvido em diversas polêmicas durante a Operação Lava Jato, liberou nesta última segunda-feira (10/06) o julgamento de um Habeas Corpus apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, onde poderá ser concluído ainda nesta terça-feira (11/06) e tirar Lula da prisão em Curitiba.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O HC coloca um ponto de suspeição contra o atual ministro Sérgio Moro, questionando sua atuação durante todo o processo de condenação de Lula.

Quem irá analisar o pedido de Habeas Corpus é a Segunda Turma do STF, que poderá postergar o julgamento para o próximo dia 25 de junho, caso não seja julgado hoje. O HC é o mesmo apresentado no fim do ano passado, quando Bolsonaro convidou Moro para ser o responsável pelo comando do Ministério da Justiça.

Prisão de Lula

Hoje preso em Curitiba, na sede da Polícia Federal, ele foi condenado em 2017 no caso do triplex em Guarujá, São Paulo. Na ocasião, Sérgio Moro era o juiz responsável pelo caso, onde atuava na 13ª Vara Federal de Curitiba (PR).

Lula teve a sua condenação confirmada em segunda instância em 2018, quando foi levado a Superintendência da Polícia Federal na capital paranaense. O caso foi novamente analisado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas acabou mantendo a condenação de Lula.

O julgamento de soltura que foi iniciado em dezembro de 2018, acabou sendo adiado, após dois ministros do STF votarem contra a concessão de liberdade ao ex-presidente. Quem pediu para que o julgamento continuasse mais pra frente, foi o próprio Gilmar Mendes.

Vazamento de conversas

O caso tomou forças após conversas entre Sérgio Moro e Dallagnol, onde citam que “é preciso prender os corruptos do país” e outras que acabam mostrando uma “imparcialidade” no caso poucos dias antes do segundo turno das eleições presidenciais.

Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos da série brasileira.

Corra! Inscrições do SISU 2º 2019 semestre terminam hoje 0 62

Corra! Inscrições do SISU 2º 2019 semestre terminam hoje 2

As inscrições para candidatos interessados nas vagas do segundo semestre do SISU 2019 terminam nesta sexta-feira, dia 07 de junho. Todo estudante que deseja concorrer a uma vaga de ensino superior através do Sistema de Seleção Unificada utilizando as notas do ENEM, não pode perder esta oportunidade.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O 2º semestre do SISU 2019 conta com 59 mil vagas em 76 instituições de ensino, que estão oferecendo cerca de 1,7 mil diferentes cursos. O Ministério da Educação (MEC) informou em uma nota que este é o maior número de vagas do sistema desde que ele foi criado.

Já foram realizadas mais de um milhão de inscrições pelo Brasil segundo o MEC. Porém é preciso lembrar que estudantes interessados nos SISU podem escolher um curso principal e uma segunda opção caso não consiga entrar na primeira, criando maiores chances do início de uma formação superior.

Inscrições SISU segundo semestre 2019

Todos os candidatos interessados tem somente até às 23h59 desta sexta-feira para realizar as inscrições através do site:

O resultado com base nas notas do ENEM e outros requisitos serão divulgados nesta segunda-feira, dia 10/06.

O candidato interessado deverá ter feito o ENEM 2018 e ter tirado nota acima de zero na redação. As matrículas após a confirmação no edital deverão ser feitas entre o período de 12 a 17 de junho de 2019. E a lista de espera segue até o mesmo dia.

Total de inscritos no programa

Na manhã desta sexta-feira, mais de 540 mil candidatos já estão inscritos no SISU. Os números são 30% maiores do que os do último ano, onde as regiões com mais inscritos são os estados da Bahia, Minas Gerais e o Rio de Janeiro.

O total de inscritos por região até o momento:

  • Rio de Janeiro: 74.730
  • Minas Gerais: 68.133
  • Bahia: 52.048
  • São Paulo: 48.626
  • Maranhão: 35.276
  • Ceará: 34.435
  • Paraíba: 27.657
  • Rio Grande do Sul: 21.481
  • Pernambuco: 20.032
  • Piauí: 18.420
  • Paraná: 16.740
  • Espírito Santo: 15.780
  • Pará: 13.555
  • Rio Grande do Norte: 12.893
  • Alagoas: 12.028
  • Goiás: 10.168
  • Distrito Federal: 9.440
  • Santa Catarina: 7.888
  • Tocantins: 6.490
  • Acre: 4.965
  • Mato Grosso do Sul: 3.873
  • Amapá: 2.040
  • Rondônia: 1.908
  • Roraima: 1.052

Most Popular Topics

Editor Picks