Andréa Bueno comenta experiência no comando do “Conectados” 0 203

Andréa Bueno comenta experiência no comando do “Conectados” 1

Apresentadora do canal Shoptime, há 13 anos, Andréa Bueno comanda o programa “Conectados”, onde tira dúvidas sobre o mundo tecnológico, além de mostrar o que há de melhor nesse mercado de maneira simples.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Filha de pais professores de teatro, acompanhou de perto o trabalho deles, o que fez com que se tornasse um sonho, desde criança, seguir na vida artística. Teve seu primeiro contato com o público em suas apresentações de ballet e depois atuou em peças infantis como “Pluft, o fantasminha”, “Alice no País das Maravilhas” e os “Saltimbancos”, que foram premiadas no X Festival Estudantil de Teatro do Estado de São Paulo. Desde então, não parou mais.

Em 2001, passou em psicologia na Universidade Federal de Santa Catarina seguindo o conselho dos pais de ter uma outra formação, caso a carreira artística não desse certo. “Escolhi esse curso porque vi os meus pais usarem psicodrama na construção de personagens e sempre gostei de ouvir as pessoas. Para me ajudar nos custos, passei a trabalhar com eventos e publicidade e, em paralelo, segui estudando interpretação. Me mudei para Florianópolis, onde continuei na faculdade e consegui tirar o registro de atriz. Recém-formada, entreguei o diploma nas mãos dos meus pais e segui para o Rio de Janeiro em busca de realizar o meu verdadeiro sonho. Quatro meses depois, fui indicada por uma amiga para um teste no Shoptime, onde estou há 13 anos”, revela Andréa Bueno.

Ao longo de sua carreira, atuou na novela “Como uma onda”, da TV Globo, fotografou para catálogos, fez participação no programa de premiação ‘Lig Bolada’ e gravou campanhas publicitárias.

Bastante ligada em sua saúde física e mental, Andrea é apaixonada por esportes: jogou futebol, praticou ginástica olímpica, yoga, muay thai, crossfit, snowboard e wakeboard, saltou de paraquedas, fez curso de mergulho e, nos finais de semana, gosta de andar de patins e bicicleta pela orla do Rio de Janeiro.

Como é estar à frente do programa “Conectados” do Shoptime?

É uma honra! Há 13 anos, quando entrei no Shoptime, passamos por todos as lojas do canal, e um diretor me convidou para fazer as férias de um apresentador mais experiente da área de tecnologia. Ele achava interessante que tivesse uma mulher falando sobre o tema, até para ser uma maneira de desassociar a tecnologia do universo masculino. E esse novo desafio foi um presente, porque consigo mostrar para as pessoas que a tecnologia é acessível a todos. Independente de gênero ou idade, sempre haverá um produto que poderá te ajudar no seu dia a dia, seja no trabalho, no universo estudantil, no entretenimento ou na aproximação entre as pessoas.

A temática do programa no caso é voltada a tecnologia. Como é a sua relação com esse assunto?

Tem uma frase clássica: “Escolha um trabalho que você ame e você nunca terá que trabalhar um dia em sua vida”. Me sinto completamente em casa no Shoptime com o tema tecnologia, sou apaixonada por tudo que é novidade nesse mundo. Desde muito nova já gostava de pegar a filmadora do meu pai e fazer filminhos com as minhas barbies, para me ajudar a estudar e fixar o conteúdo das provas da escola.

Andréa Bueno comenta experiência no comando do “Conectados” 2
Foto: Saulo Soares

Filha de professores de teatro, quando foi que você decidiu levar a arte para sua vida?

Creio que desde a barriga da minha mãe essa decisão já estava tomada. O palco sempre me encantou. Ter uma plateia te assistindo, poder dar vida a personagens, os figurinos, os cenários, as maquiagens… Desde bebê vivia entre as cochias e nos bastidores do Teatro Municipal de Ribeirão. Meu pai, inclusive, era diretor do Teatro na época, então lá era minha segunda casa. Como eles também davam aulas, assistia a todas, via todas as montagens, ensaios, e aquele universo me fascinava. Aos 11 anos, estreei com a peça “Pluft, o Fantasminha”, de Maria Clara Machado, onde eu fazia o personagem da Maribel. Sei o texto de cor até hoje. Atualmente, a minha plateia só cresce e me sinto muito realizada por falar para tantas pessoas por meio do Shoptime.

O que te levou a escolher a psicologia como formação?

Quando chegou a minha época de escolher um curso para a faculdade, meus pais me perguntaram se eu queria ser atriz. Eles me incentivaram a correr atrás dos meus sonhos, mas também ter uma outra formação.

Como durante as preparações de espetáculos, eles usavam técnicas de psicodrama, para aprofundar as construções dos personagens, perguntei ao meu pai qual curso ensinava aquilo, e ele disse a Psicologia. Decidi fazer o curso e minha mãe adorou a ideia porque eu já ficava horas escutando minhas amigas ao telefone.

Você atuou em novelas como “Como Uma Onda” da Rede Globo. Pretende voltar para a dramaturgia um dia?

Eu vim para o Rio para conhecer esse lado de novelas. Participei de gravações, como figurante, e achava tudo lindo e apaixonante! Mas quando fiz meu teste para apresentadora do Shoptime e fui aprovada, descobri que amo ser apresentadora, ser eu mesma, contar minhas histórias, improvisar, criar coisas diferentes para cada produto que apresento.

Andréa Bueno comenta experiência no comando do “Conectados” 3
Foto: Saulo Soares

Como é a sua ligação com os esportes?

Sempre gostei, sempre fui muito ativa, a disciplina que eu mais gostava no colégio era Educação Física. Fui dessas crianças que tiveram a oportunidade de brincar na rua sem medo, andar de bicicleta, patins, perna de pau, jogar queimada, subir em arvores, pular corda. Meus pais também sempre incentivaram eu e meu irmão a fazermos atividades. Fiz ballet por 11 anos, joguei futebol, vôlei, basquete (mesmo com meu 1,62m), fiz ginástica olímpica… Na fase adulta, já fiz Muay Thai, crossfit, yoga, e hoje por conta da vida mais corrida, faço apenas musculação e nos fins de semana, gosto de pedalar ou andar de patins. Acho que todo mundo deveria fazer atividade física, até porque o nosso corpo é uma máquina e não foi feito para ficar parado.

Deixe uma mensagem.

Sonhe! Você pode chegar aonde você quiser, mas para isso é necessário esforço e muita força de vontade. Para que os nossos sonhos se tornem realidade, precisamos de incentivo, principalmente de nós mesmos.

Previous ArticleNext Article
Jornalista especialista em marketing digital e redes sociais. Curiosa, amante de músicas, filmes e seriados nas horas vagas. Ampla experiência no jornalismo esportivo (vôlei e tênis), com passagem de três anos no portal Break Point Brasil.Contato: karinacarneiro@outlook.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Neymar publica foto de tornozelo lesionado no instagram, Veja 0 64

neymar instagram tornozelo

O jogador Neymar teve uma grave lesão no amistoso desta quarta-feira, diante da seleção do Qatar, em Brasília. O Atleta acabou sofrendo uma grave lesão no tornozelo direito, ainda nos primeiros minutos da partida, realizada no estádio Mané Garrincha.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Em sua rede social Instagram, Neymar publicou na tarde de hoje (06) uma foto mostrando com detalhes seu tornozelo direito, que apresentou bastante inchado. Junto da foto, o jogador da seleção e do PSG também escreveu a mensagem: “Depois da tempestade, vem a calmaria…”

Neymar teve confirmada lesão de rompimento dos ligamentos do tornozelo, e está fora da disputa da Copa América, realizada no Brasil.

O jogador Neymar vem enfrentando grandes problemas nos últimos dias, depois que foi acusado de estupro por Najila Trindade, de agressão e estupro em Paris.

Confira todas as conversas de Neymar com a mulher que está lhe acusando de estupro

Jornal Nacional reproduz mensagens de Neymar no whatsapp em caso polêmico

Mahershala Ali poderá interpretar Albert Woodfox, na adaptação de “Solitária” sobre seus 43 anos preso 0 59

mahershala ali

A Fox Searchlight está fazendo um acordo para fazer uma adaptação de Solitary, um livro de memórias que Albert Woodfox escreveu sobre os 43 anos que passou em confinamento solitário na prisão de Angola em Louisiana. Mahershala Ali poderá interpretar Woodfox, além de ser produtor executivo do filme.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Leia também:

Mahershala Ali e a adaptação da obra literária “Solitary”

mahershala ali

Esse é o maior obra nos EUA que fala sobre um tipo de encarceramento que foi denunciado como desumano. Ele chegou a 23 horas em uma célula de 6 por 9 pés, com uma hora por dia em um “pátio de exercícios” de concreto cercado, mas sempre sozinho.

Ele desenhou a sentença após o assassinato de um agente penitenciário em 1972 que ele negou veementemente. O subtítulo do livro atesta a lombada da história: Ininterrupta por Quatro Décadas em Confinamento Solitário, Minha História de Transformação e Esperança.

Mahershala Ali está se tornando produtor executiv do filme, com a intenção de interpretar Woodfox, a quem ele conheceu em Nova Orleans recentemente depois de ler o livro. O filme será produzido por Jamie Patricof e Katie McNeill através de Hunting Lane. Carolyn Govers, da Anonymous Content, será produtora executiva da Ali. Patricof trabalhou com Ali no The Place Beyond The Pines. O livro foi publicado no início deste ano pela Grove Press.

O livro de Woodfox

O Woodfox foi lançado em 2016 e usou os US $ 90 mil que ele recebeu para reparar uma punição cruel e incomum do estado da Louisiana para comprar uma casa na Nona Ala de Nova Orleans, onde vive tranqüilamente hoje. Ele não faz questão de glamour nem nada do tipo: filho de uma mãe analfabeta e pai ausente, ele cresceu nas ruas de Nova Orleans como parte de uma gangue que se envolveu em roubar e outros crimes.

Ele atingiu uma encruzilhada aos 18 anos, apreendido depois de uma perseguição em alta velocidade no carro que pertencia ao irmão de sua namorada, mas na verdade foi roubado. Tendo recebido a proposta de um período de quatro anos em uma cadeia da cidade ou metade desse tempo em Angola, ele escolheu o último. Era uma das prisões mais duras do país, onde negros e brancos eram segregados, espancamentos e violência, e o estupro era generalizado.

Brevemente livre por um tempo, a Woodfox logo voltou atrás das grades. Mas sua vida mudou depois de ser pego depois de escapar e entrar em contato com as filosofias dos Panteras Negras antes de ele ser devolvido à prisão. Ele considerou isso um despertar e se tornou um ativista dentro da prisão, e o livro infere que ele era um alvo conveniente para identificar um assassinato.

Grande parte do relato em solitário é sobre seu parentesco com dois outros homens indevidamente acusados ​​com quem ele conseguiu se comunicar e organizar protestos e greves de fome e, eventualmente, reformas em Angola, apesar de suas dificuldades.

A escalação de Mahershala Ali

O potencial é para outro papel importante para Mahershala Ali, que, depois de seu trabalho indicado ao Emmy em House of Cards, ganhou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por Melhor Filme, Moonlight, e dois anos depois ganhou o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante em Melhor Filme. . Ele está na disputa Emmy por seu trabalho na série da HBO True Detective.

Fonte:Deadline.

Most Popular Topics

Editor Picks