Skip to content

Após polêmica e lesão, Neymar JR está fora da Copa América 2019

6 de junho de 2019

2019 não está sendo um ano fácil para Neymar JR, o atacante brasileiro a partir da última noite está fora da Copa América. O jogador foi cortado da Seleção Brasileira nesta madrugada após o jogo do Brasil contra o Catar, pois após um primeiro tempo conturbado, acabou rompendo o ligamento do tornozelo direito.

Neymar que jogou praticamente todo o primeiro tempo de uma vitória por 2×0 sobre o Catar, acabou deixando o estádio Mané Garrincha para um hospital de Brasília. A CBF informou que o jogador está fora da Copa América a partir das 2hs desta madrugada.

O jogador ainda recebeu a visita do Presidente da República, Jair Bolsonaro, que está desejando uma boa recuperação para o rapaz.

Tite terá até a noite do próximo dia 13 de junho, um dia antes da estreia da Seleção contra a Bolívia, para definir quem será seu substituto. Porém será necessário apresentar todos os exames do jogador para comprovar a lesão para a Conmebol (organizadora), onde só então terá a liberação para a nova convocação.

Neymar foi substituído por Everton, um dos principais cotados para ficar como titular no campeonato. Torcedores já manifestaram sua vontade sobre a nova convocação e no que depender deles, Vinicius JR vem aí.

Período difícil para Neymar JR

Esta lesão colocou um fim, ou pelo menos é o que espera o jogador e seus fãs, nos dias complicados que ele vem vivendo. Tudo começou com a agressão contra o torcedor após um desentendimento em Paris. Em seguida quando se apresentou na Seleção no último dia 25 de maio, recebeu a notícia de que não seria mais capitão da equipe.

No dia 28 ele tomou uma caneta de Weverton durante os treinos e sua reação decepcionou os fãs, onde acharam que ele foi bem desumilde. Poucos minutos depois ele deixou o treino com fortes dores no joelho.

E no último dia 01 de junho começou a série da acusação de estupro contra o jogador. Ele deve depor nesta sexta-feira (07/06), na Delegacia de Crimes Virtuais, no Rio de Janeiro.