Hacker de Moro deve pegar 70 anos de prisão 0 190

hacker walter delgatti neto

O hacker Walter Delgatti Neto, deverá ser punido pela Polícia Federal sobre os crimes de invasão de dispositivo de informática e interceptação de comunicação, sobre cada uma das contas do aplicativo Telegram que invadiu neste ano.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Sendo assim a prisão de um dos principais acusados por invadir os celulares de autoridades brasileiras como o ministro da Justiça, Sérgio Moro e procuradores, deverá ser de 70 anos ou mais. Mas esses anos são referentes apenas pelos crimes que foram confessados por Walter.

Ainda há muito o que descobrir

Porém a Polícia Federal deve fazer um enquadramento penal que aumente a pressão sobre o hacker, onde até o momento já confessou alguns de seus crimes e deu informações sobre quais foram os métodos usados, porém acredita-se que ele sabe ainda mais sobre a real situação.

A PF acredita que mais de mil telefones foram invadidos, um número muito mais elevado do que apenas os 14 citados durante seus depoimentos. Mas somente por este acesso indevido, o artigo 10 da Lei n° 9.296/96 prevê uma reclusão de dois a quatro anos.

Já as invasões de dispositivos de informática podem proporcionar até um ano de prisão. Mas houve o acesso de celulares de procuradores do Rio de Janeiro e também de envolvidos na Operação Greenfield de Brasília, o que poderia complicar ainda mais a situação do hacker.

Operação Spoofing

A Polícia Federal ainda suspeita que Delgatti cometeu uma série de outros crimes em ambiente virtual com ajuda de outros criminosos. Até o momento três outros suspeitos foram presos na Operação Spoofing. Isso faria com que o hacker estivesse sujeito a ser enquadrado em crime por organização criminosa, acrescentando mais 8 anos de prisão a sua sentença.

Porém esta última penalização pode acabar sendo descartada, já que o hacker assumiu toda a responsabilidade sobre as invasões, onde até mesmo os outros três presos negaram qualquer envolvimento sobre a invasão no Telegram de autoridades.

Mas este é apenas o início de uma grande operação.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uno desgovernado atropela cinco neste domingo em São Gonçalo 0 59

uno atropela 5 em sao goncalo rio de janeiro

Um grave acidente ocorreu na tarde deste domingo (01/12), onde ao menos cinco pessoas foram atropeladas e duas estão gravemente feridas.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O acidente ocorreu na Estada do Pacheco, na cidade de São Gonçalo, um dos municípios que faz parte da Região Metropolitana do Rio. Um carro invadiu uma calçada, onde estavam alguns moradores fazendo um churrasco na parte da tarde.

O automóvel que invadiu a calçada era um Fiat Uno azul, que só parou porque além de acertar as pessoas, também acabou acertando uma placa do município.

O motorista acabou perdendo o controle do automóvel, mas a Polícia Militar não informou se o motorista estava embriagado ou foi alguma falha no veículo.

Marisa agora irá vender celulares e serviços do Magazine Luiza.

Vítimas

Todas as vítimas do atropelamento foram encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pacheco, que fica quase de frente para o local onde aconteceu o acidente.

Um que acabou sofrendo um pouco mais com a pancada, teve que ser transferido para o Hospital estadual Alberto Torres, mas já foi liberado na noite deste domingo.

Moradores acabaram ficando no local auxiliando o trânsito para evitar mais acidentes e também prestando as informações sobre o caso aos policiais.

O motorista também foi encaminhado para esclarecer o caso.

Assaltante é esfaqueado por açougueiro em Curitiba 0 98

acougueiro esfaqueia bandido em curitiba

Um bandido tentou assaltar um casal dentro de um ônibus de Curitiba na noite desta sexta-feira (22/11), mas não contava que o homem era açougueiro, estava com sua ferramenta de trabalho e ainda reagiu ao assalto.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O caso ocorreu dentro de um ônibus que faz a linha da Vila Esperança, no bairro Bacacheri na capital paranaense.

Após ser esfaqueado pelo açougueiro, o bandido que já usa uma tornozeleira eletrônica e conta com passagem por roubo, caminhou fugindo do local, mas caiu a poucos metros com um grande sangramento em sua perna e rosto. Ele pediu ajuda e foi socorrido pela Polícia Militar do estado.

Ex diretor do Detran no Paraná é preso em operação da Gaeco.

A faca usada na defesa do casal contra o assalto, seria a que é usada em seu trabalho, pois estava retornando para a casa após um dia de trabalho.

Segundo informações o casal foi abordado pelo assaltante, juntamente com uma terceira pessoa dentro do ônibus. Ele deu voz de assalto e assim que o bandido também puxou uma faca para pedir os pertences do casal, o açougueiro puxou a sua e agiu antes.

Houve agressões entre os dois, onde todos acabaram sofrendo alguma lesão.

Versão do motorista

Como o caso ocorreu no fundo do ônibus, o motorista informou que a ação ocorreu muito rápido. Segundo ele, quando percebeu o assalto, o tumulto e gritos já havia começado. O cobrador pediu para parar e abrir a porta e foi quando o assaltante conseguiu iniciar a fuga, mas não foi muito longe.

Como a polícia foi acionada e o bandido estava a poucos metros do local, ele acabou sendo preso e levado à delegacia.

Não se sabe para qual hospital ele foi encaminhado antes de ser preso.

Most Popular Topics

Editor Picks