Skip to content

LULA tem fortuna “sequestrada” na Lava Jato por Luiz Antônio Bonat

27 de junho de 2019
juiz bonat determina sequestro de dinheiro de lula

Luiz Antônio Bonat, juiz da Operação Lava Jato, à frente do caso de Luiz Inácio Lula da Silva, determinou neste último dia 26/06 o “sequestro” e arresto da fortuna do ex-presidente. Em números estão retidos cerca de R$ 77,9 milhões de Lula.

A decisão foi realizada após o pedido do Ministério Público Federal (MPF), em relação à compra de um terreno onde seria construida a nova sede do Instituto Lula e também de um imóvel ao lado de seu apartamento em São Bernardo do Campo.

Inicialmente o sequestro dos bens de Lula haviam sido negados no último mês de agosto. Isso porque os bens do ex-presidente já estavam bloqueados por conta da ação relacionada ao triplex do Guarujá em São Paulo. Bonat explica que a multiplicidade dos bloqueios sobre o mesmo patrimônio, não produz efeito prático significativo, atrapalhando à liquidação e destinação dos ativos.

Segundo Bonat, o valor mínimo na reparação de danos sobre o triplex era de R$ 16 milhões. Porém neste ano o valor acabou sendo reduzido para R$ 2,4 milhões pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), em decorrência de um recurso apresentado pela defesa. Em relação a isso, parte dos bens que foram bloqueados poderiam ser liberados, mesmo antes da conclusão do caso, por isso Bonat optou rever a decisão e examinar os pedidos do Ministério Público.

Milhões

O bloqueio tem o objetivo de garantir a reparação mínima dos danos, que hoje estão calculados em R$ 75,4 milhões. Esse valor é correspondente à porcentagem de propina “supostamente” entregue pela Odebrecht, através da assinatura de contratos com a Petrobras.

O MPF ainda estima que há ainda uma pena de multa em R$ 13 milhões, em decorrência da imputação contra Lula e o seu elevado padrão econômico. Mas neste caso o juiz considera uma multa menor, algo em torno de R$ 3 milhões, um valor que ainda será revisado antes da publicação da sentença.

Juntamente com o valor da multa, o total chega em R$ 78,4 milhões. Sendo assim o valor “final” até o momento é de R$ 77,9 milhões, pois já foram descontados os R$ 504 mil referentes ao apartamento sequestrado de São Bernardo do Campo.