Supremo Tribunal Federal finalmente criminaliza a homofobia 0 156

Supremo Tribunal Federal finalmente criminaliza a homofobia 1

O Supremo Tribunal Federal decidiu na quinta-feira que a homofobia deveria ser criminalizada sob a legislação existente até que o Congresso crie uma lei específica para o assunto, analisando um assunto que atraiu a ira do presidente Jair Bolsonaro.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Leia também:

A votação para torna a homofobia um crime

Oito dos 11 juízes votaram para tratar a homofobia da mesma forma que o racismo sob a lei brasileira, tornando-se um ato criminoso.

“Orientação sexual e identidade de gênero são essenciais para os seres humanos, para a autodeterminação de decidir sua própria vida e buscar a felicidade”, disse o juiz Gilmar Mendes, segundo a conta do tribunal no Twitter.

Durante as deliberações do tribunal no mês passado, quando ficou claro que a maioria dos ministros iria decidir a criminalização da homofobia, Bolsonaro criticou duramente o tribunal. Ele acusou os juízes de legislar do banco e sugeriu que era hora de nomear um cristão evangélico para a Suprema Corte.

Evangélicos e outros brasileiros socialmente conservadores ajudaram Bolsonaro a vencer a eleição do ano passado, enquanto prometia derrubar anos de políticas sociais liberais, incluindo mais direitos para casais do mesmo sexo.

As declarações homofóbicas de Bolsonaro

Bolsonaro, um católico que foi batizado por um pastor evangélico em uma viagem a Israel há três anos, tinha uma história de fazer comentários públicos homofóbicos, racistas e sexistas antes de tomar posse em 1º de janeiro. Ele disse a um entrevistador que preferia ter um morto. filho do que um filho gay.

Previous ArticleNext Article
Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal TV É Brasil. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Uma verdadeira amante da cultura, arte e entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chen da Kpop EXO, engravida namorada e casamento acontece nos próximos dias 0 62

chen kpop exo gravidez casamento

O K-Pop é um fenômeno mundial e muitos brasileiros tem acompanhado os artistas das bandas Sul Coreanas, principalmente com relação as vidas pessoais. E entre eles está Chen, o integrante da boyband EXO, que anunciou nesta segunda-feira (13/01), que irá se casar com a sua noiva que acabou engravidando.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Kim Jongdae (Chen) divulgou uma mensagem nesta manhã onde se diz estar muito nervoso e ansioso com os próximos passos de sua vida. Ele contou aos fãs que tem uma namorada, que não é celebridade, onde pretende passar o resto da vida com ela, principalmente após ser surpreendido com a gravides da moça.

O artista está hoje com 27 anos e disse que está à espera de uma “Bênção”.

Luana Risério tem GPS implantado sob a pele a pedido de Scarpa.

Revelação

Chen não estava disposto a falar muito de sua vida pessoal, principalmente relacionado à gravidez, pois na Coreia do Sul estes assuntos costumam ser mais complexos, mas tomou coragem de falar ao mundo sobre a situação, logo após conversar com seus amigos e integrantes do grupo EXO.

Ele estava preocupado, mas seus amigos o aconselharam a revelar, para que ninguém seja pego de surpresa, inclusive a gravadora.

Casamento

O casamento deve acontecer nos próximos dias, em uma cerimônia simples e com a presença exclusiva de poucos amigos e familiares.

A SM Entertainment, responsável pela EXO, divulgou uma nota confirmando todo o caso e pediu que os fãs sejam compreensíveis neste momento, pois todos os detalhes do casamento e do relacionamento será mantido em sigilo.

Em sua nota a gravadora termina dizendo que Chen deve continuar seu trabalho normalmente na banda e com duas motivações a mais neste ano de 2020.

Conheça o teto máximo do seguro desemprego em 2020 0 67

teto seguro desemprego 2020

O teto do seguro-desemprego foi reajustado em 2020 com base no aumento do salário mínimo, onde o principal índice levado em consideração foi o de 4,48% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Sendo assim a partir desde dia 11 de janeiro, a parcela máxima do seguro foi alterada de R$ 1735,29 para R$ 1813,03.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O salário mínimo teve um aumento de R$ 998 para R$ 1039 (4,1%).

Fazendo o cálculo do seguro-desemprego 2020

O valor das parcelas precisa considerar a média dos últimos três meses de salário antes da demissão. O pagamento não pode ser inferior a um salário mínimo, mas em todos os casos não chega a dois mínimos.

Trabalhadores com salários que eram de até R$ 1.599,61, devem multiplicar a média destes três últimos salários, por 0,8.

Já trabalhadores que ganhavam entre R$ 1599,62 e R$ 2666,29, devem multiplicar o valor excedido por 0,5 e somar sempre R$ 1279,69 a esta conta. O valor de soma é sempre o mesmo, o que altera é o de multiplicação.

E trabalhadores que ganham acima de R$ 2.666,29 e queiram dar entrada no seguro-desemprego, desde que tenham direito, independente do salário o valor mensal durante o período determinado pelo governo será de R$ 1813,03.

Documentos necessários para pedir o seguro-desemprego

Para poder solicitar os valores do seguro é preciso comparecer a Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego ou em um Sistema Nacional de Emprego (Sine), portando a seguinte documentação:

  • Cartão do PIS/Pasep ou o Cartão do Cidadão;
  • Guias do Seguro Desemprego;
  • Termo de rescisão do contrato de trabalho;
  • Carteira de trabalho;
  • Um documento de identificação com foto;
  • Comprovante de residência e escolaridade;
  • Documento dos depósitos do FGTS, documento judicial, extrato comprobatório de depósitos ou relatório de fiscalização;
  • Três últimos contracheques do trabalhador.

Hoje o pagamento do seguro varia entre três e cinco parcelas.

Most Popular Topics

Editor Picks