Supremo Tribunal Federal finalmente criminaliza a homofobia 0 30

Supremo Tribunal Federal finalmente criminaliza a homofobia 1

O Supremo Tribunal Federal decidiu na quinta-feira que a homofobia deveria ser criminalizada sob a legislação existente até que o Congresso crie uma lei específica para o assunto, analisando um assunto que atraiu a ira do presidente Jair Bolsonaro.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Leia também:

A votação para torna a homofobia um crime

Oito dos 11 juízes votaram para tratar a homofobia da mesma forma que o racismo sob a lei brasileira, tornando-se um ato criminoso.

“Orientação sexual e identidade de gênero são essenciais para os seres humanos, para a autodeterminação de decidir sua própria vida e buscar a felicidade”, disse o juiz Gilmar Mendes, segundo a conta do tribunal no Twitter.

Durante as deliberações do tribunal no mês passado, quando ficou claro que a maioria dos ministros iria decidir a criminalização da homofobia, Bolsonaro criticou duramente o tribunal. Ele acusou os juízes de legislar do banco e sugeriu que era hora de nomear um cristão evangélico para a Suprema Corte.

Evangélicos e outros brasileiros socialmente conservadores ajudaram Bolsonaro a vencer a eleição do ano passado, enquanto prometia derrubar anos de políticas sociais liberais, incluindo mais direitos para casais do mesmo sexo.

As declarações homofóbicas de Bolsonaro

Bolsonaro, um católico que foi batizado por um pastor evangélico em uma viagem a Israel há três anos, tinha uma história de fazer comentários públicos homofóbicos, racistas e sexistas antes de tomar posse em 1º de janeiro. Ele disse a um entrevistador que preferia ter um morto. filho do que um filho gay.

Previous ArticleNext Article
Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal TV É Brasil. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Uma verdadeira amante da cultura, arte e entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Novo ministro do STF deve ser “Terrivelmente” evangélico 0 28

bolsonaro ministro stf evangelico

Bolsonaro vem “adoçando” a bancada evangélica na Câmara dos Deputados, com participações em diversos atos, inclusive cultos que acontecem antes dos debates, além é claro de promessas futuras sobre a sua indicação para o Supremo Tribunal Federal (STF), onde durante o seu mandato dois dos atuais ministros, Celso de Mello e Marco Aurélio de Mello, devem se aposentar.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Como mais um sinal de que estará do lado desta área na Câmara, Bolsonaro nesta semana disse que uma das vagas em aberto será destinada a um ministro “terrivelmente evangélico”. Ao mencionar isso, o presidente já iniciou uma corrida de especulações de quem poderá ser o responsável por ocupar a vaga, já que deverá além de ser evangélico, também possuir condições acadêmicas, pois é uma das marcas deste governo.

A primeira vaga aberta de ministro irá ocorrer no dia primeiro de novembro de 2020, quando Celso de Mello irá completar seus 75 anos de idade e deverá se aposentar conforme exige a lei. A outra vaga disponível só será aberta no mês de julho de 2021, quando Marco Aurélio de Mello deverá deixar o cargo também.

O anúncio do novo ministro “terrivelmente” evangélico foi feito nesta quarta-feira (10/07) na Frente Parlamentar Evangélica, após um culto que ocorreu na Câmara antes da retomada dos debates que resultaram em uma aprovação em primeiro turno da tão falada Reforma da Previdência.

Quem é o ministro queridinho?

Sem citar nomes, Bolsonaro deixou “em aberto” quem poderá ocupar essa vaga, com o perfil pré estabelecido. Como há duas vagas, provavelmente uma delas será destinada ao atual Ministro da Justiça, Sérgio Moro, como já foi citado por Bolsonaro em uma outra ocasião, mas a vaga evangélica ainda é uma incógnita.

Um dos “queridinhos” pelos evangélicos é o atual chefe da Advocacia-Geral da União (AGU), André Luiz Mendonça.

Discurso de Bolsonaro sobre o futuro ministro do STF

As falas de Bolsonaro na Câmara dos Deputados foram as seguintes:

“- Um deles será terrivelmente evangélico… – Quantos tentam nos deixar de lado dizendo que o Estado é laico? O Estado é laico, mas nós somos cristãos. Ou, para plagiar a nossa querida Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, nós somos terrivelmente evangélicos…”

Neymar “pisa na bola” com o PSG e clube se irrita com atitude 0 30

psg tira ou fica com neymar

Ao que parece o jogador Neymar JR está tentando “cansar” a relação com o PSG para que ele possa ser vendido de volta para o Barcelona. É nítido o descontentamento do atacante brasileiro com o Paris Saint-Germain e a última ocorrência que irritou bastante o clube foi o não comparecimento do jogador na reapresentação ao clube nesta segunda-feira, 08/07.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Todo o elenco se apresentou nesta segunda e Neymar não estava lá. Segundo o jogador o clube estava ciente de seus compromissos no Brasil e que o seu retorno estava programado para o próximo dia 15 de julho, porém o PSG informou que não sabia de nada e que a ausência será punida.

O clube francês publicou o seguinte comunicado e divulgou em suas redes sociais:

“…Nesta segunda-feira, 8 de julho, Neymar da Silva Santos Junior foi convocado para a retomada das atividades do grupo profissional do Paris Saint-Germain. O Paris Saint-Germain constatou que o jogador Neymar Jr não apareceu na hora e no local combinados, sem ter sido previamente autorizado pelo clube. Paris Saint-Germain condena esta situação e tomará as medidas apropriadas resultantes dela…”

Antes de se reapresentar na França, o brasileiro deve ir pessoalmente até a Espanha para tentar acelerar as negociações com o Barcelona.

O Diretor esportivo do Paris Saint-Germain se manifesta

Já na manhã deste dia 09 de julho, o diretor esportivo do PSG, Leonardo, deu uma entrevista ao jornal francês “Le Parisien”, onde teve que responder diversas perguntas sobre o caso Neymar. Segundo ele houve alguns “contatos superficiais” com o Barcelona, mas até o momento não houve nenhuma proposta concreta.

Mas Leonardo admitiu que as suas últimas atitudes e a posição de seu estafe (que é o próprio pai), está bem clara para o clube e para o mundo. Porém é preciso saber que Neymar ainda conta com três anos de contrato com o PSG e como ainda não foi revelada nenhuma proposta, não há o que se discutir sobre o caso.

Uma última pergunta sobre o caso durante a entrevista era sobre o PSG querer manter Neymar no clube. Segundo Leonardo, o clube quer investir e confiar em jogadores que desejam realmente ficar e construir algo grande, “nós do PSG não queremos jogadores que acreditam estar fazendo um favor para o clube”.

Most Popular Topics

Editor Picks