‘Showzinho’ da defesa. Mensagens ao procurador Carlos Fernando dos Santos Lima 0 88

mensagens intercept sergio moro

Na noite desta sexta-feira (14/06) o site Intercept mais uma vez divulgou mensagens que estão sendo atribuídas a diversos procuradores da Lava Jato como Carlos Fernando dos Santos Lima e também ao atual Ministro da Justiça, o juiz Sérgio Moro.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O site afirma que Moro atuava como um tipo de coordenador informal da acusação no processo do triplex em Guarujá, São Paulo, aplicando e sugerindo diversas estratégias aos procuradores, para que realizassem uma campanha “pública” contra Lula.

Segundo o Intercept, as mensagens foram trocadas a partir do dia 10 de maio de 2017, a partir do momento em que o condenado ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tinha prestado depoimento pela primeira vez no caso do triplex.

Lula na ocasião ainda fez um pronunciamento de 11 minutos em uma coletiva, onde atacou a Lava Jato, Moro e também o Jornal Nacional. Após este depoimento de Lula, Moro teria encaminhado algumas mensagens para o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, para colocar Lula em seu devido lugar.

Mensagens de Moro à Carlos Fernando

As mensagens enviada por Moro a Carlos Fernando dos Santos Lima, segundo o site Intercept, foram as seguintes:

  • Sérgio Moro: talvez vcs devessem amanhã editar uma nota esclarecendo as contradições do depoimento com o resto das provas ou com o depoimento anterior dele
  • Sérgio Moro: por que a defesa já fez o showzinho dela.
  • Carlos Fernando: podemos fazer. Vou conversar com o pessoal.

A partir destas mensagens, Carlos Fernando começa a enviar mensagens para um grupo de assessoria de imprensa responsável pelo Ministério Público. As supostas mensagens foram as seguintes:

  • Carlos Fernando: será que não da para arranjar uma entrevista com alguém da globo em recife amanha sobre a audiência de hoje.

Porém sem divulgar outras mensagens, o que pode ser considerado fora de contexto, segundo o site a assessoria não achou que a sugestão fosse boa para o momento. Então Carlos envia mensagens para o procurador Deltan Dallagnol que manda mensagens para outro grupo, desta vez com integrantes do Ministério Público. Segundo o site as supostas mensagens são as seguintes:

  • Deltan Dallagnol: então temos que avaliar os seguintes pontos: 1) trazer conforto para o juízo e assumir o protagonismo para deixá-lo mais protegido e tirar ele um pouco do foco; 2) contrabalancear o show da defesa.
  • Deltan Dallagnol: esses seriam porquês para avaliarmos, pq ng tem certeza.
  • Deltan Dallagnol: o “o quê” seria: apontar as contradições do depoimento.
  • Deltan Dallagnol: e o formato, concordo, teria que ser uma nota, para proteger e diminuir riscos. O jn vai explorar isso amanhã ainda. Se for para fazer, teríamos que trabalhar intensamente nisso durante o dia para soltar até lá por 16h

Após estas mensagens, Dallagnol também tenta convencer a assessoria de imprensa do Ministério Público, para produzir uma nota sobre o depoimento de Lula. Segundo o Intercept a mensagem é a seguinte:

  • Deltan Dallagnol: caros, mantenham avaliando a repercussão de hora em hora, sempre que possível, em especial verificando se está sendo positiva ou negativa e se a mídia está explorando as contradições e evasivas. As razões para eventual manifestação são: a) contrabalancear as manifestações da defesa. Vejo com normalidade fazer isso. Nos outros casos não houve isso. B) tirar um pouco o foco do juiz que foi capa das revistas de modo inadequado.

Ministro da Justiça

Neste sábado a assessoria de imprensa do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, lançou uma nota onde informou que não comentará as supostas mensagens de autoridades públicas, que foram colhidas por meio criminoso através de uma ação hacker. Isso porque elas foram tiradas de contexto, podem ter sido editadas e também adulteradas para favorecer certas partes. Nenhuma mensagem foi avaliada previamente e nenhuma autoridade pode certificar a sua integridade.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LULA tem fortuna “sequestrada” na Lava Jato por Luiz Antônio Bonat 0 80

juiz bonat determina sequestro de dinheiro de lula

Luiz Antônio Bonat, juiz da Operação Lava Jato, à frente do caso de Luiz Inácio Lula da Silva, determinou neste último dia 26/06 o “sequestro” e arresto da fortuna do ex-presidente. Em números estão retidos cerca de R$ 77,9 milhões de Lula.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A decisão foi realizada após o pedido do Ministério Público Federal (MPF), em relação à compra de um terreno onde seria construida a nova sede do Instituto Lula e também de um imóvel ao lado de seu apartamento em São Bernardo do Campo.

Inicialmente o sequestro dos bens de Lula haviam sido negados no último mês de agosto. Isso porque os bens do ex-presidente já estavam bloqueados por conta da ação relacionada ao triplex do Guarujá em São Paulo. Bonat explica que a multiplicidade dos bloqueios sobre o mesmo patrimônio, não produz efeito prático significativo, atrapalhando à liquidação e destinação dos ativos.

Segundo Bonat, o valor mínimo na reparação de danos sobre o triplex era de R$ 16 milhões. Porém neste ano o valor acabou sendo reduzido para R$ 2,4 milhões pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), em decorrência de um recurso apresentado pela defesa. Em relação a isso, parte dos bens que foram bloqueados poderiam ser liberados, mesmo antes da conclusão do caso, por isso Bonat optou rever a decisão e examinar os pedidos do Ministério Público.

Milhões

O bloqueio tem o objetivo de garantir a reparação mínima dos danos, que hoje estão calculados em R$ 75,4 milhões. Esse valor é correspondente à porcentagem de propina “supostamente” entregue pela Odebrecht, através da assinatura de contratos com a Petrobras.

O MPF ainda estima que há ainda uma pena de multa em R$ 13 milhões, em decorrência da imputação contra Lula e o seu elevado padrão econômico. Mas neste caso o juiz considera uma multa menor, algo em torno de R$ 3 milhões, um valor que ainda será revisado antes da publicação da sentença.

Juntamente com o valor da multa, o total chega em R$ 78,4 milhões. Sendo assim o valor “final” até o momento é de R$ 77,9 milhões, pois já foram descontados os R$ 504 mil referentes ao apartamento sequestrado de São Bernardo do Campo.

Inflação chega ao menor nível dos últimos 13 anos 0 74

menor inflacao dos ultimos 13 anos

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou nesta terça-feira (25/06) que a inflação no Brasil chegou ao seu menor nível dos últimos 13 anos neste mês de junho. A prévia da inflação oficial do país foi divulgada através do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), onde a queda foi de 0,35% de maio para 0,06% em junho.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Esta é a menor prévia da inflação do mês de junho desde 2006. Na ocasião a prévia havia ficado em -0,15%. Entre os principais responsáveis pela queda segundo o IBGE, estão os preços de combustíveis e alimentos, onde em comparação com maio, o grupo de Alimentação e Bebidas apresentou uma deflação de -0,64%. Os combustíveis que tiveram uma alta de 3,30% em maio, sofreram uma queda para 0,67% em junho.

Nesta pesquisa do IBGE foram avaliados 9 grupos de produtos e serviços, onde a alimentação e bebidas, apesar da queda em todos os outros, foi o único que sofreu uma deflação. As altas em destaque ficou para o grupo de Saúde e Cuidados Pessoais, com aumento de 0,58% neste mês de junho.

Dados dos grupos pesquisados pelo IBGE

  • Alimentação e bebidas: -0,64%
  • Habitação: 0,52%
  • Artigos de residência: 0,01%
  • Vestuário: 0,09%
  • Transportes: 0,25%
  • Saúde e cuidados pessoais: 0,58%
  • Despesas pessoais: 0,11%
  • Educação: 0,09%
  • Comunicação: 0,00%

Alimentos e bebidas na inflação

O IBGE informou que a safra agrícola deste mês fez que diversos itens da alimentação que são importantes na mesa do brasileiro, caísse a um patamar ótimo para o consumidor. O tomate sofreu uma queda de -13,43%, o feijão carioca -14,99%, o feijão mulatinho -11,48%, feijão preto -8,84%, a batata inglesa caiu -11,30% e grande parte das frutas sofreu uma queda de -5,25%.

A alimentação em restaurantes, algo que é feito por muitos brasileiros no dia a dia, também teve uma queda de -0,15%, uma desaceleração segundo o IPCA-15, de 0,48% em maio para 0,33% em junho.

Combustíveis e transportes

Já o grupo dos combustíveis e transportes que estava em 0,65% em maio, desacelerou em junho para 0,25%. Ele e a alimentação foram os principais responsáveis por desacelerar a inflação.

A gasolina subiu 0,10% em junho, um índice muito menor com relação aos 3,29% de alta em maio. O álcool (Etanol) chegou a cair -4,57% e junho, diante de uma alta de 4% em maio.

Most Popular Topics

Editor Picks