namorada de lula rosangela

Mesmo com salário de 20 mil, noiva de Lula larga tudo para se casar

A noiva de Luiz Inácio Lula da Silva está tão animada com sua soltura, que deve pedir demissão e abandonar seu salário de R$ 20 mil. Rosângela da Silva, 52 anos, conhecida como Janja, já assinou a adesão ao Programa de Demissão Voluntária na binacional de Itaipu.

Ela trabalhava no local a 15 anos e o anúncio de casamento fez com que ela combinasse a saída do trabalho já a partir do próximo dia 02 de janeiro. Mas até lá ela deve “folgar” pois conta com férias acumuladas e dias de bonificação.

As informações vieram de Patrícia Lunovich, hoje superintendente de Comunicação da Itaipu.

Aos 68 anos de idade, Vera Fischer exibe corpo de causar inveja.

Emprego indefinido

O anúncio de casamento foi importante na decisão, porém a situação do emprego de Janja não estava tão certo, pois assim que Bolsonaro assumiu o governo o escritório da Itaipu em Curitiba, acabou sendo fechado pelo general Joaquim Silva.

Os 120 funcionários do escritório em Curitiba devem ser transferidos para Foz do Iguaçu, em um processo que irá ocorrer até o próximo dia 31 de janeiro de 2020.

Janja não tinha informado a direção da empresa sobre a sua intenção ou não de realizar a transferência, isso porque ela aguardava se Lula seria ou não solto nos próximos dias.

Ela trabalhava como socióloga na área de responsabilidade social de Itaipu e nas horas vagas fazia ações de voluntariado. Seu ponto era controlado como para qualquer outro funcionário dentro da binacional.

Lula deixa a prisão

Logo após deixar a prisão da Polícia Federal em Curitiba, Rosângela da Silva, já esperava o petista, onde ele ao vê-la lhe deu um beijo e disse as seguintes palavras:

“Eu consegui a proeza de, preso, arrumar uma namorada e ainda ela aceitar casar comigo. É muita coragem dela”

Rosângela usava suas folgas e horários fora do serviço para visitar Lula na prisão. Quando não era dia de visita ela ia até o acampamento na frente da PF e conversava com os acampados em muitos momentos nestes 580 dias.

Ela é romântica, escrevia uma carta por dia para Lula, onde contava os principais relatos do que acontecia no acampamento e no mundo. Ainda tinha tempo de preparar a comida que era enviada à Lula dentro da cadeia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *