Fotos da destruição do incêndio no Hospital Badim, são reveladas 0 114

Fotos da destruição do incêndio no Hospital Badim, são reveladas 1

Neste sábado (14/09) foi revelado pela TV Globo as fotos da destruição que o incêndio provocou no Hospital Badim, no Rio de Janeiro.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Estas são as primeiras fotos divulgadas sobre o incidente que ocorreu na última quinta-feira (11/09), onde onze pacientes idosos acabaram morrendo em decorrência do mesmo. O hospital ficava localizado no bairro Maracanã, na Zona Norte do Rio.

Nas imagens é possível observar leitos destruídos, muita sujeira, equipamentos quebrados e um clima muito triste.

Pele humana será fabricada em novo laboratório nacional.

Fotos do Hospital Badim

Confira as fotos que foram divulgadas pela Globo:

Fotos da destruição do incêndio no Hospital Badim, são reveladas 2 Fotos da destruição do incêndio no Hospital Badim, são reveladas 3 Fotos da destruição do incêndio no Hospital Badim, são reveladas 4 Fotos da destruição do incêndio no Hospital Badim, são reveladas 5 Fotos da destruição do incêndio no Hospital Badim, são reveladas 6 Fotos da destruição do incêndio no Hospital Badim, são reveladas 7

Salas destruídas

Algumas salas foram completamente destruídas com o incêndio, mas uma onde ficava o tomógrafo acabou só restando as estruturas de ferro dos aparelhos existentes por ali.

No corredor que leva até o CTI, localizado no terceiro andar, está repleto de marcas de calçados aplicados sobre a fuligem que restou. neste mesmo setor só é possível reconhecer uma saboneteira, o resto só é ferro retorcido e camas completamente destruídas.

Em uma das fotos da enfermaria é possível observar leitos totalmente bagunçados, em meio a ruínas, onde em um primeiro momento é possível sentir o desespero daqueles que deixaram o ambiente às pressas. Todos que podiam saíram correndo e empurrando tudo o que havia pela frente.

Nos ambulatórios há muita sujeira e diversos medicamentos caídos e quebrados no chão. Há ambientes onde o caos está um pouco menor, mas é nítido as consequências do desastre no Hospital Badim.

Causas do incêndio

Em um primeiro momento acreditava-se de que fosse um incêndio criminoso. Porém neste sábado foi informado pelo delegado Roberto Ramos, da 18ª DP da Praça da Bandeira, que o incêndio foi em decorrência de um curto circuito no gerador de energia do hospital.

Foi informado que toda a perícia que deveria ser feita no local já acabou. Agora resta que os peritos analisem uma peça do gerador, que irá definir se realmente foi ou não o gerador o responsável.

O caso só será confirmado após técnicos da empresa que realiza a manutenção dos equipamentos, utilizarem ferramentas próprias para retirar essa peça que precisa ser avaliada para a conclusão do laudo técnico.

É provável que esta informação seja confirmada ainda nesta segunda-feira (16/09).

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Remuneração do UBER, 99, Cabify e outros deve ser de 10% segundo projeto de Lei 0 109

regulamentacao taxa de cobranca motoristas aplicativos

Neste dia 02 de outubro será votado na Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados, uma Lei Federal que poderá alterar a remuneração obrigatórias de motoristas de aplicativos como o Uber, 99, Cabify e outros.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O Projeto de Lei deve limitar a 10% as comissões recebidas pelas EMPRESAS de aplicativos de transportes, sobre cada uma das corridas realizadas.

O autor da proposta é o deputado federal, Igor Timo do Podemos. Ela foi apresentada na Câmara no último dia 05 de fevereiro de 2019.

Carla Vilhena reclama na internet sobre o aplicativo Uber.

Remuneração dos motoristas

O deputado fez um levantamento para descobrir a real rentabilidade dos motoristas de aplicativos, que de modo geral contam com uma taxa de serviço pelo uso dos APP em 20%. Mas esta é a menor taxa praticada no mercado.

Além da taxa, o levantamento também levou em consideração todos os custos da prestação do serviço, onde foram inclusos o combustível, multas, seguro, taxas e eventuais gastos com manutenção.

No fim deste levantamento, um salário médio de um motorista de aplicativo é de R$ 960 (já com os descontos), algo abaixo do que um motorista CLT de empresas recebe. Hoje o piso médio para quem dirige para empresas é de R$ 1250.

O deputado disse que essa conta não fecha e que o trabalho é quase “análogo a escravidão”, pois a constituição federal não permite uma remuneração para tempo integral que seja menor do que um salário mínimo, hoje em R$ 998.

Regulamentação dos aplicativos

Cada município conta com sua regulamentação própria e alguns conseguiram definir um teto máximo de lucro para os aplicativos. A proposta é justamente criar um teto federal de no máximo 10%, onde todos os municípios poderão se ajustar ao regulamento.

Mas antes de discutir a votação do projeto, a Câmara se reuniu em uma audiência pública no dia 25 de setembro, com um representante do Uber e a representante da Cade. O Uber disse que a variação da taxa de serviço das empresas é o fator que estimula a concorrência entre os aplicativos.

Já a representante do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Patricia Sakowski, disse que este projeto pode aumentar o preço das corridas, diminuir o interesse de trabalho pelos motoristas e reduzir os investimentos na área. Ela também disse que a taxação pode desestimular a entrada de novos concorrentes no mercado de “corridas”.

Próximas etapas

Após ser discutida na Comissão de Viação, o projeto irá para a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços, e por fim a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Bancos terão 30 dias para encerrar contas de clientes insatisfeitos 0 65

encerramentos de contas bancarias 30 dias

Uma ótima notícia para quem sempre teve dificuldades na hora de encerrar uma conta. O Conselho Monetário Nacional (CMN), logo após uma reunião nesta quinta-feira (26/09), determinou que o prazo máximo para o encerramento de uma conta bancária deve ser de 30 dias.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Todos os bancos no Brasil deverão atender o pedido de clientes que queiram encerramento da conta neste prazo, sob pena de multa no descumprimento da lei. Porém é preciso que o cliente esteja com todas suas obrigações em dia.

Mudança na lei

Essa mudança passa a valer a partir do próximo dia primeiro de janeiro de 2020. Hoje os 30 dias já estão estabelecidos, mas eles funcionam apenas como uma autorregulamentação no setor bancário, sem a força de “obrigação”.

Principais pontos da nova Lei de Liberdade Econômica.

Reclamações

Este prazo está sendo determinado pelo CMN, pois muitos clientes não conseguem encerrar suas contas em suas próprias agências, ficando muita das vezes “refém” dos bancos, havendo a necessidade do pagamento mensal da tarifa por pacote.

Neste segundo trimestre de 2019 o Banco Central teve mais de mil reclamações de clientes, com base em irregularidades no processo de encerramento de contas, mesmo com toda a situação regular. Mas essas reclamações divulgadas pelo BC não especificam quais foram as situações.

Entre os bancos com maior número de reclamações neste segundo trimestre estavam o Bradesco com 327 queixas, a Caixa Econômica Federal com 155 e o Itaú com 124 reclamações.

Encerramento de contas

Uma alternativa para encerrar a conta no mesmo dia ou em um prazo menor do que uma semana, era ir até outra agência e solicitar o cancelamento por ela, estando portando toda a documentação necessária.

Mas desde 2016 há uma regulamentação que permite que pessoas físicas possam abrir e fechar contas através da internet sem a necessidade de ir até uma agência bancária. Mas não são todos os bancos que oferecem essa possibilidade, pois é preciso que seja possível avaliar a identidade dos clientes.

Apesar de ser algo que pode ser resolvido em minutos, a obrigação de encerramento em 30 dias já é uma esperança a mais para quem está com dificuldades na hora de encerrar uma conta.

Most Popular Topics

Editor Picks