Novo ministro do STF deve ser “Terrivelmente” evangélico 0 177

bolsonaro ministro stf evangelico

Bolsonaro vem “adoçando” a bancada evangélica na Câmara dos Deputados, com participações em diversos atos, inclusive cultos que acontecem antes dos debates, além é claro de promessas futuras sobre a sua indicação para o Supremo Tribunal Federal (STF), onde durante o seu mandato dois dos atuais ministros, Celso de Mello e Marco Aurélio de Mello, devem se aposentar.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Como mais um sinal de que estará do lado desta área na Câmara, Bolsonaro nesta semana disse que uma das vagas em aberto será destinada a um ministro “terrivelmente evangélico”. Ao mencionar isso, o presidente já iniciou uma corrida de especulações de quem poderá ser o responsável por ocupar a vaga, já que deverá além de ser evangélico, também possuir condições acadêmicas, pois é uma das marcas deste governo.

A primeira vaga aberta de ministro irá ocorrer no dia primeiro de novembro de 2020, quando Celso de Mello irá completar seus 75 anos de idade e deverá se aposentar conforme exige a lei. A outra vaga disponível só será aberta no mês de julho de 2021, quando Marco Aurélio de Mello deverá deixar o cargo também.

O anúncio do novo ministro “terrivelmente” evangélico foi feito nesta quarta-feira (10/07) na Frente Parlamentar Evangélica, após um culto que ocorreu na Câmara antes da retomada dos debates que resultaram em uma aprovação em primeiro turno da tão falada Reforma da Previdência.

Quem é o ministro queridinho?

Sem citar nomes, Bolsonaro deixou “em aberto” quem poderá ocupar essa vaga, com o perfil pré estabelecido. Como há duas vagas, provavelmente uma delas será destinada ao atual Ministro da Justiça, Sérgio Moro, como já foi citado por Bolsonaro em uma outra ocasião, mas a vaga evangélica ainda é uma incógnita.

Um dos “queridinhos” pelos evangélicos é o atual chefe da Advocacia-Geral da União (AGU), André Luiz Mendonça.

Discurso de Bolsonaro sobre o futuro ministro do STF

As falas de Bolsonaro na Câmara dos Deputados foram as seguintes:

“- Um deles será terrivelmente evangélico… – Quantos tentam nos deixar de lado dizendo que o Estado é laico? O Estado é laico, mas nós somos cristãos. Ou, para plagiar a nossa querida Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, nós somos terrivelmente evangélicos…”

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Remuneração do UBER, 99, Cabify e outros deve ser de 10% segundo projeto de Lei 0 134

regulamentacao taxa de cobranca motoristas aplicativos

Neste dia 02 de outubro será votado na Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados, uma Lei Federal que poderá alterar a remuneração obrigatórias de motoristas de aplicativos como o Uber, 99, Cabify e outros.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O Projeto de Lei deve limitar a 10% as comissões recebidas pelas EMPRESAS de aplicativos de transportes, sobre cada uma das corridas realizadas.

O autor da proposta é o deputado federal, Igor Timo do Podemos. Ela foi apresentada na Câmara no último dia 05 de fevereiro de 2019.

Carla Vilhena reclama na internet sobre o aplicativo Uber.

Remuneração dos motoristas

O deputado fez um levantamento para descobrir a real rentabilidade dos motoristas de aplicativos, que de modo geral contam com uma taxa de serviço pelo uso dos APP em 20%. Mas esta é a menor taxa praticada no mercado.

Além da taxa, o levantamento também levou em consideração todos os custos da prestação do serviço, onde foram inclusos o combustível, multas, seguro, taxas e eventuais gastos com manutenção.

No fim deste levantamento, um salário médio de um motorista de aplicativo é de R$ 960 (já com os descontos), algo abaixo do que um motorista CLT de empresas recebe. Hoje o piso médio para quem dirige para empresas é de R$ 1250.

O deputado disse que essa conta não fecha e que o trabalho é quase “análogo a escravidão”, pois a constituição federal não permite uma remuneração para tempo integral que seja menor do que um salário mínimo, hoje em R$ 998.

Regulamentação dos aplicativos

Cada município conta com sua regulamentação própria e alguns conseguiram definir um teto máximo de lucro para os aplicativos. A proposta é justamente criar um teto federal de no máximo 10%, onde todos os municípios poderão se ajustar ao regulamento.

Mas antes de discutir a votação do projeto, a Câmara se reuniu em uma audiência pública no dia 25 de setembro, com um representante do Uber e a representante da Cade. O Uber disse que a variação da taxa de serviço das empresas é o fator que estimula a concorrência entre os aplicativos.

Já a representante do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Patricia Sakowski, disse que este projeto pode aumentar o preço das corridas, diminuir o interesse de trabalho pelos motoristas e reduzir os investimentos na área. Ela também disse que a taxação pode desestimular a entrada de novos concorrentes no mercado de “corridas”.

Próximas etapas

Após ser discutida na Comissão de Viação, o projeto irá para a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços, e por fim a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Bolsonaro discursa na abertura da ONU em Nova Iorque 0 103

bolsonaro discurso na onu

Na manhã desta segunda-feira (23/09), Jair Bolsonaro embarcou rumo a Nova Iorque nos Estados Unidos, onde deve participar da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). O presidente saiu do Palácio da Alvorada por volta das 6h30, onde seguiu até a Base Aérea de Brasília

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O Brasil é o responsável por realizar o discurso inicial na ONU desde 1949. Para este primeiro discurso do presidente eleito, Bolsonaro mencionou que irá defender a soberania nacional no quesito Amazônia. Isso porque ele acredita que será indagado por outros chefes de Estado, sobre o plano ambiental do Brasil diante das últimas situações.

Bolsonaro disse que já está com um discurso pronto sobre a resposta e que não pretende “acusar” nenhum outro presidente, mesmo discordando de pontos como os de Macron.

Impostos sobre videogames é reduzido no Governo Bolsonaro.

Brasil e o meio ambiente

Hoje há uma crise diplomática e ambiental com outros líderes de Estado, após as declarações polêmicas do presidente Bolsonaro, com relação ao aumento de queimadas e desmatamentos na Amazônia nos últimos dias.

Entre os criticados estão a Alemanha, Noruega e também o presidente francês, Emmanuel Macron, que na ocasião queria discutir internacionalmente quais seriam os próximos passos em relação a floresta amazônica, presente em boa parte no território brasileiro.

Agenda de Bolsonaro em Nova Iorque

O presidente embarcou na manhã desta segunda-feira e deve retornar ao Brasil na próxima quarta-feira (25/09). A permanência nos Estados Unidos é exclusiva para resolver assuntos da ONU.

A princípio estava marcado uma reunião em Dallas no Texas, com empresários da tecnologia, porém a mesma foi desmarcada.

A comitiva até os EUA contará com a presença da primeira-dama Michelle Bolsonaro, os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), o médico Ricardo Camarinha e o filho e deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Ao deixar o Brasil, Bolsonaro fez novamente a transmissão de cargo para Hamilton Mourão, na manhã desta segunda, onde ele irá assumir novamente o exercício da Presidência da República.

Most Popular Topics

Editor Picks