Mega Operação da Polícia Civil do DF prende funcionários do Banco do Brasil 0 297

Mega Operação da Polícia Civil do DF prende funcionários do Banco do Brasil 2

Na manhã desta quinta-feira, dia 09 de maio de 2019, a Polícia Civil do Distrito Federal iniciou uma Mega Operação no próprio Distrito Federal e em outros oito estados, cujo o objetivo principal é prender os principais suspeitos de um esquema no Banco do Brasil que desviou cerca de R$ 30 milhões da instituição.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Até agora o que se sabe é que o desvio foi feito entre os anos de 2017 e 2018. A Polícia Civil deverá cumprir 17 mandados de prisão temporária e outros 28 mandados de busca e apreensão nos estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Pernambuco, Goiás e na capital do país, o Distrito Federal.

Os alvos são onze empresas terceirizadas que possuem contratos com o Banco do Brasil, cujo objetivo era a cobrança de dívidas dos clientes. Além disso outros dois ex funcionários do BB serão presos de forma preventiva.

Como era aplicado o golpe do Banco do Brasil?

A polícia informou que quando o cliente do BB chegava a quitar uma dívida após o contato com uma das empresas suspeitas, o banco de forma automática pagava uma comissão para tal. Porém em o esquema estava onde de forma intencional o sistema apresentava alguma inconsistência, sendo necessário o pagamento manual por um servidor.

Assim o Banco do Brasil pagava um valor acima do correto para a empresa terceirizada e então era “reembolsada” com uma propina que funcionava como uma bonificação. Os policiais através de um mapeamento nas contas dos suspeitos identificaram pagamentos de R$ 4 milhões através de créditos em dois anos.

No último mês de janeiro este suspeito foi demitido pelo banco. No mesmo período foi identificado outro ex-funcionário que havia recebido R$ 900 mil na conta.

Operação Crédito Viciado

Esta operação está envolvendo 140 agentes, através da Coordenação de Combate ao Crime Organizado (CECOR).

A denúncia foi feita pelo próprio Banco do Brasil, logo após identificar o rombo em uma de suas auditorias. Após a Justiça ter sido acionada, foram bloqueados 16 milhões de reais das contas dos suspeitos.

Todos os envolvidos devem responder pelos crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa e peculato.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Não Me Perturbe entra no ar e permite bloqueio de telemarketing 0 126

lista nao me perturbe governo federal

A partir desta terça-feira (16/07), todo o consumidor brasileiro que não desejar mais receber ligações de telemarketing de empresas de telecomunicação, poderão realizar um cadastro na lista “Não Perturbe” através de um site que reúne as principais empresas de telefonia, internet e TV a cabo do país.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A determinação da criação deste site partiu da própria Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), após muitas denúncias e reclamações dos clientes, em decorrência do incômodo praticado por tais empresas. O site Não Me Perturbe, já está no ar desde a primeira hora da madrugada desta terça-feira.

Porém este não será o fim dos incômodos, pois a lista é válida para clientes das empresas Algar, Claro/Net, Nextel, Oi, Sercomtel, Sky, Tim e Vivo. Outras ainda não contam com leis específicas ou canais onde é possível solicitar para não receber mais chamadas.

Bloqueio das ligações

A partir do momento em que um cliente faz o seu cadastro no site www.naomeperturbe.com.br, as prestadoras devem bloquear as ligações em até 30 dias. Caso haja um descumprimento da lei, haverá uma advertência ou a aplicação de multas que chegam em até 50 milhões de reais.

O pedido de bloqueio de ligações da Algar, Claro/Net, Nextel, Oi, Sercomtel, Sky, Tim e Vivo, devem ser feitos através do site:

  • www.naomeperturbe.com.br
  • Após acessar o site clique em “cadastro” e crie o seu login utilizando um email válido e uma senha de acesso;
  • Depois insira o seu CPF;
  • Por fim, cadastre o seu número de telefone que não deseja mais receber ligações, podendo ser um número fixo ou móvel. Os clientes podem cadastrar mais de um número através do painel;

Então por fim selecione quais das empresas de telecomunicação deseja bloquear o seu número para ligações e pronto.

Se após 30 dias você ainda continuar recebendo ligações, é possível fazer denúncias para a Anatel.

Não perturbe

Esta criação da lista “Não Perturbe” foi um estudo feito pela Anatel, havendo a necessidade de parar as ligações exageradas pelas empresas à consumidores que já possuem serviços ou que não estejam interessados em adquirir produtos. A lista será nacional e todos deverão basear seus contatos através dela.

A Anatel realizou um estudo de mercado, onde ao menos um terço de todas as ligações indesejadas no país, contam com a finalidade de vender serviços de telecomunicações.

Mãe quase vende a filha por R$ 2 mil em Santos. Câmera flagra momento. 0 123

mae tenta vender filha em santos

Algo impressionante aconteceu no litoral paulista neste final de semana. Câmeras de monitoramento do Hospital e Maternidade Silvério Fontes, na cidade de Santos, flagraram o exato momento em que uma mulher de 40 anos tentou vender a filha para uma desconhecida.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O caso ocorreu na madrugada deste sábado, quando uma mulher deu entrada na maternidade que fica localizada no bairro Castelo, estando em trabalho de parto e com uma outra mulher que relatava ser a sua irmã. Depois da internação, os funcionários acabaram descobrindo que a grávida havia fornecido um nome falso e que o motivo seria a negociação da criança.

Os valores dessa negociação seriam de R$ 2000.

Imagens da câmera de segurança

As imagens da câmera de monitoramento onde aparece a mulher que seria a suposta compradora da criança, foi divulgada na manhã deste domingo através da prefeitura da cidade. Nela aparece a gestante sendo deslocada em uma maca para o interior da maternidade. Em todo o momento ela da sinais de grande desespero por conta das dores.

Nesta mesma imagem aparece a suposta “irmã” da gestante, que na verdade seria a compradora da criança. Ela está com uma camiseta branca e com uma bolsa de cor roxa. Ela só sai do local após receber a orientação de um dos enfermeiros para esperar pelo lado de fora do setor de emergência. Porém ao sair do local ela acabou fugindo.

A criança que é prematura e a mãe estão ainda internadas no local.

O caso é bem delicado segundo Fábio Ferraz, que é o secretário de Saúde de Santos, isso porque a mãe é usuária de drogas e também é portadora de sífilis. As condições foram identificadas por um profissional da área de psiquiatria.

A venda da criança por R$ 2 mil foi confessada após ela ficar nervosa por ficar longe do recém nascido, quando passou a falar a verdade sobre a situação, inclusive admitindo que deu entrada com um nome falso na maternidade.

Fábio Ferraz se diz abismado com a situação, pois na região é um caso inédito. A menina segue internada na UTI Neonatal, pois nasceu prematura.

Most Popular Topics

Editor Picks