PF prende hackers que cobravam por aprovação na OAB 0 135

hackers presos concurso oab

Um caso está chamando a atenção das principais autoridades do Brasil na manhã desta terça-feira (04/06). A Polícia Federal (PF) do estado de São Paulo, deu início a Operação Singular, que visa combater diversos crimes cibernéticos, onde o que mais está chamando a atenção é a cobrança pela aprovação na primeira fase da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Outros crimes que também estão presentes nesta operação são os de fraude bancária eletrônica, que visa o roubo de dados do cartão de crédito de diversas vitimas, onde posteriormente são vendidos na camada obscura da internet conhecida como Deep Web.

A Polícia Federal na manhã desta terça cumpriu cinco mandados de busca e apreensão e outros cinco mandados de prisão preventiva. As regiões que receberam a visita dos policiais foram cidades de São Paulo, Rio Grande do Sul e também no Ceará.

Segundo informações um dos investigados está sendo considerado foragido.

Investigações

Todas as investigações vem sendo feita através da Deep Web, esta camada que está oculta ao público em geral e que não pode ser acessada de forma convencional. Nela foram identificados 7 líderes de uma organização criminosa que age em todo o Brasil.

Aprovação na OAB

Uma das vertentes dos crimes virtuais que mais chamou a atenção foi com relação a aprovação de candidatos na primeira fase da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Uma quadrilha de hackers invadiu todo o sistema de tecnologia de uma das empresas responsáveis pela organização dos concursos.

Então através do pagamento em criptomoedas, os hackers garantiam a aprovação dos candidatos para à segunda fase do exame.

Não se sabe ao certo quantos foram aprovados desta maneira ilegal, mas as investigações seguem e provavelmente os policiais devem chegar a outra ponta das negociações em breve.

Os suspeitos detidos devem permanecer presos até segunda ordem, para que possam prestar esclarecimento sobre os casos.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paulo Guedes tem seu smartphone hackeado 0 90

smartphone paulo guedes hackeado

Os hackers estão a solta pelo Governo Federal, onde desta vez a vítima foi o Ministro da Economia, Paulo Guedes, que teve o seu celular hackeado e a informação foi confirmada pela assessoria do ministro. Segundo ele todas as medidas cabíveis sobre o caso deverão ser tomadas nesta terça-feira (23/07).

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Na noite desta segunda-feira (22/07), por volta das 22h30, o smartphone de Paulo Guedes entrou no aplicativo de mensagens Telegram, ficando online para os outros usuários. Logo em seguida a informação de que o celular do ministro havia sido clonado.

A assessoria de imprensa pede que todas as mensagens que forem originárias do celular de Guedes sejam desconsideradas em decorrência deste fato.

Hackers no governo

Este é o segundo caso de invasão e clonagem de celular em menos de dois dias. No último domingo (21/07) a congressista Joice Hasselmann (PSL-SP) que é a líder do governo na câmara, também disse que o seu aparelho foi hackeado.

Ela publicou um vídeo através das redes sociais, mostrando ligações que recebeu dela mesma no aplicativo Telegram e disse que todas as medidas legais já estão sendo tomadas, terminando dizendo que os bandidos que estão praticando tais atos contra os aparelhos devem ser procurados e presos.

“… Assim como aconteceu com o celular do nosso ministro Sergio Moro, o meu telefone foi clonado, foi invadido, e há bandidos, farsantes encaminhando mensagens em meu nome, através do Telegram …”

A desconfiança de que seu aparelho havia sido clonado ocorreu quando na madrugada teve uma ligação do jornalista Lauro Jardim, algo incomum no dia a dia.

No último mês de junho o ministro da Justiça, Sérgio Moro, também teve o seu celular clonado, onde acabou recebendo uma ligação feita através de seu próprio número.

Telegram fragilizado

O mensageiro Telegram vem apresentando um nível de proteção baixíssimo, onde até mesmo contas antigas sem qualquer movimentação estão sendo alvo dos hackers. Esta foi uma brecha que eles encontraram para ter acesso aos celulares de pessoas ligadas ao governo.

O caso de Paulo Guedes e outros parlamentares está sendo investigado pela Polícia Federal e agências de inteligência do governo.

Site Não Me Perturbe entra no ar e permite bloqueio de telemarketing 0 126

lista nao me perturbe governo federal

A partir desta terça-feira (16/07), todo o consumidor brasileiro que não desejar mais receber ligações de telemarketing de empresas de telecomunicação, poderão realizar um cadastro na lista “Não Perturbe” através de um site que reúne as principais empresas de telefonia, internet e TV a cabo do país.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A determinação da criação deste site partiu da própria Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), após muitas denúncias e reclamações dos clientes, em decorrência do incômodo praticado por tais empresas. O site Não Me Perturbe, já está no ar desde a primeira hora da madrugada desta terça-feira.

Porém este não será o fim dos incômodos, pois a lista é válida para clientes das empresas Algar, Claro/Net, Nextel, Oi, Sercomtel, Sky, Tim e Vivo. Outras ainda não contam com leis específicas ou canais onde é possível solicitar para não receber mais chamadas.

Bloqueio das ligações

A partir do momento em que um cliente faz o seu cadastro no site www.naomeperturbe.com.br, as prestadoras devem bloquear as ligações em até 30 dias. Caso haja um descumprimento da lei, haverá uma advertência ou a aplicação de multas que chegam em até 50 milhões de reais.

O pedido de bloqueio de ligações da Algar, Claro/Net, Nextel, Oi, Sercomtel, Sky, Tim e Vivo, devem ser feitos através do site:

  • www.naomeperturbe.com.br
  • Após acessar o site clique em “cadastro” e crie o seu login utilizando um email válido e uma senha de acesso;
  • Depois insira o seu CPF;
  • Por fim, cadastre o seu número de telefone que não deseja mais receber ligações, podendo ser um número fixo ou móvel. Os clientes podem cadastrar mais de um número através do painel;

Então por fim selecione quais das empresas de telecomunicação deseja bloquear o seu número para ligações e pronto.

Se após 30 dias você ainda continuar recebendo ligações, é possível fazer denúncias para a Anatel.

Não perturbe

Esta criação da lista “Não Perturbe” foi um estudo feito pela Anatel, havendo a necessidade de parar as ligações exageradas pelas empresas à consumidores que já possuem serviços ou que não estejam interessados em adquirir produtos. A lista será nacional e todos deverão basear seus contatos através dela.

A Anatel realizou um estudo de mercado, onde ao menos um terço de todas as ligações indesejadas no país, contam com a finalidade de vender serviços de telecomunicações.

Most Popular Topics

Editor Picks