Senado dos EUA rejeita proposta que proibia casamento gay 0 218

senado reprova casamento gay

O Senado dos Estados Unidos rejeitou, nesta quarta-feira, dia 14, a emenda que pretendia proibir a realização de casamentos homossexuais no país. A medida era defendida pelo Partido Republicano do presidente George W. Bush conseguiu 50 votos contra 48, contudo, necessitava de, no mínimo, 60 votos no Senado do total de 100 possíveis.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Caso os votos necessários fossem conseguidos, a emenda iria para uma votação formal onde precisaria de 67 votos favoráveis para ser aprovada.

Os democratas acusaram os republicamos de terem apresentado a medida visando mobilizar a ala conservadora em busca de votos para as eleições presidenciais. Antes mesmo da proposta ser rejeitada, os republicamos já afirmavam que continuariam lutando pela sua aprovação no próximo ano.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Boeing 787 Dreamliner será leiloado para conter a imigração no México 0 54

venda boeing mexicano imigracao

Andrés Manuel López Obrador, atual presidente do México, em um comunicado a imprensa neste último dia 12/06, anunciou que o Boeing 787 Deamliner e outros aviões da frota do governo estarão sendo leiloados nos próximos dias, com a finalidade de angariar fundos para cumprir com o acordo fechado na última semana com os Estados Unidos, sobre o controle de imigração.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O acordo entre o México e os Estados Unidos para intensificar a patrulha na fronteira, aconteceu nesta última sexta-feira (07/06), evitando que Donald Trump elevasse em 5% as tarifas de importação de bens mexicanos. Sob ameaças para conter a imigração vinda da América Central, o México teve que começar a “se mexer” para ao menos demonstrar boa vontade neste assunto de contenção.

Em troca do fim do aumento da taxa de importação, o México se comprometeu a endurecer seus controles imigratórios, incluindo uma mobilização da força de segurança da Guarda Nacional, em uma de suas fronteiras mais ao sul, nos limites com a Guatemala.

Os aviões do governo mexicano

Manuel López disse que o plano sobre imigração será pago com a venda do luxuoso avião presidencial, não comprometendo em nada o orçamento do país e ainda evitando a taxação que geraria bilhões em prejuízos. Os lances iniciais pelo Boeing 787 Dreamliner que era usado pelo ex-presidente Enrique Peña Nieto, serão de US$ 150 milhões.

O avião conta com um interior super espaçoso, luxuosos, com um quarto e com selos oficiais do governo por diversas paredes. A sua venda já estava no radar do atual presidente, que tomou posse em dezembro e acha “desnecessário” desfrutar de tanto luxo.

  • O Boeing foi adquirido no fim de 2012, por um valor de US$ 218 milhões.

Além do Boeing, o governo pretende vender outras 60 aeronaves menores e 70 helicópteros. As vendas irão financiar o programa de imigração e também outras áreas, principalmente que envolvem programas sociais para pobres e idosos.

López Obrador é um presidente que está se recusando a desfrutar dos privilégios das elites no México, inclusive realizando seus voos em aviões comerciais. Ele também reduziu os salários de servidores de alto escalão e está combatendo fortemente a corrupção.

Trump se encontra com Theresa May e a rainha Elizabeth II 0 66

trump melina londres

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, chegou a Londres na manhã desta segunda-feira (03/06), onde deverá passar três dias no Reino Unido, com o foco de visitar a primeira ministra britânica, Theresa May e também a rainha Elizabeth II.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Mas como o presidente americano gosta de uma polêmica, durante a viagem Trump lançou um tweet contra o prefeito de Londres, Sadiq Khan, criticando o seu trabalho na cidade. No tweet ele escreveu:

“Sadiq Khan, que faz um péssimo trabalho como prefeito de Londres, tem sido de modo insensato ‘desagradável’ com o presidente dos Estados Unidos, de longe o aliado mais importante do Reino Unido. Ele é um total perdedor que deveria se concentrar no crime em Londres, não em mim…”

Sadiq neste final de semana criticou toda a cordialidade que está sendo oferecendo ao americano, principalmente por ser apenas uma visita de Estado. O prefeito é do Partido Trabalhista e é contra as políticas adotadas por Trump, o comparando inclusive com os fascistas do século XX.

No seu artigo publicado no jornal The Observer ele compara o presidente aos extremistas Viktor Orban (Hungria), Marine Le Pen (França), Matteo Salvini (Itália) e Nigel Farage (Reino Unido. Além desta publicação, no final de 2017, Khan chegou a pedir à Theresa May que não realizasse qualquer convite para Trump ir até o Reino Unido.

Encabeçado inclusive por Khan e outros ativistas, a última visita de Trump em julho de 2018 teve diversos protestos. Foram usadas diversas faixas e até mesmo um balão inflável gigante do Trump bebê, encarado como uma verdadeira afronta pelos apoiadores do presidente.

Trump e a rainha Elizabeth II

Donald Trump e Melania Trump, a primeira dama dos Estados Unidos, devem se hospedar na residência do embaixador americano em Londres. O casal americano deve ser recebido em uma cerimônia privada pela rainha Elizabeth II, no Palácio de Buckingham, onde devem ter um agradável almoço.

Trump deve nesta tarde visitar a Abadia de Westminster, e depois tomar o famoso chá inglês, com o príncipe Charles e sua esposa Camila, herdeiros do trono britânico. A noite Trump deve reencontrar com a rainha Elizabeth, participando de um banquete.

Foto divulgação: Doug Mills/The New York Times

Most Popular Topics

Editor Picks