Explosão radioativa misteriosa é confirmada na Rússia 0 24

Explosão radioativa misteriosa é confirmada na Rússia 1

Na última quinta-feira (07/08) houve uma explosão de um foguete da Rússia, onde houve indícios de propagação de radioatividade, que haviam sido “escondidos” pelas autoridades russas para a comunidade internacional.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Porém a empresa estatal nuclear Rosatom confirmou a explosão e também a morte de cinco pessoas e outros três feridos, que estão atualmente internados com queimaduras graves. O acidente ocorreu durante testes em um dos motores de foguete com propulsão líquida.

O caso ganhou proporções internacionais pois se tratava de um teste com “fonte de energia do isótopo”, que deveria atuar diretamente no sistema de propulsão. Em outras palavras, a propulsão deveria ser feita com uma fonte de energia nuclear, munido de muita radiação.

Nyonoksa

Uma publicação no site da região de Nyonoksa informou que praticamente todos os sistemas de mísseis usados pela marinha russa são testados por lá, inclusive os mísseis balísticos intercontinentais que são lançados no mar, os mísseis antiaéreos e os mísseis de cruzeiro.

Assim que houve a explosão, autoridades da região de Severodvinsk, que fica a 47 quilômetros a leste de Nyonoksa, obtiveram níveis de radiação muito mais altos do que o normal por um período de 40 minutos. Porém segundo a região, os números voltaram “ao normal”.

explosao em severodvinks russia

Mas desde o episódio de Chernobyl, países vizinhos fazem suas próprias medições para “confiar” melhor nos resultados.

Diante da situação os moradores das cidades de Arkhangelsk e Severodvinsk na Rússia, chegaram a comprar todo o estoque de iodo medicinal das farmácias.

Ameaça radioativa

O desespero na região se deve ao fato de se tratar de uma experiência militar russa, com explosão, confirmação do uso de materiais radioativos no sistema de propulsão e também o uso de roupas de proteção química e nuclear pelos médicos que foram responsáveis por evacuar os feridos em Nyonoksa.

O temor que vem desde o desastre nuclear de Chernobyl, em 1986, na Ucrânia, fez com que todo o iodo acabasse pois houve uma nuvem de radiação espalhada por toda a Europa.

O aumento de radiação nos ares de Severodvinsk chegou a 2 microsieverts por hora, um número muito acima dos 0,11 microsievets que normalmente é computado na região. Porém mesmo diante do temor, os níveis de radiação neste caso são considerados muito pequenos para causar qualquer dano ao corpo humano.

As informações estão bem sigilosas e neste momento estão sob os critérios do Ministério da Defesa. Ele deu uma declaração de que não houve substâncias químicas nocivas lançadas na atmosfera e que os níveis de radiação estão entre o que é considerado “normal”.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O bloco em favor da reforma da Constituição não atinge a maioria necessária no Senado japonês 0 30

O bloco em favor da reforma da Constituição não atinge a maioria necessária no Senado japonês 5

O bloco governista do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, obteve uma maioria sólida nas eleições para a Câmara Alta no domingo, mas sua coalizão e seus aliados não alcançaram a maioria de dois terços necessária para começar a reformar a constituição pacifista, disse no canal de Televisão NHK.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A derrota governista

Abe, que tomou posse em dezembro de 2012 com o compromisso de revitalizar a economia e fortalecer os serviços de defesa, está a caminho de se tornar o primeiro-ministro do Japão com mais anos no cargo, se permanecer no poder até novembro. que é uma ressurreição impressionante depois de terminar o seu primeiro mandato de um ano em 2007.

No entanto, a participação caiu pela primeira vez em 50% nas eleições nacionais desde 1995, um sinal de que muitos eleitores não sentem que têm uma opção atraente. Este seria o segundo nível mais baixo desde que os registros começaram após a Segunda Guerra Mundial, disse o governo.

O Partido Liberal Democrático (PLD) de Abe e seu sócio menor, o partido Komeito, conquistaram 71 dos 124 assentos que são disputados na Câmara Alta do Parlamento, nos quais há 245 assentos, mostrou a NHK.

No entanto, a NHK disse que o bloco dominante e seus aliados não alcançaram os 85 assentos necessários para manter a “super maioria” de dois terços necessária para começar a rever o artigo 9 da constituição pacifista, a fim de legitimar ainda mais as forças. armado, uma medida muito controversa.

Abe disse que o tamanho da vitória mostra que os eleitores querem discutir a mudança da Magna Carta pela primeira vez desde sua promulgação após a derrota do Japão na Segunda Guerra Mundial.

“É claro que não podemos dar o momento certo por garantido, mas eu gostaria de alcançá-lo (reforma constitucional) de alguma forma durante o meu mandato”, disse Abe na televisão no domingo à noite. Seu mandato como presidente do PLD se estende até setembro de 2021.

Mudar a constituição seria um passo de grande valor simbólico, que destacaria a distância que o país está experimentando em relação ao pacifismo pós-guerra.

O Artigo 9, se tomado literalmente, proíbe a manutenção de um exército, mas foi estendido para permitir às forças armadas acusadas de autodefesa.

Sem uma maioria de dois terços, Abe provavelmente tentará atrair outros parlamentares da oposição para apoiar sua proposta de consagrar os militares à constituição, mas a tentativa pode ser complexa em face das eleições para a Câmara dos Deputados, que serão realizadas em em algum momento nos próximos dois anos.

Fonte:Reuters Latin America

 

Vulcão Ubinas fica ativo no Peru e 30 mil moradores são evacuados 0 102

vulcao ubinas em atividade

O vulcão Ubinas localizado no país do Peru iniciou suas atividades desde a última quinta-feira (18/07). E por conta do perigo que suas atividades representam para a região o governo peruano decretou estado e emergência neste domingo para sete distritos da região sul do país.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

De quinta-feira até este domingo cerca de 30 mil pessoas tiveram que deixar as suas casas. As regiões que tiveram as casas evacuadas foram Moquegua, Arequipa, Tacna e Puno. Nelas as cinzas do vulcão cobriram 617 escolas e 20 unidades de saúde.

O balanço acabou de ser divulgado pelo Centro de Operações de Emergência Nacional (Coen), onde neste domingo informou que o maior número de desabrigados está localizado na região de Puno, fronteira com a Bolívia. Por lá já foram evacuadas 19 mil pessoas de suas casas.

A segunda região mais atingida foi Moquegua, que já passa dos 9 mil desalojados.

Estado de emergência no Peru

O governo peruano decretou estado de emergência neste domingo para poder acelerar a retirada da população que está próxima ao vulcão ativo Ubinas, iniciando o ponto de ajuda aos que estão sendo afetados.

As atividades do Ubinas se intensificaram deste a última quinta-feira, quando o vulcão lançou ao ar uma fumaça com mais de cinco quilômetros de altura. Então o vento acabou dispersando as cinzas e há relatos de que elas chegara a atingir a Bolívia.

Um especialista do Instituto Geológico de Mineração e Metalurgia (Ingemmet), Jersy Mariño, informou que a erupção do vulcão Ubinas é moderada. O vulcão é bem ativo na região, sendo comum que tenha atividades a cada cinco anos.

A recomendação é que a população próxima deixe suas residências e ao se locomover utilize máscaras para não respirar as impurezas da fumaça tóxica.

Ele é apenas um dos oito vulcões localizados no sul do Peru. Já o país todo conta com 16 vulcões, onde os principais são:

  • Misti;
  • Sabancaya;
  • Nevado Coropuna;
  • Ampato;
  • Huaynaputina;
  • Jenchaña;
  • Chachani.

Most Popular Topics

Editor Picks