Vídeo de explosão de vulcão na Itália é divulgado por Thiago Takeuti 0 272

video vulcao explosao italia

Na noite deste domingo (07/07) o brasileiro Thiago Takeuti, que fazia uma excursão na ilha Stromboli, lado litorâneo da Itália, divulgou um vídeo do momento exato da explosão de um dos vulcões mais ativos de toda a Europa. Ele sobreviveu ao desastre natural, mas um amigo italiano não conseguiu escapar.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Segundo seus próprios relatos, durante o passeio realizado ao lado de Massimo Imbasi, seu amigo italiano, eles escutaram uma primeira e pequena explosão. Foi aí que Thiago resolveu começar a gravar o vulcão entrando em atividade, mas logo em seguida houve uma outra explosão ainda mais forte e ao olhar para cima,uma chuva de lava solidificada caia por todo o lado da costa da Sicília.

O brasileiro relata que as rochas eram do tamanho de máquinas de lavar e mesmo correndo da situação, eles acabavam sendo lançados contra o solo da região.

Durante a fuga dos detritos, Takeuti conseguiu escapar, porém na erupção do último dia 04 de julho, Massimo não teve a mesma sorte e veio a falecer.

Tudo foi filmado de seu celular, desde o início das atividades do vulcão, onde ocorreram os primeiros deslizamentos de lava e a grande explosão que jogou muita lava, pedras e fumaça por toda a costa.

Fuga do vulcão

Em uma entrevista a BBC News, o brasileiro relatou como foi a fuga do vulcão ativo a mais de dois mil anos e que conta com 920m de altura acima do mar e outros 2,4km abaixo. Ele disse que ambos após a corrida, encontraram um espaço onde o fogo já estava apagado, porém o solo estava muito quente.

A partir deste momento, o italiano começou a passar mal e ficou sentado, acreditando que ele estava desidratado. Sua primeira reação foi tentar impedir que ele deitasse no chão fervendo. Mas ele estava perdendo a consciência e sua respiração estava bastante alterada.

Foi então que Takeuti começou a fazer o que sabia sobre primeiros socorros, inclusive respiração boca a boca, massagem cardíaca e outros. Ele chegou a voltar a respirar por alguns instantes, mas não aguentou.

Após o ocorrido, um guia turístico chegou na montanha e os conduziu para baixo, onde no meio do caminho outros apareceram para ajudar.

Confira o vídeo gravado por Thiago Takeuti:

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Primeira mulher a pisar em Marte pode ser Alyssa Carson 0 171

Alyssa Carson primeira mulher em marte

A primeira mulher que pode pisar em Marte já tem nome, é Alyssa Carson. A jovem americana de 18 anos é uma das fortes candidatas a explorar pessoalmente o planeta vermelho através do programa espacial da NASA.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Ela é uma das mais jovens a obter o treinamento e certificação para realizar experiências espaciais. Ela que esteve recentemente no Brasil, disse que já está se preparando para realizar seu maior sonho, pisar em Marte até 2033.

Innovation Lab

A jovem americana veio palestrar no evento de conhecimento Experience Club, através do Innovation Lab. Durante seu discurso ela disse que já está realizando seu planejamento a longo prazo e que o seu interesse pelo espaço veio de forma natural, já que ninguém da família é do meio científico.

Ela conta que aos 15 anos já iniciou a dedicação ao seu sonho. Durante as férias de verão ela participou de acampamentos científicos. Depois aos 16 já era formada na Advanced Space Academy, um importante programa de treinamento da Nasa para astronautas.

Então ao chegar em 2019 com 18 anos, ela está dedicando seus dias a construir um currículo que seja capaz de entrar no programa de treinamento oficial da Nasa. Ela vem estudando astrobiologia na Florida Institute of Technology.

Seu objetivo principal de vida é integrar a missão para o Planeta Vermelho, que está sendo projetada pela Nasa e que deve acontecer até 2033. A viagem e a missão devem durar cerca de 3 anos e este será um grande passo para a humanidade, assim como pouso na lua.

Dedicação para chegar em Marte

Se preparar para a missão em Marte é um dos pontos mais difíceis segundo Alyssa Carsson. Ela disse que é preciso ter um currículo muito forte, com uma graduação exemplar em STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática), além de muita experiência no ramo.

Hoje ela se dedica a horas de treino através do projeto PoSSUM, onde é responsável por estudar camadas superiores da atmosfera de Marte e também algumas pesquisas astronáutica.

Mas o sonho de Alyssa não é fácil, pois além dos estudos, a concorrência para participar de um dos programas da Nasa é extremamente acirrada. Hoje já são mais de 18 mil inscritos e o programa deve escolher apenas 12 deles.

A jovem se diz preocupada com o exame físico, onde além do preparo, a Nasa irá avaliar todos os danos que uma viagem espacial poderá causar ao seu corpo. Hoje grande parte dos candidatos contam com vivências na área militar. Mas é bem provável que ao longo dos próximos anos a prioridade seja treinar cientistas, que deverão coletar dados sobre o planeta vermelho e o seu meio ambiente.

Pele humana será fabricada em laboratório brasileiro.

Possível colonização de Marte

Todos os estudos tem como objetivo entender melhor como irá funcionar uma possível colonização de Marte.

Alyssa explica que a viagem de ida deve durar ao menos 6 meses. Depois o tempo de permanência no planeta vermelho deverá ser de 18 meses e o retorno mais nove meses. Mas nesta primeira viagem, o objetivo principal deverá ser entender como funciona o meio ambiente e trazer o máximo de informações possíveis de volta para a Terra.

Ela disse que se fosse necessário ficar para sempre por lá, não teria problema nenhum, pois se trata de um projeto muito maior do que ela.

Último parente vivo de Hitler é preso por pedofilia 0 209

romano lukas hitler preso pedofilia

O último parente vivo de Adolf Hitler, pelo menos é o que diz Romano Lukas Hitler, foi preso por pedofilia nesta quinta-feira (05/09), após beijar uma adolescente de 13 anos. Ele que mora na cidade de Goerlitz na Alemanha, tem 69 anos.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Tudo começou quando Romano Lukas foi até uma residência onde o dono era responsável por vender objetos usados. Mas Lukas não tinha interesse nos objetos, apenas na filha do trabalhador.

O beijo foi dado nas bochechas e no pescoço da garota, após alguns dias levando doces, roupas e outros presentes até a sua casa. Segundo o pai, Piotr, Lukas Hitler chegou a levar flores de plástico e pedir a moça em casamento. Logo após os beijos ele foi denunciado à polícia por pedofilia.

Durante seu depoimento no tribunal, o parente de Hitler se defendeu dizendo que era um beijo inofensivo e que este era um costume alemão de “boas vindas”. Mas o juiz responsável pelo caso não levou em consideração e condenou o réu. Ele teve que pagar uma multa de 800 euros e está em liberdade.

O juiz decidiu que ele não poderá também se aproximar da adolescente.

Último parente vivo do nazista Hitler

Romano Lukas de Goerlitz, diz que o pai de Adolf Hitler, Alois, teve um irmão mais novo, onde o seu neto acabou migrando para a Eslováquia após o fim da Segunda Guerra Mundial. Esse neto é o seu pai, que veio a falecer e Lukas foi encaminhado para um monastério e depois adotado por uma família polonesa.

O alemão Hitler diz não se incomodar com o sobrenome, onde o mesmo se encontra na sua carteira de identidade, cartões de crédito e até no passaporte. Sua maior dificuldade com isso é na hora de procurar emprego, pois acaba gerando um certo “temor”. Mas ele diz que esta é uma “cruz que precisa carregar”.

Most Popular Topics

Editor Picks