Estudo coloca Rio de Janeiro na liderança de ranking de melhores bares do mundo 0 482

rio-janeiro-bares

Um novo estudo do aplicativo de fuga de fim de semana on-line WeekenGO arredonda as 100 melhores cidades para turistas de todas as idades e sensibilidades.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Ele leva em conta o tempo gasto no trânsito, disponibilidade de acomodação, igualdade, segurança e capacidade de caminhada – e possui classificações separadas para milenarias, baby boomers e famílias.

O Rio de Janeiro ficou em primeiro lugar para os melhores bares para ir no fim de semana. Os viajantes do fim de semana têm prioridades diferentes – para muitos viajantes, a gastronomia e a cena do bar são importantes, por isso a semana analisou os registros da cidade para verificar o número de bares e clubes por cidade.

Mas na categoria geral, a capital carioca ficou apenas em 49º lugar.

Outros Rankings

A mobilidade também foi medida através do Google Maps, já que muitos viajantes da cidade viajam de avião ou de trem e a dependência de carros alugados ou táxis nem sempre é ideal. A animada cena cultural da capital do Reino Unido também ajudou a ocupar o segundo lugar no ranking do estudo para o milênio viajante, que avaliou os destinos para a LGBT – simpatia e segurança para as mulheres.

Graças à sua variedade de concertos, seleção de teatro estelar e galerias de classe mundial, Londres é classificado como o melhor destino geral para fins de semana. Outras cidades consideradas excelentes para jovens viajantes incluem cidades do partido Berlim (1 ° para milênios) e Amsterdã (3º para milenares) – e hotspots culturais Toronto (6º) e Edimburgo (10º).

Os destinos de fim de semana mais transitáveis ​​incluem Graz, Áustria – um Patrimônio Cultural Mundial conhecido por suas universidades e edifícios com telhados vermelhos. Outras cidades facilmente acessíveis incluem o Bilbao espanhol (3º para walkability) e o Luxemburgo (12º).

Refrescamente, nem todos os resultados são destinos de fim de semana “tradicionais” – algo que Tobias Boese, co-fundador e diretor-gerente da WeekenGO, também reconhece.

“Dado o fato de que nós olhamos para mais de mil cidades em todo o mundo, todos os destinos que chegaram a este ranking de 100 melhores deveriam estar em sua lista de balde de fuga de fim de semana”, comentou Boese em um comunicado.

“As cidades no topo do ranking, como Londres, Paris e Nova York, são icônicas por um motivo, mas essas cidades no final do ranking, como Casablanca e Belgrado, ainda têm um excelente negócio para uma viagem de fim de semana inesquecível”.

10 melhores cidades para passar o fim de semana

1. Londres

2. Berlim

3. Viena

4. Hamburgo

5. Paris

6. Amsterdã

7. Nova Iorque

8. Munique

9. Barcelona

10. Madrid

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Coreia do Norte faz teste com míssil lançado de submarino e atinge mar do Japão 0 143

misseis coreia do norte lancado submarino contra japao

Nesta quarta-feira (02/10) o governo do Japão informou que a Coreia do Norte realizou testes com dois mísseis na costa, atingindo águas internacionais muito próximas ao país.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Os projéteis de curto alcance marcam o sétimo lançamento desde que os testes do regime de Kim Jong-un foram retomados a partir de julho, mesmo com os avanços propagados pelos Estados Unidos.

A agência sul coreana Yonhap informou que os mísseis voaram por cerca de 910 quilômetros de altura, a uma distância de 450 quilômetros desde o seu local de lançamento. Acredita-se que os mísseis foram disparados de submarinos e são de categoria 1 SLBM. As informações vieram a partir do comando das forças armadas da Coreia do Sul (JCS).

Coreia do Norte alerta EUA sobre navio de Pyongyang apreendido, durante conferência da ONU.

Alcance cada vez maior

Os testes da Coreia do Norte estão indo cada vez mais longe. Se for confirmada as informações de distância, estes foram os mísseis com maior autonomia desde o recorde alcançado no último mês de novembro de 2018.

O Japão informou através da Guarda Costeira que embarcações fiquem atentas e que não se aproximem dos destroços encontrados no mar. Segundo informações os testes caíram no mar e não há qualquer relato de danos a embarcações e aviões na região.

Os novos lançamentos da Coreia do Norte foram disparados em direção ao Mar do Leste, que é conhecido na região como o “Mar do Japão”. O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, condenou os lançamentos, pois os testes violam as resoluções da ONU.

Os testes da Coreia do Norte acabam sendo sempre provocativos, pois não é a primeira vez que os projéteis atingem o espaço japonês.

Estados Unidos

Os responsáveis pelas forças armadas americanas informaram que já estão em contato com seus aliados na região, tanto com o Japão como com a Coreia do Sul. Mas não foi informado qualquer “represália” contra a situação.

Primeira mulher a pisar em Marte pode ser Alyssa Carson 0 171

Alyssa Carson primeira mulher em marte

A primeira mulher que pode pisar em Marte já tem nome, é Alyssa Carson. A jovem americana de 18 anos é uma das fortes candidatas a explorar pessoalmente o planeta vermelho através do programa espacial da NASA.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Ela é uma das mais jovens a obter o treinamento e certificação para realizar experiências espaciais. Ela que esteve recentemente no Brasil, disse que já está se preparando para realizar seu maior sonho, pisar em Marte até 2033.

Innovation Lab

A jovem americana veio palestrar no evento de conhecimento Experience Club, através do Innovation Lab. Durante seu discurso ela disse que já está realizando seu planejamento a longo prazo e que o seu interesse pelo espaço veio de forma natural, já que ninguém da família é do meio científico.

Ela conta que aos 15 anos já iniciou a dedicação ao seu sonho. Durante as férias de verão ela participou de acampamentos científicos. Depois aos 16 já era formada na Advanced Space Academy, um importante programa de treinamento da Nasa para astronautas.

Então ao chegar em 2019 com 18 anos, ela está dedicando seus dias a construir um currículo que seja capaz de entrar no programa de treinamento oficial da Nasa. Ela vem estudando astrobiologia na Florida Institute of Technology.

Seu objetivo principal de vida é integrar a missão para o Planeta Vermelho, que está sendo projetada pela Nasa e que deve acontecer até 2033. A viagem e a missão devem durar cerca de 3 anos e este será um grande passo para a humanidade, assim como pouso na lua.

Dedicação para chegar em Marte

Se preparar para a missão em Marte é um dos pontos mais difíceis segundo Alyssa Carsson. Ela disse que é preciso ter um currículo muito forte, com uma graduação exemplar em STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática), além de muita experiência no ramo.

Hoje ela se dedica a horas de treino através do projeto PoSSUM, onde é responsável por estudar camadas superiores da atmosfera de Marte e também algumas pesquisas astronáutica.

Mas o sonho de Alyssa não é fácil, pois além dos estudos, a concorrência para participar de um dos programas da Nasa é extremamente acirrada. Hoje já são mais de 18 mil inscritos e o programa deve escolher apenas 12 deles.

A jovem se diz preocupada com o exame físico, onde além do preparo, a Nasa irá avaliar todos os danos que uma viagem espacial poderá causar ao seu corpo. Hoje grande parte dos candidatos contam com vivências na área militar. Mas é bem provável que ao longo dos próximos anos a prioridade seja treinar cientistas, que deverão coletar dados sobre o planeta vermelho e o seu meio ambiente.

Pele humana será fabricada em laboratório brasileiro.

Possível colonização de Marte

Todos os estudos tem como objetivo entender melhor como irá funcionar uma possível colonização de Marte.

Alyssa explica que a viagem de ida deve durar ao menos 6 meses. Depois o tempo de permanência no planeta vermelho deverá ser de 18 meses e o retorno mais nove meses. Mas nesta primeira viagem, o objetivo principal deverá ser entender como funciona o meio ambiente e trazer o máximo de informações possíveis de volta para a Terra.

Ela disse que se fosse necessário ficar para sempre por lá, não teria problema nenhum, pois se trata de um projeto muito maior do que ela.

Most Popular Topics

Editor Picks