Pelo menos 40 pessoas morrem em bombardeio em um centro de migrantes em Trípoli 0 61

Pelo menos 40 pessoas morrem em bombardeio em um centro de migrantes em Trípoli 1

Um ataque aéreo na terça-feira chegou a um centro de detenção para imigrantes, a maioria africanos, em um subúrbio de Trípoli, a capital da Líbia, com saldo de pelo menos 40 mortos e 80 feridos, informou um funcionário da saúde.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Ataque em Trípoli

Este é o maior número de vítimas de um ataque aéreo ou bombardeio desde que as forças do leste leais a Khalifa Haftar lançaram, há três meses, uma ofensiva com tropas terrestres e aviões para tomar a capital do governo internacionalmente reconhecida.

O conflito faz parte do caos no país produtor de petróleo e gás depois da queda das tropas de oposição, com o apoio da Otan, Muammar Gaddafi em 2011.

Malek Mersek, porta-voz dos serviços médicos de emergência do estado, disse que 40 pessoas morreram e 80 ficaram feridas no ataque ao centro de detenção no subúrbio de Tajoura, localizado perto de um campo militar.

O governo de Trípoli disse em um comunicado que dezenas de pessoas foram mortas e feridas em um ataque aéreo atribuído ao “criminoso de guerra Khalifa Haftar”.

Fotos publicadas mostraram migrantes africanos submetidos a cirurgia em um hospital após o ataque. Outros se deitaram em camas, algumas cobertas de poeira ou com membros enfaixados.

A Líbia é o principal ponto de partida para os imigrantes africanos que fogem da pobreza e da guerra e tentam chegar à Itália de barco, mas muitos deles são interceptados pela guarda costeira da Líbia, apoiada pela União Europeia, que quer impedir fluxo migratório

Milhares de migrantes estão detidos em centros de detenção administrados pelo governo no oeste da Líbia, em condições muitas vezes desumanas, de acordo com organizações humanitárias e as Nações Unidas.

Previous ArticleNext Article
Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal TV É Brasil. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Uma verdadeira amante da cultura, arte e entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Museu Grünes Gewölbe é invadido por ladrões na Alemanha e bilhões são levados 0 73

museu Grunes Gewolbe cofre verde assaltado

A madrugada desta segunda-feira (25/11) foi agitada em Dresden, uma região leste da Alemanha. Ladrões roubaram o museu Grünes Gewölbe, que é conhecido como Museu do Cofre Verde, onde está uma das maiores coleções de tesouros da Europa.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Eles conseguiram roubar joias com valores inestimáveis que passam dos bilhões de euros. O ataque aconteceu de forma precisa e os bandidos escaparam com pelo menos três conjuntos de joias do início do século 18, compostas por diamantes e rubis.

Assalto ao Grünes Gewölbe

As câmeras de segurança registraram dois homens entrando por uma das janelas com grade do museu. O alarme tocou por volta das 5h desta madrugada no horário alemão, onde em menos de cinco minutos depois os policiais chegaram, mas os ladrões já estavam longe.

“É possível ver dois suspeitos nas gravações, mas isso não significa que não houve outros cúmplices”, disse Volker Lange, que participa da força policial de Dresden.

O diretor do museu, Dirk Syndram disse que os objetos roubados contam com um valor cultural imensurável.

Segundo informações estes itens únicos e facilmente identificáveis deverão ser comercializados no mercado negro, pois no mercado aberto a forma como estão seria impossível.

Outra possibilidade seria o derretimento das joias ou sua divisão, mesmo perdendo preço, ainda sim seriam milhões de euros. O diretor do museu conta que o seu valor está no símbolo cultural e que ele vai muito além de qualquer valor material.

Militar pode estar por trás de caso de sargento preso com cocaína na Espanha.

Segundo informações uma caixa de disjuntores próximo ao museu foi incendiado, onde o fornecimento de energia foi interrompido em toda a região. Um carro também foi incendiado, mas a polícia ainda não sabe se está ligado ao crime.

Coleção de Augusto, o Forte

Augusto, o Forte, foi o responsável por comprar a coleção do século 18. Ele foi eleitor da Saxônia e mais tarde foi rei da Polônia. Ele havia encomendado as joias mais brilhantes da Europa, pois havia uma rivalidade grande com o rei francês, Luís 14.

Essas joias sobreviveram aos bombardeios durante a Segunda Guerra Mundial e então foram para a União Soviética como espólios de guerra. Em 1958, eles foram devolvidos para a capital histórica da Saxônia, Dresden.

Toda a região está espantada com o caso.

Cantora Goo Hara do Kara K-Pop de apenas 28 anos morre na Coreia do Sul 0 84

Cantora Goo Hara do Kara K-Pop de apenas 28 anos morre na Coreia do Sul 3

Goo Hara, do grupo de K-pop Kara, cometeu suicídio em sua casa localizada em Seul, na Coreia do Sul. Fãs do mundo todo prestam solidariedade através das redes sociais e muitos estão profundamente tristes com a notícia neste domingo.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Conhecida como a cantora Hara, ela tinha 28 anos e era ex-integrante do grupo Kara de K-pop. Ela foi encontrada morta na madrugada deste domingo. A polícia da região de Gangnam informou que assim que ela foi encontrada, já não estava mais respirando.

Sua casa ficava no distrito de Cheongdam.

Depressão

Goo Hara sofria de depressão e em maio deste ano já tinha tentado o suicídio, indo parar no hospital após inalar altas quantidades de monóxido de carbono. Esta é uma técnica que já havia sido utilizada por outro cantor de K-pop, Jonghyun, em dezembro de 2017.

Na ocasião Hara havia gravado desculpas aos fãs e prometeu que estaria em busca de tratamento.

Mas recentemente uma grande amiga também acabou cometendo suicídio, a cantora Sulli, que foi encontrada morta em sua casa no último dia 14 de outubro. E isso pode ter sido o estopim para que ela fizesse o mesmo.

Tanto Hara como Sulli, sofriam inúmeros ataques de haters nas redes sociais. No caso de Hara, os ataques eram com relação à uma suposta agressão e assédio de um ex-namorado.

Choi Jin-ri a Sulli do K-pop f(x) morre e causa pode ser suicídio.

Production Ogi

A produtora responsável pela carreira de Hara, Production Ogi, informou que não há nada do que possa ser dito oficialmente sobre o caso e que o funeral deve acontecer de forma privada.

Nos últimos dias sua carreira estava focada no Japão.

Most Popular Topics

Editor Picks