era reiwa japao

Novo imperador do Japão é proclamado neste dia 1º!

Hoje o Japão ganhou um novo imperador e a era Reiwa foi iniciada no país. A manhã deste dia 01 de maio de 2019 ficou marcada para os japoneses, pois o novo imperador Naruhito foi empossado logo após a abdicação de seu pai, Akihito.

A cerimônia de transferência dos itens imperiais aconteceu nesta quarta, contando pela primeira vez na história com a presença de uma mulher na solenidade, a atual Ministra Satsuki Katayama. Para os entusiastas a nova era promete ser muito abençoada.

O novo imperador do Japão

A nova era Reiwa está nas mãos de Naruhito, de 59 anos, que assumiu oficialmente o Trono e Crisântemo do palácio imperial. Ele chega para subistituir seu pai, Akihito, que acabou abdicando o trono por conta de sua idade mais avançada.

Naruhito imperador japao

Esta foi a primeira vez em dois séculos que um monarca japonês deixou o seu posto ainda em vida. Akihito reinou por 30 anos e cinco meses, mas após um desejo de deixar o cargo em 2015, pois não se sentia mais capaz de exercer suas funções por conta da fragilidade de sua saúde e idade avançada, foram criadas leis em que ele poderia realizar a abdicação ainda em vida.

Em uma cerimônia considerada simples, a transferência dos objetos imperiais teve apenas dez minutos, com início programado para às 22h30 horário de Brasília e 10h30 horário local. Nesta cerimônia os camareiros apresentaram diante do novo imperador Naruhito os selos, joias e a espada do império japonês. Essa representação serve como prova legítima da sucessão do trono.

Na cerimônia estavam presentes também os integrantes da realeza masculina adulta e os representantes dos três ramos do governo japonês, onde estava também presente o primeiro-ministro Shinzo Abe. Naruhito estava vestido de um fraque ocidental durante a posse, algo diferente dos últimos imperadores, inclusive seu pai, que vestiram trajes pesados ligados diretamente a cultura oriental.

Akihito deixa o cargo aos 85 anos.

Sucessão imperial no Japão

Segundo a Lei da Casa Imperial, o imperador proclamado deve reinar até a sua morte. A abdicação não era algo possível até o momento. Mas isso aconteceu após um apelo de Akihito à Casa, citando que está muito debilitado para suas funções e que não é mais capaz de exercê-las.

Como Akihito é bem visto pela opinião pública, o congresso se sentiu “obrigado” a aceitar o singelo pedido do imperador. Ele foi o responsável por pedir desculpas pelas atitudes durante a 2ª Guerra e também a reconhecer que a família imperial conta com ancestrais coreanos.

  • No passado o imperador era a lei máxima do país, mas após a Segunda Guerra Mundial, em decorrência de um texto redigido pelos americanos para o fim da guerra, hoje o imperador é considerado o símbolo do Estado, porém a governabilidade fica a cargo do congresso japonês.

O Japão era um país feudal até 1868, quando eram governados por samurais. Mas o imperialismo do Ocidente acabou forçando a abdicação do regimento, em decorrência principalmente da necessidade de modernização do Estado, sendo iniciado a era Meiji.

A partir dela o imperador acabou ganhando a função de unificação nacional e também proporcionou a modernização do Japão, quando surgiram indústrias como a Sumitomo, Yasuada e a própria Mitsubishi.

Batalha de Winterfell, confira o trailer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *