Skip to content

IRPF 2020: Primeiro Lote da restituição começa a ser pago na sexta (29)

26 de maio de 2020

Primeiro lote de restituição do IRPF 2020 será pago na sexta-feira

Pagamento ocorre antes do fim do prazo para declaração do imposto, prorrogado até 30 de junho, devido à crise da covid-19

O primeiro lote contempla cerca de 901 mil contribuintes, sendo 133.171 idosos acima de 80 anos, 710.275 entre 60 e 79 anos e 57.631 com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Segunda parcela do 13º salário a aposentados e pensionistas do INSS é liberada hoje

O pagamento para os contribuintes prioritários está programado para o dia 29 de maio, antes do fim do prazo de entrega das declarações, que foi prorrogada para o dia 30 de junho.

Confira o calendário restituição do IRPF 2020

  • 1º lote – 29 de maio
  • 2º lote – 30 de junho
  • 3º lote – 31 de julho
  • 4º lote – 28 de agosto
  • 5º lote – 30 de setembro

Link para fazer a consulta da Restituição https://servicos.receita.fazenda.gov.br/Servicos/ConsRest/Atual.app/paginas/index.asp

Observações:

  • CPF – deve ser informado completo, inclusive com o dígito verificador, sem separadores de números, pontos ou traços.
  • Data de Nascimento – devem ser digitados apenas números, com dois algarismos para o DIA e para o MÊS e quatro algarismos para o ANO.
  • Código impresso acima – digite os 6 caracteres da imagem. Essa informação ajuda a Receita Federal do Brasil a evitar consultas por programas automáticos, que dificultam a utilização do aplicativo pelos demais contribuintes.

Restituição do Imposto de Renda Retido na Fonte

É importante esclarecer que os casos de Imposto de Renda retido na fonte, estão muitas vezes ligados à Restituição do Imposto de Renda.

Leilão da Receita Federal tem iPhone e Apple Watch com desconto de até 70%

Quando o trabalhador vai fazer a Declaração do Imposto de Renda anualmente, os valores dos Impostos Retidos na Fonte ao longo do ano em que se baseia são somados. Depois disso, são descontados desse valor os gastos dedutíveis, com base nas regras específicas estabelecidas pela própria Receita Federal.

A partir daí, descobre-se qual é o valor-base para o cálculo do IR a ser pago e o valor do Imposto em si. Se o valor pago pelo na soma dos 12 meses for superior ao que seria devido depois de considerados os gastos dedutíveis, o trabalhador tem direito ao ressarcimento da diferença, o que é chamado de Restituição do Imposto de Renda.

De forma resumida e clara, tem direito a receber a restituição do IRRF os trabalhadores que pagaram mais impostos do que deviam.

Como receber a Restituição do Imposto de Renda

Depois de feito o ajuste de contas, o próprio sistema da Receita Federal efetua os cálculos de pagamentos do contribuinte, para verificar se o mesmo tem direito a restituição.

O fisco libera os pagamentos da restituição do Imposto de Renda Retido na Fonte em sete partes durante o ano.

É importante ficar atento aos pagamentos dos lotes, que são feitos entre junho e dezembro do ano vigente a declaração do Imposto.

Os pagamentos são feitos automaticamente, diretamente na conta bancária do contribuinte. Fique atento as notícias relacionadas à restituição divulgadas pelo Governo, pois dentro de uma das datas seu pagamento poderá estar disponível