Noite ao som das estrelas 0 345

academia paraibana musica

Com boa ação e um show de estrelas musicais paraibanas será celebrada hoje a reabertura da Academia Paraibana de Música, a partir das 19h30 no Teatro Paulo Pontes do espaço Cultural, em João Pessoa. O evento será marcado por ato solene, homenagens póstumas e contará com a presença de personalidades importantes para a cultura local e apresentações musicais que irão compor o show Som de Estrelas, montado especialmente para essa noite. O ingresso custa 2 quilos de alimento não perecível, a serem doados às entidades assistenciais Vila Vicentina e Vila Criança Feliz.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️


O presidente da Fundação Espaço Cultural (Funesc), Maurício Burity, foi o responsável pela reabertura da Academia ao presentear os acadêmicos com um local onde eles pudessem voltar a se reunir. “Esse foi o grande incentivo para que nós voltássemos a nos encontrar”, comentou Ricardo Anísio, um dos membros da Academia. “Depois da morte do presidente Domingos de Azevedo, ficamos dispersos. Agora, é o momento de retomar os trabalhos e essa parceria com a Funesc está sendo fundamental”, acrescentou.

A apresentação desta noite no show Som das Estrelas vai reunir artistas consagrados como Jessier Quirino, Oliveira de Panelas, Diana Miranda, José Bezerra Filho, Elpídio Ferreira, Isa y Plá, Pérola Negra e a cantora lírica Ana Gouveia, atual vice-presidente da Funesc, que se apresentará com a Orquestra de Violões. O maestro Gladson Carvalho um dos fundadores e membro da Academia Paraibana de Música irá reger a Orquestra de Violões.

O jornalista Ricardo Anisio, responsável pela produção artística da festa, explicou que o evento irá “celebrar a reabertura da Academia Paraibana de Música com uma noite de festa para as pessoas. Esse show demonstra o novo perfil que a nossa entidade quer apresentar que é uma Academia mais dinâmica, menos formal e muito mais produtiva. Por isso a diversidade dos artistas convidados para o show.”

A programação terá início com as homenagens. Foram escolhidos dez nomes de importante contribuição artística para o Estado. São eles: Sivuca, Jackson do Pandeiro, Livardo Alves, Canhoto da Paraíba, José Alberto Kaplan, Genival Macedo, Gerardo Parente, Domingos de Azevedo, maestro Vilô e Isabel Burity. As famílias desses artistas serão presenteadas com diplomas no momento da homenagem.

A retomada dos trabalhos da Academia deve ser determinada por várias inovações. Segundo Ricardo Anísio, novos projetos serão revestidos com o objetivo de tornar a entidade mais dinâmica. “Queremos deixar de ser aquela entidade estática, extremamente formal, para sermos dinâmicos e produzirmos projetos”, afirmou.

Segundo ele, entre as novidades está a produção de eventos, concertos, festivais e a produção de um selo para publicação de livros. “Vamos propor ainda o intercâmbio de músicos com as academias de música existentes em outros estados”, explicou. Novidade será a produção de um programa de rádio, com o acordo entre a Academia e a Rádio Tabajara com o objetivo de criação de um programa exclusivo com música instrumental.

A atual presidência da Academia Paraibana de Música é ocupada pela professora Nereuza Nery de Luna Freire, em substituição ao fundador Domingos de Azevedo, que faleceu em maio de 2009. A intenção é que sejam feitas eleições para a ocupação de cadeiras vazias, bem como a abertura de novas vagas.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Hit Shallow é plágio e Lady Gaga será processada segundo autor 0 467

lady gaga processada plagio shallow

Ao que parece o hit da última estação, a música Shallow de Lady Gaga não passa de plágio. Pelo menos é o que diz Steve Ronsen, autor da música “Almost”, que vem acusando a cantora sobre a música que chegou a primeira posição em rádios e outros meios de comunicação, após a apresentação em março no Oscar com o cantor Bradley Cooper.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O compositor e musicista garante que Lady Gaga pegou os principais elementos de uma música lançada em 2012. Para Ronsen, Gaga pegou sua melodia de três notas G – A – B (Sol, Lá e Si) e replicou em Shallow. Ele está sendo representado na justiça pelo advogado Mark D. Shirian.

Processo de milhões

O advogado do compositor está pedindo milhões de dólares em restituição. Mas em contrapartida o advogado de Lady Gaga, Orin Snyder, comentou sobre o caso e disse que “Rosen” e seu advogado estão querendo ganhar dinheiro fácil em cima de uma artista de sucesso.

O advogado de Gaga ainda mencionou a coragem e integridade de sua cliente ao se posicionar representando os artistas de sucesso que acabam sempre se envolvendo em acusações desta natureza. E se o processo for confirmado, ela deverá lugar “vigorosamente e vencerá”, termina.

Já como uma justificativa a equipe de Gaga cita que este tipo de melodia de três notas é muito comum e que já foi usada em diversas outras gravações das últimas gerações, inclusive pela música “Dust in The Wind”, datada de 1978 do Kansas.

Porém Mark D. Shirian disse que já forneceu aos advogados de Gaga a alguns dias um relatório oficial de um renomado musicólogo e professor que determinou muitas similaridades rítmicas, harmônicas e melódicas entre as canções.

Confira a música “Almost” e compare com Shallow:

Agora Shallow

Sucesso mundial

A música Shallow, principalmente após a performance no Oscar, foi o primeiro hit a superar “Born This Way”, de 2011 na carreira de Gaga. Esta música acabou ganhando um Globo de Ouro, dois Grammys e um Oscar.

Tom Hardy ajudou a escrever roteiro da sequência de Venom 0 322

roteiro-da-sequência-de-venom

Andy Serkis não foi anexado à sequência de Venom por mais de 24 horas, mas isso não o impediu de entrar no projeto de cabeça. Serkis estava na parada de imprensa TCA de verão da FX para ajudar a promover A Christmas Carol e, naturalmente, os repórteres tinham muitas perguntas para a próxima sequência de Tom Hardy. Não só Serkis revelou o que ele quer fazer com o filme, ele também mencionou que o próprio Hardy tinha uma grande mão na criação do roteiro da sequência de Venom.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Leia também:Poster criado por fã mostra Namor em Pantera Negra 2.

O roteiro da sequência de Venom

roteiro-da-sequência-de-venom

“Estou bem nos estágios iniciais, então tenho algumas ideias muito claras sobre a jornada, [e o que] eu gostaria de ver visualmente, e como podemos levar os personagens para outra direção”, explicou ele ( via Gamespot).

“Estou animado para trabalhar com todos os grandes atores envolvidos. É uma franquia fantástica”, disse ele. “Eu estou realmente honrado por ter sido convidado para dirigi-lo. E parece que é uma história muito, mais uma vez, muito contemporânea. E é que eu acho que vai ser, espero, uma peça de história do cinema.”

Kelly Marcel (Cinquenta Tons de Cinza) foi convidada a voltar para escrever o roteiro da sequência de Venom, e Hardy aparentemente a ajudou a sair.

“Tom estava muito envolvido com a escrita – com [a roteirista] Kelly Marcel – da nova história”, disse Serkis. “Então, é muito centrado em torno de sua tomada.”

Detalhes sobre Venom 2

Embora pouco se saiba sobre o follow-up, espera-se que Woody Harrelson retorne para interpretar Cletus Kasaday / Carnage como o principal antagonista do filme. Apesar de apresentar Venom e Carnage, um serial killer preso dentro de um vírus alienígena, o produtor de Venom, Avi Arad, disse anteriormente que é provável que o filme ainda não seja classificado como R-rated.

As possibilidades sobre o futuro de Venom

“Sabe de uma coisa? Quando você ouve Venom … esqueça Venom. Quando você ouve, Carnage, a única coisa que você pode pensar é R. Mas, se você conhece a história dele, se você realmente conhece os quadrinhos, não há R aqui”. Arad disse ao Collider a respeito do roteiro da sequência de Venom.

“Ele é uma alma torturada. Não é sobre o que ele faz, porque nós nunca temos que mostrar a faca indo daqui para lá, e o sangue está derramando. O que você tem que mostrar é, qual é a motivação? Ele nasceu assim?” , ou é alguém por quem devemos nos sentir, porque se você está conseguindo fazer de um vilão alguém que você pode sentir. “

Most Popular Topics

Editor Picks