Will Smith traz um Gênio divertido para o live action de Aladdin 0 559

Will Smith Aladdin Gênio

O astro de Hollywood Will Smith relutou em interpretar o Gênio no remake live-action de Aladdin, da Disney, como se seguisse os grandes passos do comediante Robin Williams, que dublou o personagem no filme de animação de 1992.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Will Smith e o papel do Gênio no clássico da Disney Aladdin

Will Smith Aladdin Disney

Will Smith, que ganhou fama na série televisiva da década de 1990 “Um Maluco no Pedaço”, acrescentou um toque pessoal – e alguns hip hop e rap – para retratar o enérgico Gênio azul que sai de uma lâmpada em uma caverna.

Leia também:Annabelle 3 vai ser lançado mais cedo este ano!

Falando à Reuters na estreia do filme musical em Londres na quinta-feira, o ator e rapper de 50 anos disse que sua primeira reação sobre assumir o papel foi: “Claro que não, de jeito nenhum”.

Leia também:Novo trailer de remake de Final Fantasy 7 é lançado.

“Robin Williams não deixou muito espaço para melhorar o Gênio. … Então eu olhei para ele e a primeira coisa para mim foi que seria um live action. Eu pensei que poderia ser um pouco diferente ”, disse Will Smith.

“Era quase como se eu pudesse usar a versão extrema da minha personalidade “Maluco no Pedaço” para poder infundir isso nesse personagem selvagem. Eu senti que seria capaz de capturar a nostalgia e, ao mesmo tempo, ser capaz de fazer algo novo”.

O filme segue a trama do filme de 1992, em que o pobre Aladdin se apaixona pela teimosa Princesa Jasmine, mas o diretor Guy Ritchie disse que a história “precisava ser atualizada”.

“Temos meia hora a mais e há apenas uma diferença entre um filme de animação e um live action”, disse ele.

“De alguma forma, você pode ter traços mais amplos nos filmes de animação que você não pode pegar em uma live action. Jasmine era o personagem principal que precisava evoluir e se desenvolver.

Esse personagem é interpretado por “The 33” e “Power Rangers”, a atriz Naomi Scott, que também irá estrelar o próximo remake de “Charlie’s Angels”.

“(Jasmine) encontra sua voz e ela passa por uma jornada para encontrá-lo. … Eu quero que garotinhas vejam isso ”, ela disse.

O ator de Aladdin

O novato Mena Massoud, que estrelou a série “Tom Clancy’s Jack Ryan” do ano passado, faz o papel principal no filme. Os membros do elenco disseram que animais de todos os tipos e cerca de mil figurantes estavam envolvidos no espetáculo musical, que apresenta músicas originais do filme de animação, bem como novas músicas.

“Aladdin” é o mais recente remake de live-action da Disney, que revisitou antigos filmes de animação como “The Jungle Book” e “Dumbo” e lançará uma nova versão do sucesso de bilheteria “O Rei Leão” neste verão. .

Fonte:Reuters.

 

Previous ArticleNext Article
Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal TV É Brasil. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Uma verdadeira amante da cultura, arte e entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fusão de CBS e Viacom cria maior empresa de televisão dos Estados Unidos 0 633

viacomcbs nova maior empresa americana

A CBS e Viacom, anunciaram nesta última terça-feira (13/08) uma fusão que irá criar a maior empresa de televisão dos Estados Unidos. As empresas norte-americanas devem juntas formar uma receita de US$ 28 bilhões anuais segundo a estimativa inicial.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A princípio a fusão será feita através da troca de ações, onde o novíssimo grupo ViacomCBS, irá ocupar posições de liderança além dos Estados Unidos, também na Europa, Ásia e América Latina.

Nos Estados Unidos ela será o maior grupo de televisão, pois estará incluso os estúdios cinematográficos da Paramount, a editora Simon & Schuster e franquias de sucesso como Missão Impossível e Star Trek. Além dos EUA, a ViacomCBS estará à frente de negócios na Argentina, Austrália, Reino Unido e canais a cabo em 180 países.

Valor de mercado da ViacomCBS

O valor de mercado estimado para a empresa é de US$ 30 bilhões, algo próximo de seu faturamento anual que estará na casa dos US$ 28 bilhões.

A liderança da nova empresa ficará a cargo de Bob Bakish, o atual CEO da Viacom. Em um depoimento sobre a fusão ele disse que a Viacom e a CBS será uma das poucas empresas de entretenimento do mundo com conteúdo amplo e variado para moldar o futuro do setor que está em declínio diante dos novos streamings.

A conclusão desta fusão deve acontecer ainda em 2019, onde ao longo dos próximos meses haverá todos os trâmites legais e permissões das autoridades para esta criação.

Para quem é acionista das empresas, ficou acertado de que os acionistas da CBS terão 61% da ViacomCBS e os acionistas da Viacom, 39% da nova companhia.

Aquaman 2 não terá participação de Jason Momoa.

Desafio futuro

A fusão da CBS e Viacom acontece diante de um cenário audiovisual que está se transformando drasticamente nos Estados Unidos. Hoje atores de televisão, estúdios e operadoras de TV a cabo “sofrem” diante de streaming pela internet como a Netflix, Apple TV, Amazon Prime Video e a que deverá ser lançada ainda este ano, a Disney+.

O novo modelo de negócios não conta com “intervalos” onde são apresentadas publicidades, apenas itens dentro do próprio entretenimento e receitas por meio de assinaturas. O avanço nesta área está tão grande que diversos grupos “tradicionais” estão sendo obrigados a fortalecerem suas opções para manter a disputa no cenário de entretenimento norte-americano e mundial.

A tradicional Disney é um exemplo disso. Recentemente a empresa comprou a 21 Century Fox por US$ 71 bilhões, onde a plataforma Disney+ de streaming deverá ser lançada em novembro. A AT&T comprou a Time Warner com HBO, CNN, TBS e Warner Bros e a Comcast adquiriu a NBCUniversal.

Entretenimento!

Diante desta situação a CBS e Viacom decidiram unir forças para melhorar seus conteúdos e tecnologias. Hoje a soma de seus catálogos chega em 140 mil transmissões de televisão, 3600 filmes e investimentos de 13 bilhões de dólares em novos conteúdos somente no último ano.

Hit Shallow é plágio e Lady Gaga será processada segundo autor 0 580

lady gaga processada plagio shallow

Ao que parece o hit da última estação, a música Shallow de Lady Gaga não passa de plágio. Pelo menos é o que diz Steve Ronsen, autor da música “Almost”, que vem acusando a cantora sobre a música que chegou a primeira posição em rádios e outros meios de comunicação, após a apresentação em março no Oscar com o cantor Bradley Cooper.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

O compositor e musicista garante que Lady Gaga pegou os principais elementos de uma música lançada em 2012. Para Ronsen, Gaga pegou sua melodia de três notas G – A – B (Sol, Lá e Si) e replicou em Shallow. Ele está sendo representado na justiça pelo advogado Mark D. Shirian.

Processo de milhões

O advogado do compositor está pedindo milhões de dólares em restituição. Mas em contrapartida o advogado de Lady Gaga, Orin Snyder, comentou sobre o caso e disse que “Rosen” e seu advogado estão querendo ganhar dinheiro fácil em cima de uma artista de sucesso.

O advogado de Gaga ainda mencionou a coragem e integridade de sua cliente ao se posicionar representando os artistas de sucesso que acabam sempre se envolvendo em acusações desta natureza. E se o processo for confirmado, ela deverá lugar “vigorosamente e vencerá”, termina.

Já como uma justificativa a equipe de Gaga cita que este tipo de melodia de três notas é muito comum e que já foi usada em diversas outras gravações das últimas gerações, inclusive pela música “Dust in The Wind”, datada de 1978 do Kansas.

Porém Mark D. Shirian disse que já forneceu aos advogados de Gaga a alguns dias um relatório oficial de um renomado musicólogo e professor que determinou muitas similaridades rítmicas, harmônicas e melódicas entre as canções.

Confira a música “Almost” e compare com Shallow:

Agora Shallow

Sucesso mundial

A música Shallow, principalmente após a performance no Oscar, foi o primeiro hit a superar “Born This Way”, de 2011 na carreira de Gaga. Esta música acabou ganhando um Globo de Ouro, dois Grammys e um Oscar.

Most Popular Topics

Editor Picks