Para Leonardo Rolim INSS Digital irá suprir a demanda de servidores que faltam 0 78

leonardo rolim inss

Segundo Leonardo Rolim, que é o novo presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), não há a necessidade de contratação de novos servidores, mesmo com o tempo de espera gigantesco para a concessão de novos benefícios.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Rolim acredita que o órgão precisa de bem menos servidores do que os existentes hoje e que o processo de digitalização do sistema com o INSS Digital irá suprir a necessidade com relação ao processamento de novos benefícios, onde os servidores efetivos poderão ser direcionados a atender outras demandas.

O INSS irá sofrer mudanças drásticas no perfil dos funcionários. A tecnologia será capaz de produzir bons resultados. E isso foi diagnosticado por Rolim e sua equipe antes mesmo de ser anunciado como o novo presidente do Instituto.

Ele que era secretário de Previdência do Ministério da Economia, já estava envolvido com a atual situação do órgão. Assim que o ex-presidente, Renato Vieira, foi exonerado, ele assumiu o comando da organização.

2020 não terá concursos, mas orçamento prevê 50 mil novas vagas para servidores.

Precisa ou não de mais servidores no INSS?

Renato Vieira dizia que haveria a necessidade de mais 13,5 mil novos funcionários para serem capazes de analisar os novos pedidos e os atuais que estão na fila. Já Rolim acredita que não seja necessário mais nenhum, apenas investir na digitalização do sistema.

Hoje o INSS conta com quase dois milhões de pedidos parados e que precisam de máxima urgência para uma solução, pois será necessário arcar com retroativos quando saírem. Quanto mais rápido for resolvido, menos o governo terá que desembolsar com correção monetária.

A demissão ocorreu na última terça-feira, onde tanto o anúncio da saída de Vieira, como a chegada de Rolim, foi feita pelo secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Militares da reserva

O governo propôs a contratação exclusiva de sete mil militares da reserva para colocarem as coisas em ordem no INSS, mas até o momento isso está em fase de estruturação e pode ou não sair do papel.

A troca do comando do INSS pode trazer dois resultados, fazer com que o órgão funcione e as pendências sejam eliminadas ou complicar ainda mais o órgão.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saque imediato do FGTS em 2020 não terá impacto do novo salário mínimo 0 195

saque imediato nao sofre alteracao com novo salario minimo

Já está oficializado o aumento do salário mínimo no Brasil de R$ 998 para R$ 1039. Mas diante do aumento, muitos estão achando que os valores do Saque Imediato em 2020 serão com base nos novos valores.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Mesmo com o limite de retirada expandido no último mês de dezembro, a lei para retirada de até um salário mínimo das contas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço será baseado no salário mínimo vigente na época em que a Medida Provisória (MP) 889, foi publicada.

O saque integral de uma conta do FGTS segundo o Ministério da Economia, deve ser feito por aqueles que tinham saldo de até R$ 998, no último dia 24 de julho. Aqueles que já haviam realizado o saque dos R$ 500 da lei anterior até dezembro, poderá fazer um segundo saque e retirar os R$ 498 restantes.

Quase 600 mil trabalhadores optam por NÃO sacar os R$ 500 do FGTS.

Mas os trabalhadores que tinham saldos superiores a um salário mínimo nas contas vinculadas até 24 de julho de 2019, não tiveram o seu limite de saque alterado  e eles devem seguir o calendário da Caixa Econômica Federal para fazer a retirada do dinheiro em 2020.

Para consultar os valores que você tem direito, acesse:

Calendário de pagamento do programa Bolsa Família 2020 é divulgado 0 217

Calendário de pagamento do programa Bolsa Família 2020 é divulgado 1

Na manhã desta terça-feira (31/12) o Ministério da Cidadania divulgou o calendário oficial de pagamentos dos benefícios do Bolsa Família de 2020. Mais de 14 milhões de famílias baseiam suas contas e dependem deste calendário para realizar os saques.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Os pagamentos serão feitos através da Caixa Econômica Federal e seus representantes. Quem não sabe como funciona o calendário, basta observar o último número do NIS (Número de Identificação Social) que está presente no seu cartão do Bolsa Família. Então vá até o calendário e verifique a data correta de pagamento.

Todos os benefícios são pagos de forma escalonada nos últimos 10 dias úteis de cada um dos meses do ano. No próximo mês de janeiro, por exemplo, os saques deverão ser feitos entre os dias 20 e 31, conforme o número do NIS.

A partir da data de pagamento, os mesmos devem ser sacados em um período de até 90 dias. Depois disso eles expiram e os valores voltam para os cofres da União.

13º Salário

Em 2019 tivemos uma novidade no programa Bolsa Família. Os beneficiários passaram a ter direito a um bônus no último mês do ano, que ficou conhecido como o 13º do programa.

Mas era apenas uma Medida Provisória (MP) de Jair Bolsonaro. Para poder se tornar efetivo em 2020 e nos próximos anos, o Congresso precisa aprovar o benefício.

Programa Médicos para o Brasil tem bônus aumentado pela MP 890/2019.

Calendário de pagamento do programa Bolsa Família 2020

Confira a imagem do calendário oficial de pagamento do programa divulgado pelo Ministério da Cidadania:

Calendário de pagamento do programa Bolsa Família 2020 é divulgado 2

Para mais informações acesse:

Most Popular Topics

Editor Picks