Caixa paga hoje o abono salarial do PIS para nascidos em maio e junho 0 47

pagamento abono salarial pis 2019 2020 nascidos maio e junho

A partir desta quinta-feira (19/03) a Caixa Econômica Federal irá iniciar o pagamento do abono salarial do PIS, referente ao calendário 2019-2020, dos meses trabalhados em 2018, para todos aqueles que nasceram em maio e junho. Cerca de 3,5 milhões de trabalhadores serão beneficiados.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Os valores devem chegar em R$ 2,7 bilhões no total para esta remessa. O pagamento será feito também para os servidores públicos com número final 8 e 9 do Pasep. Mas os pagamentos nestes casos serão feitos pelo Banco do Brasil.

A Caixa vem informando constantemente sobre estes pagamentos pois esta é a última etapa do ano referência 2019/2020. Todos os trabalhadores que possuem o direito e ainda não fizeram o saque, poderão ir até uma agência e solicitar os valores até o próximo dia 30 de junho de 2020.

Calendário de pagamento do INSS sobre o adiantamento do 13º por Covid-19.

Valores

O pagamento do abono salarial pode chegar em até um salário mínimo, variando conforme o número de meses trabalhados em 2018. Hoje o mínimo está em R$ 1045 e deve ser fracionado por 12. Por exemplo, quem trabalhou dois meses em 2018 irá receber R$ 174.

Adiantamento do calendário 2020/2021 do PIS

Em decorrência do surto de coronavírus, o governo anunciou algumas medidas econômicas para minimizar os efeitos. Entre elas está o adiantamento do pagamento do abono salarial do PIS/Pasep do calendário 2020-2021.

Todos os pagamentos devem somar R$ 12,8 bilhões. Só não foi divulgado se o pagamento será feito tudo de uma vez ou como nos outros anos, através de um calendário conforme o mês de aniversário.

Fazendo o saque do abono do PIS

Trabalhadores da iniciativa privada devidamente registrados e com inscrição no PIS, irão receber os valores através da Caixa Econômica Federal. O abono deve ser pago através do Cartão do Cidadão e senha pessoal. Os saques podem ser feitos através dos terminais de autoatendimento ou casas lotéricas.

Esteja com o número do NIS.

Qualquer dúvida entre em contato através do 0800-726-02-07 da Caixa Outra maneira de obter informações é através do site: www.caixa.gov.br/PIS

Clique então em “Consultar Pagamento”.

Pasep

Servidores públicos que trabalharam em 2018 tem direito a receber o Pasep, mas normalmente os pagamentos são feitos automaticamente em suas contas do Banco do Brasil.

Para fazer o recebimento, caso não estejam entre aqueles que receberam o depósito, basta ir até uma agência BB e apresentar um documento de identificação com foto.

Previous ArticleNext Article
Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Auditores fiscais do trabalho conseguem reaver R$ 6,31 bilhões do FGTS 0 110

auditorias recuperam valores do fgts

Todos os anos bilhões não são depositados pelos empregadores nas contas dos trabalhadores, referentes ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Esta prática que acaba sendo comum em algumas empresas é totalmente ilegal, mas por sorte há auditores fiscais que fazem a vigilância nesta questão.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Mas números que dificilmente eram recuperados em outras gestões do governo, neste último ano de 2019 os resultados foram surpreendentes.

Nesta segunda-feira (03/02) a Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, divulgou um balanço geral sobre 2019, onde os auditores fiscais do trabalho conseguiram recuperar R$ 6,31 bilhões que não haviam sido repassados às contas dos trabalhadores.

Para Leonardo Rolim INSS Digital irá suprir a demanda de servidores que faltam.

Os números em 2019 superaram em 21,3% com relação aos bilhões recuperados ao FGTS em 2018. Todos os valores são depositados nas contas dos trabalhadores, para compensar as perdas ao longo do ano.

Números de audições de 2019

Em 2019 foram realizadas 46.083 ações de fiscalização pelo Brasil. Do total recuperado, 1,54 bilhão foram identificados através da força-tarefa de fiscalização desenvolvida em 2019. O foco foram os grandes devedores e também a grupos móveis que foram dedicados à apuração dos débitos do FGTS.

A central de inteligência do governo cruzou os dados de declarações das empresas em diferentes sistemas, o que levou a identificar fraudes.

Operações dos fiscais

Em 2019 cerca de 35 milhões de trabalhadores foram beneficiados pelas operações fiscais realizadas, onde os auditores realizaram 221,94 mil operações em todo o Brasil. Durante as fiscalizações foram resgatadas 1.054 pessoas que realizavam trabalhos análogo à escravidão.

Houveram diversas contratações irregulares, violações de normas de segurança e saúde, falta de cumprimento de exigências nas contratações de jovens aprendizes e pessoas com deficiência, trabalho infantil, análogos à escravidão e também a falta de recolhimento do FGTS. Tudo isso foi constatado durante as auditorias.

A regularização do registro em carteira de trabalho subiu de 121.205 para 133.674 em 2019.

Todas as operações com foco específico tiveram um número mais elevado em 2019.

Contratações

Todo empregador deve fazer o depósito de 8% referente ao pagamento do salário no mês anterior ao atual. Os pagamentos devem ser realizados em contratações com carteira assinada, trabalhadores rurais, avulsos, temporários e também de atletas.

Para Leonardo Rolim INSS Digital irá suprir a demanda de servidores que faltam 0 141

leonardo rolim inss

Segundo Leonardo Rolim, que é o novo presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), não há a necessidade de contratação de novos servidores, mesmo com o tempo de espera gigantesco para a concessão de novos benefícios.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Rolim acredita que o órgão precisa de bem menos servidores do que os existentes hoje e que o processo de digitalização do sistema com o INSS Digital irá suprir a necessidade com relação ao processamento de novos benefícios, onde os servidores efetivos poderão ser direcionados a atender outras demandas.

O INSS irá sofrer mudanças drásticas no perfil dos funcionários. A tecnologia será capaz de produzir bons resultados. E isso foi diagnosticado por Rolim e sua equipe antes mesmo de ser anunciado como o novo presidente do Instituto.

Ele que era secretário de Previdência do Ministério da Economia, já estava envolvido com a atual situação do órgão. Assim que o ex-presidente, Renato Vieira, foi exonerado, ele assumiu o comando da organização.

2020 não terá concursos, mas orçamento prevê 50 mil novas vagas para servidores.

Precisa ou não de mais servidores no INSS?

Renato Vieira dizia que haveria a necessidade de mais 13,5 mil novos funcionários para serem capazes de analisar os novos pedidos e os atuais que estão na fila. Já Rolim acredita que não seja necessário mais nenhum, apenas investir na digitalização do sistema.

Hoje o INSS conta com quase dois milhões de pedidos parados e que precisam de máxima urgência para uma solução, pois será necessário arcar com retroativos quando saírem. Quanto mais rápido for resolvido, menos o governo terá que desembolsar com correção monetária.

A demissão ocorreu na última terça-feira, onde tanto o anúncio da saída de Vieira, como a chegada de Rolim, foi feita pelo secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Militares da reserva

O governo propôs a contratação exclusiva de sete mil militares da reserva para colocarem as coisas em ordem no INSS, mas até o momento isso está em fase de estruturação e pode ou não sair do papel.

A troca do comando do INSS pode trazer dois resultados, fazer com que o órgão funcione e as pendências sejam eliminadas ou complicar ainda mais o órgão.

Most Popular Topics

Editor Picks