Políticas de austeridade econômica são uma violência estrutural, de acordo com pesquisa inglesa 0 149

políticas de austeridade econômica

A despeito das falas de pessoas ligadas ao governo tentando convencer da necessidade da Reforma, uma pesquisa da universidade inglesa de Lancaster afirma que políticas de austeridade econômica são uma espécie de violência estrutural, um “assassinato social”.  Essa reflexão é valiosa em meio à um contexto de proposta de Reforma da Previdência, onde o debate acerca do bem-estar social e do papel do Estado nisso tem sido acalorado.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Leia também Impeachment Bolsonaro, uma realidade? Ao menos no Twitter sim!

Continue lendo adiante para entender a pesquisa.

As políticas de austeridade econômica como forma de violência estrutural na sociedade

políticas de austeridade fiscal chris grover
Dr.Chris Grover, da Universidade de Lancaster, no Reino Unido.

O impacto das políticas de austeridade econômica no sistema de previdência social, como, por exemplo, amplos cortes nos benefícios e o enrijecimento das condições para obtenção dos benefícios é uma modalidade de violência estrutural, conforme informações de uma nova pesquisa da Universidade de Lancaster, no Reino Unido.

Leia tambémPrimeira Ministra do Reino Unido é pressionada para estabelecer data de sua saída no governo.

O Dr. Chris Grover, chefe do Departamento de Sociologia da Universidade, fala que as políticas de austeridade econômica podem ser compreendidas como uma tipo de violência estrutural, ato esse que é incorporado à sociedade. Segundo ele, essas políticas de austeridade econômica acabam acentuando as desigualdades entre as classes sociais e aumentando a pobreza.

O artigo científico chamado “Proletarização violenta: assassinato social, o exército de reserva de austeridade trabalhista e previdenciária” na Inglaterra “, indica que, como fruto da violência contra a classe trabalhadora, as pessoas enfrentam danos ao seu bem-estar físico e mental e, em alguns casos. são “assassinados socialmente”.

Leia também Brasil busca a aprovação chinesa para cana geneticamente modificada.

“Para lidar com a proletarização violenta, o que é necessário não é o ajuste das políticas existentes, mas a mudança fundamental que elimina a necessidade econômica de as pessoas trabalharem pelos menores salários que os empregadores podem pagar”, conforme enuncia Grover.

O estudo, que foi publicado no periódico Critical Social Policy, o Dr.Grover fala ainda sobre alguns exemplos de como as políticas de austeridade econômica impactam negativamente a sociedade. De acordo com Grover, há um aumento de suicídios, crescimento do contingente de pessoas morrendo por má nutrição, ampliação da quantidade de pessoas indo morar nas ruas.

Leia tambémDonald Trump propõe plano meritocrático para imigração nos EUA.

A austeridade como ferramenta para degradação do trabalho

A referida pesquisa ainda sustenta que as políticas de austeridade econômica, as difíceis condições econômicas criadas pelo governo ao diminuir os gastos públicos trouxeram cortes e mudanças maléficas à política de previdência social, o que quer dizer que a Grã-Bretanha foi vítima de uma abordagem violenta para forçar as pessoas a aceitarem trabalhos que pagam muito mal.

Você pode ler o artigo científico do Dr. Grover, da Universidade de Lancaster aqui.

Previous ArticleNext Article
Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal TV É Brasil. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Uma verdadeira amante da cultura, arte e entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Alíquotas do saque do FGTS 2020 de contas ativas e inativas 0 162

saque fgts 2020 aliquotas

Na noite desta quarta-feira (24/07) a equipe econômica do Governo anunciou mudanças com relação ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), onde de agora em diante será possível realizar um saque de até R$ 500 em 2019 e a partir de 2020 os saques se tornam anuais, porém serão feitos através de alíquotas específicas, conforme os valores presentes nas contas.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Primeiro é preciso saber que quem quiser realizar estes saques deverá comunicar à Caixa Econômica Federal a partir do mês de outubro deste ano. Mas quem optar por receber os pagamentos anuais, deverá estar ciente de que não poderá mais fazer o saque total da conta se for demitido sem justa causa.

Quem optar por saques anuais do Fundo de Garantia, só poderá voltar a modalidade que permite o saque total em caso de demissão sem justa causa, somente após dois anos desta mudança.

As alíquotas de saque para 2020 já foi divulgada, porém a Caixa ainda irá gerar um calendário de pagamentos, que será divulgado em seu site oficial.

Multa de 40%

O cálculo da multa de 40% pago em demissões sem justa causa porém não sofre alterações, sendo ainda uma obrigação do empregador.

Como irá funcionar o saque do FGTS?

No caso do saque fgts anual será permitido resgatar um percentual do saldo total. Para quem tem até R$ 500 de saldo, poderá sacar 50% do valor. Essa porcentagem diminui até 5% quando atinge a marca de R$ 20 mil ou mais.

Além da porcentagem o governo definiu um “bônus” para quem tem mais de R$ 500,01 de saldo, que nada mais é do que uma parcela adicional fixa para cada uma das alíquotas.

Todas as alíquotas e valores do FGTS 2020

  • Trabalhadores com 1 a 500 reais, alíquota de 50% sem parcela adicional;
  • Trabalhadores com 500,01 a 1000 reais, alíquota de 40% mais parcela adicional de R$ 50;
  • Trabalhadores com 1000,01 a 5000 reais, alíquota de 30% mais parcela adicional de R$ 150;
  • Trabalhadores com 5000,01 a 10.000 reais, alíquota de 20% mais parcela adicional de R$ 650;
  • Trabalhadores com 10.000,01 a 15.000 reais, alíquota de 15% mais parcela adicional de R$ 1150;
  • Trabalhadores com 15.000,01 a 20.000 reais, alíquota de 10% mais parcela adicional de R$ 1900;
  • Trabalhadores com acima de 20.001 reais, alíquota de 5% mais parcela adicional de R$ 2900.

Por exemplo: Quem tem R$ 1500 no FGTS recebe sobre uma alíquota de 30%, recebendo R$ 450 + a parcela adicional de R$ 150, totalizando um saque de R$ 600.

Consulte o seu saldo do FGTS: www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts/Paginas/default.aspx

Saque dos Ativos e Inativos do FGTS deve acontecer no 2º semestre de 2019 0 145

saque ativo inativo fgts 2019

Assim como aconteceu no governo de Michel Temer, a equipe econômica e o governo de Jair Bolsonaro deve anunciar ainda nesta semana a proposta de liberar o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, o famoso FGTS, para todo o trabalhador brasileiro.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

A proposta é exatamente a mesma de Temer, poder injetar dinheiro na economia brasileira, onde até o momento a previsão é que entre em circulação mais de 30 bilhões de reais. Isso irá aquecer o mercado, já que o consumidor irá gastar os valores e parte dele irá retornar ao governo como imposto.

O saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço será válido tanto para contas ativas como as inativas, atendendo a praticamente 100% dos trabalhadores brasileiros.

Quem tiver direito a sacar os valores das contas ativas e inativas do FGTS, poderá faze-los através dos caixas eletrônicos, quando for valores menores ou através dos caixas internos da Caixa Econômica Federal, quando os valores forem maiores. A quantia exata ainda não foi definida.

Paulo Guedes

A proposta de liberar o saque do fundo de garantia já era um dos planos de Paulo Guedes, atual Ministro da Economia, porém ele esperava a aprovação das reformas importantes para o país como a Reforma da Previdência, antes de começar o seu plano para “agitar” a economia.

Outro dinheiro do trabalhador que pode ser liberado em breve é o PIS/PASEP, onde o abono pago pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Brasil, deve injetar outros bilhões na economia.

Most Popular Topics

Editor Picks