Skip to content

Qual é a distância ideal entre a telas e olhos

25 de outubro de 2019

Existem inúmeros boatos por aí sobre saúde. Quando se trata de saúde ocular, então, surgem ainda mais. Afinal, quem nunca ouviu a famosa frase que diz que “comer formiga faz bem para vista”? Além disso, com o advento da tecnologia, muitos outros mitos relacionados à visão foram surgindo. 

As tecnologias têm sim afetado nossa vida cotidiana e nossa saúde, isso é um fato. Mas elas podem ser mais positivas do que negativas para o nosso corpo, se utilizadas da forma correta, de acordo com orientações de especialistas. Você não precisa abrir mão das telas, basta saber como elas devem ser posicionadas e manuseadas.

Televisão

Diferentemente do que ouvimos por aí, sentar muito perto de uma televisão não afeta a visão, mas pode causar desconfortos leves ou profundos. 

Por isso, não faz sentido para quem tem uma sala muito pequena, por exemplo, comprar uma televisão muito grande, ela ficará desproporcional e nada confortável para os telespectadores. Uma TV de 40 polegadas por ser muito melhor para sua sala ou quarto do que uma de 60. É preciso analisar bem a situação.

Existe uma distância ideal para se assistir TV e ela varia de acordo com o tamanho do aparelho. Confira as recomendações para cada tamanho de televisão (em metros):

TV 32” – 1,8m

TV 42” – 2,4m

TV 50” – 2,8m

TV 60” – 3,4m

TV 71” – 3,8m 

Tablet e celular

Muito se diz por aí que utilizar por horas alguns dispositivos tecnológicos como notebook, tablet e celular prejudica a visão. Não é verdade: quem não tem problemas de visão, não irá prejudicá-la se ficar em frente à tela. Apenas pessoas que já possuem algum problema na vista como miopia, hipermetropia e astigmatismo não corrigida podem apresentar sintomas como embaçamento e dor ocular ou dor de cabeça aos esforços visuais. 

Mas é preciso ficar atento. Com o aumento da popularidade das plataformas de streaming de vídeo, está se tornando cada vez mais comum passar longas horas assistindo pelas telas de tablets e celulares. Para evitar desconfortos o usuário deve procurar manter uma distância de 35 a 40 cm.

Cor dos olhos

Por fim, mais um esclarecimento: pessoas com olhos claros e escuros devem ter basicamente os mesmos cuidados.  Os olhos claros têm sim mais sensibilidade à luz. Porém, isso não é uma doença. Independentemente da cor, é importante proteger os olhos do alto índice de raios ultravioleta (UV) com óculos escuros de qualidade e certificados, fujam de produtos falsificados pois estes sim podem prejudicar e muito a sua visão.

Infância

O cenário é um pouco diferente quando falamos de crianças, pois o corpo delas está em formação. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o aumento dos casos de miopia já alcançou o patamar de epidemia em alguns países. Esse crescimento gera muitas dúvidas, mas sabemos que está relacionada ao fato de as crianças passarem menos tempo em ambientes abertos. Isso deve ser dosado pelos adultos durante a criação.

Nesse sentido, no caso das crianças, é importante tomar alguns cuidados extras com as telas, mas isso tem muito mais relação com o estilo de vida e as regras impostas para elas do que com as telas em si. 

Importante salientar que estamos falando somente da visão. Outras questões de saúde relacionadas às telas e tecnologias podem sim existir em qualquer idade, mas isso é assunto para outro texto e outros especialistas. 

Além de todas as recomendações citadas neste texto, saiba que consultar um oftalmologista rotineiramente é essencial para sua saúde ocular e qualidade de vida.