Poker brasileiro entra em fase decisiva do ano com campeões a serem definidos 0 181

Marcelo Mesqueu poker

Mais uma temporada bem-sucedida do poker brasileiro está chegando ao fim. O Campeonato Brasileiro de Poker, oficialmente conhecido como Brazilian Series of Poker (BSOP), está próximo de sua etapa de encerramento.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Entre os dias 26 de novembro e 5 de dezembro, o Sheraton WTC, localizado na cidade de São Paulo, será sede do BSOP Millions — nome da etapa de encerramento do Campeonato Brasileiro de Poker.

Esta é a 14ª temporada do Campeonato Brasileiro de Poker. O circuito hoje é considerado o mais relevante de toda América Latina mas a realidade da competição mudou bastante desde o seu primeiro ano de disputa (2006). Não é nem preciso voltar muito no tempo para ter uma noção maior do crescimento do Campeonato Brasileiro de Poker a nível internacional. Em 2011, quando houve a primeira temporada do BSOP Million com os moldes atuais, Flávio Reis foi o grande campeão com premiação de R$ 443 mil e com direito a 1.446 jogadores.

No ano passado, o paranaense Leocir Carneiro foi campeão para cravar a premiação de R$ 1.1 milhões em um torneio que teve mais de 3.200 inscritos. Para este ano, a expectativa é que mais uma vez o BSOP Millions quebre recorde de participantes com milhões em jogo na etapa de poker mais importante da América Latina.

O melhor de tudo é que, além dos prêmios e da estrutura do torneio que atraem os jogadores, a disputa para a última etapa do ano deverá ser emocionante com vários competidores brigando pelo título de diferentes rankings.

Entendendo o sistema de disputa do Campeonato Brasileiro de Poker

Diferente das competições de esporte coletivo em que geralmente há uma temporada de pontos corridos para depois acontecer os playoffs, no poker os circuitos são disputados em diferentes etapas ao longo do ano – mais ou menos como acontece no tênis.

Desde 2013, o Campeonato Brasileiro de Poker tem um calendário consolidado no qual são realizadas sete etapas. Neste ano, São Paulo já foi sede de duas, enquanto Puerto Iguazú (Argentina) foi casa da primeira. Salvador, Rio Quente e Gramado receberam as outras.

No formato de disputa do Campeonato Brasileiro de Poker, os jogadores vão somando pontos durante as etapas e ganha quem tiver acumulado o maior número de pontos após a realização do BSOP Millions.

São três rankings em disputa: Geral, Omaha e Mixed Games. O Geral é o mais importante de todos e o vencedor dele é reconhecido oficialmente como o campeão brasileiro — além de ser disputado na variante Texas Hold’em, a mais popular da modalidade.

Já o Omaha e o Mixed Games são considerados rankings secundários, mas que também contam com grau de relevância no cenário nacional.

No ranking Geral, o título está nas mãos de Marcelo Mesqueu

Nunca antes em sua história o BSOP foi tão dominado por um jogador como agora. O carioca Marcelo Mesqueu, já bem experiente nas mesas de poker, está realizando uma temporada fantástica.

Líder e já com a maior premiação de todos os tempos, Marcelo está com uma mão e quatro dedos no troféu de campeão brasileiro. Ele conta com 4.114 pontos conquistados, enquanto o vice-colocado está com 2.469 pontos.

Como a última temporada do Campeonato Brasileiro de Poker contará com dezenas de torneios, Marcelo ainda não é o campeão matemático, mas as chances do carioca perder essa conquista são praticamente nulas.

Para se ter ideia da dominância de Marcelo, a vantagem dele para o sexto colocado (Pablo Almeida de Menezes) é mais que o dobro.

Marcelo também briga pelo título no Mixed Games

Como o próprio nome em inglês diz, a modalidade Mixed Games traz consigo diferentes variantes do poker em uma só. Para ser uma especialista nela, o jogador precisa contar com muita experiência, versatilidade e habilidade. Tudo isso Marcelo tem de sobra.

O atual líder do Mixed Games é o alagoano Rogério Siqueira, que está com 690 pontos acumulados. No entanto, Marcelo vem logo atrás com apenas 70 pontos de desvantagem e terá a chance clara de vencer o título no BSOP Millions.

O que mais impressiona no jogo de Marcelo é a sua consistência ao longo do ano. Ele pontuou em todas as seis etapas da temporada até o momento, sendo que foram cinco títulos conquistados.

“Eu tenho dois grandes objetivos, o maior é ser Campeão Brasileiro, mais até do que conquistar um bracelete da WSOP. Todo mundo quer ir para Vegas ganhar um bracelete, mas esse não é o meu sonho. Claro que a segunda opção é essa, mas o meu grande foco é o BSOP, onde tenho vários jogadores amigos muito bons”, afirmou Marcelo no início da temporada.

Ranking do Omaha também em aberto

A disputa também segue próxima no Omaha, que é o segundo ranking mais importante do Campeonato Brasileiro de Poker (atrás apenas do Geral). No Omaha, o líder é Pablo Almeida de Menezes com 1.010 pontos.

Na segunda colocação está Bruno Gazotto, com 850 pontos. A disputa está mais direcionada para os dois, tendo em conta que o terceiro no ranking é Rafael Caiaffa e ele está com quase 500 pontos de desvantagem para o líder.

Assim como acontece nos outros rankings do BSOP, os jogos de poker do Omaha são analisados em um espectro geral. Portanto, para ser campeão, o jogador precisa mostrar consistência durante toda temporada e ao que tudo indica Pablo tem a faca e o queijo na mão.

Campeonato Brasileiro de Poker volta no primeiro bimestre de 2020

Após o encerramento da atual temporada, a organização do Campeonato Brasileiro de Poker já começa a pensar na próxima edição. O calendário de 2020 ainda não foi divulgado, no entanto, é bem provável que a competição siga o curso dos últimos anos com a primeira etapa sendo realizada nos primeiros dois meses do ano.

Previous ArticleNext Article
Direto do Repórter Social, amantes de internet, redação e publicidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Qual é a distância ideal entre a telas e olhos 0 348

Qual é a distância ideal entre a telas e olhos 6

Existem inúmeros boatos por aí sobre saúde. Quando se trata de saúde ocular, então, surgem ainda mais. Afinal, quem nunca ouviu a famosa frase que diz que “comer formiga faz bem para vista”? Além disso, com o advento da tecnologia, muitos outros mitos relacionados à visão foram surgindo. 

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

As tecnologias têm sim afetado nossa vida cotidiana e nossa saúde, isso é um fato. Mas elas podem ser mais positivas do que negativas para o nosso corpo, se utilizadas da forma correta, de acordo com orientações de especialistas. Você não precisa abrir mão das telas, basta saber como elas devem ser posicionadas e manuseadas.

Televisão

Diferentemente do que ouvimos por aí, sentar muito perto de uma televisão não afeta a visão, mas pode causar desconfortos leves ou profundos. 

Por isso, não faz sentido para quem tem uma sala muito pequena, por exemplo, comprar uma televisão muito grande, ela ficará desproporcional e nada confortável para os telespectadores. Uma TV de 40 polegadas por ser muito melhor para sua sala ou quarto do que uma de 60. É preciso analisar bem a situação.

Existe uma distância ideal para se assistir TV e ela varia de acordo com o tamanho do aparelho. Confira as recomendações para cada tamanho de televisão (em metros):

TV 32” – 1,8m

TV 42” – 2,4m

TV 50” – 2,8m

TV 60” – 3,4m

TV 71” – 3,8m 

Tablet e celular

Muito se diz por aí que utilizar por horas alguns dispositivos tecnológicos como notebook, tablet e celular prejudica a visão. Não é verdade: quem não tem problemas de visão, não irá prejudicá-la se ficar em frente à tela. Apenas pessoas que já possuem algum problema na vista como miopia, hipermetropia e astigmatismo não corrigida podem apresentar sintomas como embaçamento e dor ocular ou dor de cabeça aos esforços visuais. 

Mas é preciso ficar atento. Com o aumento da popularidade das plataformas de streaming de vídeo, está se tornando cada vez mais comum passar longas horas assistindo pelas telas de tablets e celulares. Para evitar desconfortos o usuário deve procurar manter uma distância de 35 a 40 cm.

Cor dos olhos

Por fim, mais um esclarecimento: pessoas com olhos claros e escuros devem ter basicamente os mesmos cuidados.  Os olhos claros têm sim mais sensibilidade à luz. Porém, isso não é uma doença. Independentemente da cor, é importante proteger os olhos do alto índice de raios ultravioleta (UV) com óculos escuros de qualidade e certificados, fujam de produtos falsificados pois estes sim podem prejudicar e muito a sua visão.

Infância

O cenário é um pouco diferente quando falamos de crianças, pois o corpo delas está em formação. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o aumento dos casos de miopia já alcançou o patamar de epidemia em alguns países. Esse crescimento gera muitas dúvidas, mas sabemos que está relacionada ao fato de as crianças passarem menos tempo em ambientes abertos. Isso deve ser dosado pelos adultos durante a criação.

Nesse sentido, no caso das crianças, é importante tomar alguns cuidados extras com as telas, mas isso tem muito mais relação com o estilo de vida e as regras impostas para elas do que com as telas em si. 

Importante salientar que estamos falando somente da visão. Outras questões de saúde relacionadas às telas e tecnologias podem sim existir em qualquer idade, mas isso é assunto para outro texto e outros especialistas. 

Além de todas as recomendações citadas neste texto, saiba que consultar um oftalmologista rotineiramente é essencial para sua saúde ocular e qualidade de vida.

Conselhos para ter um cinema em casa 0 318

Conselhos para ter um cinema em casa 7

Quer transformar sua sala em uma cinema em casa para que você tenha todo o conforto e qualidade na hora de maratonar suas séries favoritas na Netflix ou na Amazon Prime? Certos requisitos como a luz do ambiente e a qualidade de som e o tamanho do sofá são tão ou mais importantes do que um equipamento de qualidade. Separamos algumas das dicas valiosas na hora de começar a planejar seu próprio cinema em casa.

>> Siga-nos no Google News e Concorra a um iPhone 10 – CLIQUE AQUI! e depois em SEGUIR⭐️

Encontre uma área adequada para sua sala de cinema

Se possível, tenha um cômodo exclusivo para isso. Quando o home theater compartilha espaço com outras atividades, a experiência é diminuída. Por exemplo: um espaço aberto compartilhado com a cozinha fará com que o som escape e com que os cheiros da cozinha invadam a sessão. Quando o cinema é a sala de estar, as crianças podem passar correndo e a luz é difícil de controlar.

Controle a luz ambiente

Luz ambiente significa luz proveniente de fontes externas à TV, como de outras salas ou através das janelas. Ao contrário da maioria das reformas domésticas, onde sempre tentamos adicionar mais luz natural, as salas de TV são espaços onde você deseja limitar a luz ambiente, seja a luz natural externa ou a luz de outras salas. O vazamento da luz mata as imagens de projeção de vídeo e torna a visualização menos agradável. Escolha um espaço com pouca luz ou invista em cortinas blackout.

Controle o som ambiente

Som ambiente é o som indesejado que vem do ambiente alheio à TV. Mesmo que você consiga encontrar um espaço especial para o seu home theater, os sons de fora desse espaço geralmente atrapalham a experiência. Lava-louças, crianças em outras salas, ruídos de cozinha, ruídos de encanamento e os sons da rua são apenas alguns exemplos de sons ambiente que podem interferir. Portas sólidas e cortinas pesadas ajudam insonorização.

Providencie assentos adequados

Ninguém em sua sala de TV deve ter a visão da tela bloqueada, nem estar muito perto ou muito longe. A distância da tela é determinada pelo tamanho da sala em conjunto com o tamanho da imagem que você deseja exibir. Espaços reduzidos (como um dormitório, exemplo) podem acomodar uma TV de 40 polegadas confortavelmente para que todos estejam em uma distância cômoda da tela.

Verifique os ângulos

Algumas HDTVs podem ser vistas de ângulos relativamente extremos (para a esquerda, direita ou mesmo de cima e de baixo), enquanto outras requerem uma posição mais central. Antes de sair furando a parede ou comprar móveis novos, coloque a TV aproximadamente onde ela ficará, ligue-a e verifique se as opções de assentos da sala são válidas. 

Mate dois coelhos com uma cajadada só

Esses problema pode ser resolvido ao se optar por uma HDTV de tela curva. A curvatura sutil nesses monitores aumenta o ângulo total de visão em ambos os lados da TV, além de limitar o brilho total. Priorizar esse recurso pode ajudar na hora de configurar seu cinema caseiro.

Most Popular Topics

Editor Picks